Foco nos resultados

0
141

Muitas agências já estão correndo atrás para acompanhar as mudança e se manterem competitivas: Em todo o Brasil, hoje são cerca de 15 mil agências tradicionais, 4 mil agências digitais, 2 mil surgindo para abocanhar essa fatia do mercado.

O grande desafio hoje é entender o estilo de vida do consumidor moderno, suas novas necessidades e problemas para, então, oferecer soluções que vão ao encontro ao que esse consumidor precisa.

O primeiro ponto que deve fazer parte da estratégia é entender que publicidade e mídia não podem mais resolver sozinhas os problemas de marca e de negócio do cliente. Hoje é necessário ter a nítida compreensão de que marcas são “diálogos”. Esse é um aspecto que ainda não está claro para a muitas agências. Insiste-se em um modelo orientado para um viés muito técnico e que não envolve ações estratégicas relevantes para desenvolver uma solução, conteúdo ou plataforma.

 

É preciso se abrir para os novos canais. Da mesma forma que um produto ou serviço é exposto em campanhas de televisão, ele também é visto através de redes sociais. Hoje, precisamos fazer uma boa comunicação com apenas 140 caracteres.

O momento que vivemos é de reinvenção dos modelos de negócios onde surgem novas oportunidades em criar, não apenas produtos ou serviços, mas experiências para o consumidor. E essas experiências exigem que as agências digitais incorporem em sua estratégia de negócio novas disciplinas para oferecer soluções mais completas aos seus clientes e marcas.

 

Ao mesmo tempo que o mercado está abundante e próspero, fica mais complexo se destacar nele, por isso as agências precisam ser cada vez mais ágeis e, ao mesmo tempo, mais enxutas.

Todo esse crescimento acelerado depende da contratação e retenção de talentos que atendam agilmente esse novo modelo de negócios. Para isso, é importante que as agências concentrem grande parte de sua energia garimpando um bom time de talentos que dê conta do mercado.

 

O ponto alto da comunicação moderna é a experiência com o usuário. No Brasil, essa atividade ainda está engatinhando e pode gerar muitas oportunidades de produtos e serviços. A experiência do usuário abre um leque de oportunidades para as agências que precisam, antes de tudo, desenvolver novas competências para entenderem que tipo de experiências o usuário deseja ter. Para isso, é preciso investimento em recursos financeiros e intelectuais.

Outra tendência são as inovações. Geralmente, elas não acontecem do dia para a noite. Grandes inovações podem demorar muitos anos para serem lançadas.

 

O problema é que os clientes exigem cada vez mais agilidade e criatividade na entrega de inovação. É necessário entregar algo de valor em pouco tempo. Esse desafio de entregar inovação em tão pouco tempo é algo que as agências ainda precisam solucionar.

Se a sua agência está focada em entender e oferecer diálogo para esse novo perfil de consumidor, com uma equipe talentosa e pensando soluções estratégicas para o seu cliente, você está no caminho certo. Trabalhe com marketing focado em resultados, desenvolva inovações e para, então, desenhar junto com ele uma estratégia de comunicação eficiente e competitiva. Sua agência precisa acompanhar as novas exigências desse mercado tão competitivo, mas com muito potencial para ser explorado.

 

O anunciante, mais do que nunca necessita de resultados a curto prazo, suas necessidades não podem e nem devem esperar por isso. Tem que acertar o alvo evitando a refação e a dúvida. Inovação e talento devem andar juntas

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here