06 DE OUTUBRO DE 2017

0
221

RESPOSTA

Uma dita amadora de uma grande empresa internacional de Carlos Barbosa, respondeu para um player do mercado sobre mídia digital: ”não tenho interesse em fazer isso, não entendo e portanto não recomendo” e, a pergunta que não quer calar: O que está fazendo lá? E qual a função deveria estar ocupando?

 

POSIÇÃO

O trabalho em propaganda. O regime que esse segmento é próprio de países capitalistas e desenvolvimentistas, porém o pessoal que atende uma grande conta, cujo o presidente é liberal, acha que o regime que teríamos que viver é o comunista e que por eles o atual momento é passageiro. Viva a agência com um profissional desses e um cliente que não se dá conta do seu atendimento.

 

ANUNCIANTES

Na próxima semana tentaremos demonstrar que o mundo de veículos e anunciantes não recompensam a força que as agências de propaganda fazem para se manter no mercado.

 

REDE GLOBO

O escritório da Rede Globo do RS realizou um evento nessa sexta no Instituto Ling com a Diretora Internacional do Institute for Marketing,Science University of South Australia, Jenni Romaniuk

O evento estava lotado com publicitários das principais agências, professores e alunos das faculdades de comunicação.

O Instituto acadêmico trabalha e é subsidiado pelas maiores empresas do mundo.

Começou contando que a base de toda a ciência nasceu com o médico Hipócrates na Grécia, que dividiu o corpo em sangue, fluido, bili amarelo e bili negro. Essas são as bases de todas as ciências.

A ciência do marketing cresceu a poucos tempos atrás. Ainda não sabemos construir um marketing de credibilidade. Temos que viver o mundo e observá-lo. Colocou em dúvida o formato da terra, como as marcas crescem, o duplo risco de proteção, fidelidade só não é o suficiente para crescer. Tem que conquistar clientes, compartilhar mais com as marcas. Colocou que estamos vivendo o iluminismo do Marketing e fez uma afirmação verdadeira, que ignorar não somem com os fatos. Por fim finalizou dizendo que a marca não precisa ter frequência, mas acertar o foco. Que precisamos lidar com o emocional e a vontade física, mensagens úteis, ativos, transições, alcance e penetração.

Parabéns equipe Globo RS, grande evento. Muito rico e de muito aprendizado.

 

REALIDADE

Os canais fechados estão mandando suas tabelas de preços de outubro com um valor menor do que o primeiro semestre.

Causas possíveis: Diminuição da base de assinantes. Audiência menor. Uso maior de streamings. Ou outros…

 

LIBERDADE

Os babacas do Congresso aprovaram que as postagens de ódio, fakes ou não, e não sei mais o que…durante o período eleitoral serão censuradas e tiradas do ar independente de ação judicial. O triste deputado que fez essa emenda é do partido Solidariedade, o mesmo parido do Fernandinho, Vereador de Novo Hamburgo que foi preso por várias práticas ilícitas e pasmem, era da comissão de justiça da Câmara.

 

SANTA CASA

Ao longo deste mês, a Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre realiza uma série de movimentos que tem como objetivo dar visibilidade e provocar reflexões quanto ao câncer de mama, segundo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, correspondendo por cerca de 28% dos novos casos de câncer. Com o conceito “Prevenir de todas as formas”, uma campanha assinada pelo Hospital Santa Rita estará nas ruas durante todo o Outubro Rosa, em diversas plataformas como anúncios de jornal, redes sociais, jingles para rádio, mídias em cinema e out of home. O material segue a linha consagrada no último ano, apresentando a evolução do uso das sombrinhas rosas para promover a campanha.

 

“Demos sequência ao ícone utilizado no ano de 2016, desta vez desdobrando em movimentos e múltiplas formas. A questão da prevenção foi abordada de forma alegre e descontraída e com apelo popular para atingir todas as mulheres”, destaca o Diretor de Inteligência Criativa da CDN Sul, Cado Bottega, que conduziu o planejamento e criação dos materiais. A abertura oficial da campanha ocorreu neste domingo, dia 1º/10, com a instalação da iluminação especial com luzes rosas, que sempre marcam o mês, traçando um caminho do pórtico de entrada até o Hospital Santa Rita, especializado em todos os tipos de tratamentos oncológicos.

 

Para acompanhar a campanha, basta seguir a Santa Casa no facebook.com/SantaCasaPortoAlegre e no perfil do Instagram @santacasapoa.

 

COWORKING TRIO

As publicitárias Angélica Collet e Daise Aimi estão lançando a Trio – Coworking de Saúde, Beleza e Bem-Estar.

Inédito no Rio Grande do Sul, o coworking oferece espaços para profissionais fisioterapia, pilates, massoterapia, acupuntura, yoga, reike, quiropraxia, tratamento estético e make. As empresárias estimam abrir novas unidades até 2020. E ir para outros mercados como a grande Porto Alegre e interior.

“Queremos trazer a Porto Alegre essa forma inovadora de trabalho, tendo como princípio o respeito e a preservação da independência profissional de cada parceiro”, comenta Angélica Collet.

“A grande vantagem para estes profissionais é que eles poderão atender em um espaço com qualidade, sem preocupação com aluguel, luz, água ou manutenção do ambiente. É só chegar e utilizar o espaço com todo o conforto e comodidade”, completa Daise Aimi.

O nome e a marca foram criados pela Balboa – Estúdio Criativo, dos publicitários Marcelo Peresin e Ricardo Soletti.

A Trio está na Marcelo Gama, 1351/203, no Facebook e no Instagram à espera dos profissionais que estejam em busca de um novo modelo de trabalho aliado a uma sensível redução de custos.

WALTER LONGO

Para Walter Longo os veículos precisam entender que os consumidores esperam um posicionamento de suas marcas.

“Sempre acreditamos que o nosso negócio consistia em dar informação de forma isenta. Aparentemente, os leitores não estão mais procurando isenção, mas engajamento pela confirmação de suas teses e validação de suas crenças. Pessoas buscam assinar revistas e jornais da forma como se inscrevem em clubes de sócio-torcedor, que têm suas causas”, disse ele.

 

Como exemplo, ele citou veículos americanos como Fox e New York Times, que, segundo a sua avaliação, conseguiram alavancar sua base de assinantes nos últimos meses muito em função do cenário político desencadeado desde a eleição de Trump.

O presidente do Grupo Abril defendeu um modelo de gestão onde o publisher não é uma empresa de mídia, mas uma empresa de marcas. “Precisamos entender os títulos como várias marcas diferentes sob o guarda-chuva de uma marca maior, desenvolvendo outras atividades e formas de distribuição para monetizar cada marca. Assim, o impresso vira apenas mais um custo de marketing dentro de um ecossistema de produtos mais completo”, defendeu.

Ele conclui dizendo que o mercado impresso está acostumado com margens de lucro “obscenas” e vai ter que se acostumar com novos modelos e que a receita advinda de seminários, premiações e eventos, por exemplo, jamais compensará de forma proporcional a queda de receita publicitária.

 

BOATOS

Para entender melhor do que estamos falando, é preciso saber, primeiramente, que o market cap (valor de mercado) da Accenture é hoje mais que o dobro da soma de todos os grupos de comunicação da nossa indústria.

Sendo assim, nos últimos dias tornaram-se mais intensos os boatos de eventual possível takeover e/ou joint venture e/ou fusão de grandes grupos de comunicação publicitária como WPP e Publicis por empresas de consultoria como Accenture e CapGemini.

Segundo o report divulgado pela área de análises e consultoria do Banco Francês Natixis, seriam empresas de consultoria como Accenture e CapGemini as mais prováveis compradoras e não empresas de tecnologia como Google e Oracle. Qualquer um dos grandes grupos do setor, a saber, Omnicom, Interpublic, Dentsu Aegis, Publicis ou WPP seriam targets prováveis/possíveis.

 

OBAMA

Em sua palestra em São Paulo ao falar sobre monopólio das plataformas Google e Facebook, disse que o mercado sempre teve monopólios. Sobre os grupos de comunicação disse que a imprensa livre tem dessas coisas, como exemplo, citou a FOX que é contra ele e que se ouvisse seria um fã, mas ele prefere ler o NYTimes que lhe dá informações mais sérias, claro para o seu ponto de vista. Disse tudo isso com naturalidade aliás, como deve ser dito.

 

DONNA

O universo da Revista Donna conectado às leitoras em um projeto inovador, que reúne conteúdo, moda, beleza e experiência no mesmo ambiente. Essa é a proposta do Donna Beauty Pompéia, no Espaço Unisinos, em Porto Alegre, que será inaugurado nesta quinta-feira (5), em evento para imprensa e convidados. A abertura ao público, em soft opening, será nesta sexta-feira (6).

 

Maior iniciativa da marca Donna, do Grupo RBS, em parceria com Pompéia e Tornak Participações e Investimentos, Donna Beauty Pompéia é um empreendimento que materializa conceitos contemporâneos de varejo e comunicação e oferece conveniência e interação aos clientes em uma região nobre da capital gaúcha, no novo complexo da Unisinos, por onde devem circular cerca de 12 mil pessoas diariamente.

 

– Estamos muito entusiasmados com o Donna Beauty Pompéia. É um espaço dedicado à moda e à beleza, situado em um complexo moderno, para onde levaremos várias oportunidades de vivenciar e interagir com o universo de Donna – destaca o diretor-executivo de Marketing do Grupo RBS, Marcelo Leite.

 

A exemplo de Gaúcha Sports Bar, no Viva Open Mall – uma iniciativa da Rádio Gaúcha para aproximar-se ainda mais de seus ouvintes, expandindo a experiência do estúdio e da redação para um ambiente leve e descontraído de um bar –, Donna Beauty Pompéia permite ao público da revista conhecer as novidades da loja conceito da Pompéia, usufruir de serviços de estética e beleza nas filiais do salão RhedCo e da estética Onodera, curtir o Donna Café by 18 Café, além de acompanhar a rotina do time Donna.

Os 400 metros quadrados do empreendimento abrigam uma pocket newsroom, onde haverá uma agenda intensa de produção de conteúdo pela equipe de Donna, com estúdio fotográfico, cenário para gravação de vídeos e um multiespaço para realização de eventos.

 

LIDERANÇA

O Grupo RBS alcançou a liderança no setor Editorial, Comunicação e Gráfica entre as 50 empresas mais inovadoras dos três estados do sul do país, na 14ª edição do prêmio Campeãs da Inovação. A premiação, elaborada pelo Grupo Amanhã, em parceria técnica do IXL Center – Center for Innovation, Excellence and Leadership, de Cambridge, Massachusetts, foi entregue na tarde de terça-feira (3), em cerimônia na sede da Associação Comercial e Industrial de Joinville, em Santa Catarina.

 

A RBS também alcançou a 12ª posição entre as 50 empresas mais inovadoras do Sul do Brasil. Cerca de 200 companhias tiveram acesso ao questionário de 30 questões (que, em alguns casos, se desdobraram em outras), que permitiu aos gestores revelar como as empresas trabalham aspectos como processos, estratégia e recursos voltados à inovação, tendo por base o ano de 2015. Os questionários foram processados na Central do IXL-Center, nos Estados Unidos, e deram origem à lista das 50 empresas mais inovadoras do sul do país.

 

– Figurar neste ranking é mais um reconhecimento dos nossos investimentos em processos de geração e implementação de ideias. As mudanças na indústria e no mercado, cada vez mais rápidas, exigem velocidade de reação, capacidade de previsão e ideação e muita disciplina para realização. Na RBS, fazemos isso estimulando os times a trabalharem de maneira integrada, com processos claros e sem medo de errar. Para inovar, ter coragem é fundamental – destaca Sabrina Passos, gerente do produto GaúchaZH.

 

O estudo é focado, principalmente, nos resultados que a inovação trouxe para os negócios. Nesta edição, foram criadas as categorias Estatais e Filantrópicas (para empresas públicas e entidades filantrópicas) e Ensino e Pesquisa (voltada para universidades e centros de pesquisa).

 

Parceiros

As leitoras de Donna encontrarão no novo espaço uma loja conceito da Pompéia, com design moderno e inovador, cujas formas, cores e materiais seguem o que está sendo criado nas principais capitais do mundo. Um serviço de consultoria de moda estará disponível e uma especialista na área será responsável pela loja. A superintendente de marketing e vendas do Grupo Lins Ferrão, Carmen Ferrão, saúda a integração com o espaço dedicado à redação da Revista Donna:

– A Pompéia está sempre atenta aos movimentos do varejo e por isso acredita no pioneirismo deste projeto, buscando inovar e trazer para este espaço uma nova opção de compra, inclusive no e-commerce – destaca.

A Onodera oferecerá serviços de estética e spa, com cuidados para o rosto e o corpo, contando com aparelhos modernos, de alta tecnologia, e RhedCo, tratamentos para os cabelos, manicure, depilação, maquiagem, entre outros serviços de beleza. Já o Donna Café by 18 Café convida a bater um papo e provar delícias exclusivas.

Fernando Tornaim, sócio-diretor da Tornak, destaca o ineditismo da proposta em Porto Alegre, acompanhando uma tendência mundial de criação de espaços temáticos e de geração de conteúdo para as marcas estarem ainda mais próximas de seu público.

A editora de Donna, Patrícia Rocha, celebra as possibilidades com o público:

– O Donna Beauty Pompéia materializa um dos nossos propósitos: estar cada vez mais perto de nossa leitora, em contato direto para compartilhar conteúdos, interagir e trocar ideias.

Em maio deste ano, a Revista Donna lançou seu novo posicionamento, que busca inspirar a mulher do Rio Grande do Sul a ser a melhor versão de si mesma, provocando reflexões e traduzindo tendências e caminhos do universo feminino. Antes da criação de Donna Beauty Pompéia, Donna já havia impresso a sua marca em lingeries, roupas de ginástica, alpargatas, pincéis de maquiagem, entre outros produtos.

O Donna Beauty Pompéia é aberto ao público e está localizado no Espaço Unisinos (Avenida Nilo Peçanha, 1500). O horário de funcionamento será de segunda a sábado, das 9h às 21h.

 

DEBATES

A 5ª edição do Coletiva Debates – Precisamos conversar já tem data marcada e o público pode se inscrever neste link, de forma gratuita. O evento promovido por Coletiva.net ocorrerá em 9 de outubro, às 19h30, no Anfiteatro Hugo Gerdau da Santa Casa (Rua Annes Dias, 295 – Centro). Com a temática Tendências em Comunicação, o encontro tem o objetivo de debater com profissionais e estudantes gaúchos sobre os rumos do mercado, o que esperar, quais assuntos estarão em alta e como devemos nos preparar para os novos caminhos.

A exemplo do que aconteceu nas últimas edições, este novo evento servirá também para subsidiar a matéria de abertura da nova revista Tendências Comunicação, que está em seu oitavo ano e será lançada em novembro. É o que conta a publisher de Coletiva.net, Márcia Christofoli: “É o nosso título mais esperado pelo mercado, devido à sua consolidação, e está em plena produção. Por isso, queremos ouvir de todos os personagens que compõem a área sobre o que esperar do futuro e como atuar para encarar os próximos desafios.”

A atividade contará com a participação dos debatedores Cristiane Finger, 2ª vice-presidente da Associação Riograndense de Imprensa (ARI); Érick Formaggio, presidente da Associação Brasileira de Agências Digitais (Abradi-RS); e Mauro Dorfman, presidente da Associação Brasileira das Agências de Propaganda (AbapRS). As vagas são limitadas e a nova edição tem apoio do Grupo RBS e da Santa Casa.

 

SPR

A linha Romanzza Med, lançamento da Romanzza, fabricante de móveis planejados para ambientes residenciais com sede no Rio Grande do Sul e atuação em todo o Brasil, tem sua campanha de lançamento assinada pela SPR. A nova linha de mobiliário foi projetada em todos os seus detalhes e diferenciais para atender às demandas e necessidades dos profissionais da saúde. Pensando nesse público, a agência idealizou o conceito ”O que o mundo vê e o que só os profissionais da área da saúde podem ver” para a campanha de lançamento, tendo como principal destaque o catálogo de produto.

Voltado exclusivamente para a área da saúde, o catálogo surpreende ao mostrar ilustrações de bactérias que podem ser sentidas ao tocar no material ou até mesmo na luz. A ideia é evidenciar detalhes que somente os profissionais da saúde e profissionais da saúde não deixariam passar despercebidos, estabelecendo uma conexão direta com esse público.

“A campanha e em especial o catálogo da linha Romanzza Med trazem um impacto criativo que chama a atenção do público-alvo, evidenciando o diferencial de produto”, pontua Juliano Brenner Hennemann, diretor-executivo da agência.

 

PADRÃO GLOBO

Entrevista com Eduardo Becker, diretor de comercialização de mídias digitais da Globo para saber como está o processo de criação, cocriação e desenvolvimento de conteúdo para marcas de dentro da emissora, confira:

– Como funciona a estrutura e o processo de criação (cocriação) de projetos de conteúdo para marcas dentro da Globo?

A área de comercialização de mídias digitais da Globo trabalha de forma totalmente integrada com a equipe de comercialização (TV) e as equipes editoriais nos estúdios Globo, ou no jornalismo com o G1 e esportes com o globoesporte.com, o que nos permite desenvolver e entregar projetos cada vez mais completos e focados na melhor experiência, tanto para o consumidor, quanto para as marcas em diversas plataformas. Sobre o processo de criação, a maioria dos projetos é feita a várias mãos e vira um time único dedicado a ele. Isso porque sempre procuramos conversar e criar junto com os clientes, para oferecer a possibilidade de soluções customizadas de acordo com as necessidades e objetivos de cada uma das campanhas. O que dizemos hoje é que não há um time no cliente, um na agência e outro no veículo. O que existe é um time do projeto.

– Qual o papel da marca, agência e veículo neste formato? Como equilibrar da melhor maneira?

O objetivo é único: aproveitar melhor o conteúdo e seus desdobramentos, focando nos objetivos do cliente. Então, nascendo dentro da Globo ou não, procuramos sempre que os projetos sejam moldados por todos os envolvidos. O mercado tem reconhecido esta nossa capacidade e abertura para criar junto, até porque não somos apenas uma plataforma; somos uma produtora de conteúdo, buscando as melhores soluções de comunicação para nossos clientes. Por conta disso, criamos há algum tempo projetos de conteúdo integrados, que dialogam com a experiência da TV e do digital, fazendo com que toda ação comercial acompanhe a jornada do consumidor, em uma sinergia de criação de soluções integradas para os nossos anunciantes.

– Você pode mensurar o retorno que isso tem dado para a Globo?

Ao analisar o que tem acontecido no mercado, vemos que mesmo as marcas que já têm se desenvolvido nesse engajamento com o conteúdo, reforçam sua estratégia de frequência. Elas seguem investindo em mídia display, mas crescem no investimento em conteúdo, ações mobile e produção de vídeos. Esse é o desafio do mercado e esses são os pontos que temos investido dentro da Globo: em vídeo, ampliamos a oferta de consumo com o lançamento do Globo Play e de soluções em publicidade, com o VGLobo; em mobile, adaptamos nossos produtos de acordo com as características de navegação dos dispositivos móveis e já temos como resultado uma audiência, em parte dos nossos produtos, dividida igualmente entre mobile e desktop; ampliamos e investimos no desenvolvimento de projetos de branded content; e, claro, oferecemos novas opções para compra e aproveitamento da mídia display, utilizando novas tecnologias e modalidades como mídia programática e uso de dados.

– Pode citar um case de sucesso?

Nossa experiência nos mostra que o mercado tem buscado cada vez mais soluções que tenham o conteúdo como ponto central, de forma criativa e inovadora, que superem a expectativa de clientes e consumidores. Um desafio que nos leva a projetos como o mais recente que desenvolvemos em parceria com a Coral, levando conteúdo sobre os produtos da marca para a plataforma digital, de uma forma totalmente pertinente e adequada. A solução de comunicação se baseava em contar o público sobre o uso da marca em cenários de novelas. Para isso foi desenvolvida uma ideia que mostrava o uso das tintas na ambientação dos cenários, atrelados a personalidade dos personagens e ao uso de cores em cada um deles. Inserimos, assim, a marca em um contexto totalmente pertinente, mostrando como a escolha das cores é importante para construção desse ambiente, de um personagem e de uma trama, servindo de inspiração para o próprio consumidor de Coral. Por isso, o projeto conta com um documentário com diretores e cenógrafos. Além disso, o especial também funciona como um guia prático para auxiliar o consumidor na escolha das paletas de cores usadas nas produções e em vídeo no estilo “faça você mesmo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here