Alexandre Ruivo

0
1994

Nesta semana, o destaque vai para Alexandre Ruivo, publicitário com mais de 30 anos de atuação no mercado da propaganda gaúcha. Um guerreiro respeitado e muito profissional, apesar do seu jeito jovial e bonachão, leva tudo que faz com muita seriedade e com um respeito muito grande. Ruivinho, como o chamo, é a mesma figura e personalidade nas boas e nas ruins.

 

Alexandre Ruivo nasceu e cresceu na capital gaúcha, e já tinha a propaganda em seu sangue, pois é filho de publicitário. Passou parte de sua infância perambulando pelos corredores da antiga e conceituada Standard Ogilvy, onde seu pai trabalhava, já se familiarizando com o negócio e se apaixonando pela criação. Com grande talento para as artes, principalmente para o desenho, iniciou como estagiário de arte finalista na agência Escala, com seus 19 anos, em 1984. Em 1985 trabalhou na agência de seu pai, a Alternativa, como arte finalista e laboratorista, na época de ouro da propaganda, onde a arte final era feita com nanquim, mesa com régua paralela, cola benzina e foto traço, onde o profissional precisava realmente ser um artista no desenho. Nesta mesma época Alexandre foi pai de sua primeira filha, e sendo pai muito jovem nunca deixou de trabalhar, e precisou ingressar no mercado de trabalho muito cedo.

Entrou na Martins e Andrade em 1986 como chefe de estúdio, permanecendo por 11 anos. Neste período Alexandre pode vivenciar o advento dos computadores no mundo da criação, substituindo o romantismo do desenho a caneta, e a entrada do universo digital. Dessa forma Alexandre Ruivo, que não detinha o domínio dessas “máquinas”, tornou-se obsoleto para a criação, mesmo sendo de um grande talento. Nesta época, viu-se obrigado a migrar da atividade artística, na qual sempre teve o dom, para o empreendedorismo, captando seus próprios clientes e fazendo associações com agências que pudessem lhe oferecer estrutura para assim atendê-los. Neste período atendeu clientes como Olvebra, Supermercados Asun, as extintas lojas Cambial, e posteriormente participando de licitações públicas, como Prefeitura de Porto Alegre, Governo do Estado, Secretaria de Cultura e Turismo. Atendeu a CGTEE de 2002 a 2006. Neste período de atendimento a Secretaria da Cultura e Turismo surgiu a ideia de montar a RS Brazil Turismo, agência que existe até hoje sob a coordenação de sua segunda filha Nachiele Ruivo, que também é sua gerente de finanças. Como pai, Ruivo sempre incentivou a liberdade profissional e financeira de suas filhas, para que elas tivessem a oportunidade de fazer suas próprias escolhas, incluindo seus horários e suas próprias regras.

Em 2008 Alexandre Ruivo separou-se dos parceiros para então alçar vôo solo, montando sua própria estrutura – a RS Brazil, que a princípio contava com uma estrutura enxuta adequada para atender os clientes da época.

Em 2015 então Alexandre percebeu a necessidade de ampliar sua estrutura e montou seu estúdio, adquirindo as instalações de um renomado fotógrafo. Hoje a RS Brazil está localizada em um ambiente de 300m2, totalmente diferenciado, moderno e criativo, contando com ilha de produção audiovisual própria, acompanhando uma grande tendência de mercado, uma vez que o universo da propaganda está muito voltado para o digital. Uma forma de resgatar sua paixão pela arte e criação, uma das principais atividades da agência é o trabalho com programação visual em o redesign de marcas.

 

Uma das maiores características de Ruivo é a persistência, e acreditar que não existe o impossível. Para ele um obstáculo em seu caminho é mais um desafio a ser conquistado, e basta acreditar para tornar uma “missão impossível” algo a ser realizado.

Alexandre Ruivo é um amante da vida saudável, buscando equilibrar uma rotina de atividades físicas com sua agenda atarefada, além de manter uma alimentação saudável e balanceada. Divide-se entre Porto Alegre e Garopaba, buscando balancear a correria da vida de publicitário com uma vida ao ar livre. Adora jardinagem e gosta de transformar seus terrenos na praia em “verdadeiras obras de arte” e se não fosse publicitário diz quer certamente seria um jardineiro. Alexandre também já foi um amante de esportes radicais, como rallies e motocross.

Alexandre reconhece que o mercado mudou muito nestes últimos anos, muitas agências fechando, estas e veículos de comunicação “despejando” bons profissionais no mercado, em função da crise que assola o Brasil e o estado nestes últimos tempos. Também acredita que possa haver uma parceria muito maior entre agências e veículos de comunicação, e ainda cita: “Ao invés de uma melhor organização e união, o mercado está cada vez mais pulverizado e dividido, podendo dizer inclusive que todos estão mais preocupados com o ‘ganha-ganha’ e não com ganhos coletivos” E acrescenta: “ O mercado só será forte novamente quando veículos e agências trabalharem em uníssono, pois são as agências que movimentam o mercado propondo ideias e negócios, sendo elas pequenas, médias ou grandes.”

 

Ruivo está à frente da RS Brazil hás 26 anos, agência onde é o proprietário e “comanda” contas como Supermercados Asun e Master Medical Group, e acredita que ainda exista muito mercado a ser explorado, e que nos momentos de crise se criam oportunidades, buscando ser mais criativos ainda oferecendo mais soluções para os clientes.

A RS Brazil carrega este nome, pois vê a comunicação como algo a ser regionalizado, inserido no contexto local, bem apropriada de suas raízes para então alçar voos maiores. Está consolidada no mercado, com grande experiência no varejo. Acredita que precisa-se ver o cliente como parceiro, e pensar na fidelização do cliente a longo prazo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here