Jornalismo X Publicidade

0
142

Os entendidos dizem que a comunicação foi inventada por apenas um motivo: para convencer. A comunicação tem vários nomes: fala é um deles. A gente fala e se comunica. Tem outro: gesto. Beijamos, damos um tchau, apertamos as mãos, abraçamos, estamos gesticulando, e isso serve para nos comunicarmos. Jornalismo e publicidade são outras formas de comunicação. Ambos estão – em regiões como a nossa, e mesmo em países desenvolvidos – meio que misturados, meio que embolados, no conteúdo diário dos veículos de comunicação, como jornais, revistas, rádios, televisões, Internet. Entendo que a publicidade tem um alcance ainda maior que o jornalismo. Um exemplo: não existe outdoor de notícias. Mas, a publicidade está em cada esquina por onde passamos, nessas placas grandes chamadas outdoor. Se bem que, mal criadas e ainda mal produzidas, algumas dessas placas parecem-se mais com um noticiário que com publicidade, pela quantidade absurda de dados que apresentam. O que prejudica a comunicação, pois ninguém vai ter tempo e paciência de parar o carro, para ficar lendo o que está escrito. Muitas vezes, até mesmo os especialistas não conseguem descobrir, de prima, se o que estão lendo no noticiário local é uma notícia – uma informação jornalística – ou uma obra publicitária – não jornalística. As notícias políticas, por exemplo, não raro, transformam-se em uma exaltação dos entrevistados, uma verdadeira propaganda pessoal, dentro do conteúdo noticioso da imprensa. Há uma tendência de a publicidade invadir o espaço jornalístico. Explica-se: a publicidade tem mais força financeira. Impõe-se pelo poder econômico e comprime o jornalismo.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorNizan Guanaes
Próximo artigoVoltamos à Colônia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here