17 de Novembro de 2017

0
198

UNIVERSIDADE

Sérios e reticentes respondido: nem que sim nem que não da consulta feita – uma grande universidade prepara-se para trocar de agência. Difícil a virada de jogo.

 

BISTRÔ

Essa agência cresce sem fazer muito alarde e hoje já conta, graças aos seus trabalhos e altos índices de conversão, com um portfólio de clientes que estão entre os melhores do mercado.

 

GESTÃO

Com as novas leis trabalhistas o Sinapro adquire uma importância muito grande para capacitar as agências e zelar por um elenco melhor remunerado e mais profissional. As agências que não são sócias do Sinapro devem imediatamente se associar para depois não se arrependerem. Aliás, quem não é sócio do Cenp também vai penar, pois está infringindo e não tem condições de estar no mercado.

 

PALESTRA

Luiz Coronel fará uma palestra no próximo dia 22 na Federasul e promete desmistificar muitas coisas que acontece e provocar com força os presentes. Quem conhece o Coronel sabe que ele é capaz de motivar e ao mesmo tempo encucar quem escuta e lê seus ditos. Palestra imperdível.

 

CHAPA QUENTE

Os nomes estão quase fechados. Trata-se de uma força de profissionais que fazem e são merecedores de respeito no mercado. A ARP terá uma chapa quente para dirigir o biênio 2017/2019. Torcemos e desejamos que isso aconteça. As lideranças de mercado estão unidas e tudo vai ser muito bom e com vontade de fazer a diferença.

 

UNIVERSIDADE

Uma agência próxima está nos finalmente de uma conta de universidade.

 

MOBILIÁRIO URBANO

É no mínimo estranha a segunda visita que o prefeito de Porto Alegre faz à Europa, passando pela França e se reunindo para discutir mobiliário urbano e, mais ainda, fará um encontro de interesses entre empresas francesas e gaúchas para investimentos na capital. Ok, mas não precisa se reunir pela segunda vez com a mesma empresa que tem sede no Brasil e que tem sérios e bons concorrentes para estabelecer e tratar do mobiliário urbano. No entender desse colunista, não é saudável essa demonstração.

VAGA  SUNBRAND

O Grupo  G 5  está em busca de um estrategista com foco em planejamento de comunicação e marca.

Tem que ser uma pessoa que tenha  paixão  por construção de marca destino, e  que  consiga, a partir do planejamento estratégico e entendimento do negócio, apresentar soluções pertinentes e viáveis.

Esse, profissional tem que ser avido por conhecimento e que se atualize frequentemente.

Também é fundamental conhecimento de análise de dados e inglês avançado.

Gostou e tá identificado?  Então encaminhe  seu currículo para: contato@sunbrand.com.br

 

EDITAL

A prefeitura de Santa Cruz do Sul divulgou na terça-feira (14) um edital para contratação de agência de publicidade pelo prazo de 1 ano, que poderá prorrogar o contrato pelo mesmo período.

 

A agência vencedora terá 900 mil reais para dividir em serviços de publicidade e veiculação, custos internos da agência, atividades complementares e serviços especializados.

Interessados em participar da concorrência devem entrar em contato com o Executivo até 2 de janeiro de 2018 pelo telefone (51) 3713.8100.

 

BRASIL NO EL OJO

Agência: Africa

Criativo: Sergio Gordilho (Africa)

Produtora: Saigon Filmes

Realizador (diretor de cena): Vellas

Anunciante: Wal-Mart Brasil

 

NOMES

Todos tiveram seus méritos nas indicações para os melhores do mercado publicitário que serão divulgados no grande jantar da ARP no dia 07 de dezembro. O critério é que questionamos, se é ano, ou meses ou dias que profissionais, veículos, produtoras atuaram???

 

NOVO PRESIDENTE

Com a saída de Walter Longo, quem assume a Presidência do Grupo Abril é Arnaldo Figueiredo Tibyriçá, que durante 15 anos ocupava o cargo de vice-presidente jurídico. Arnaldo é formado em Direito pela PUC/SP e participou de diversos conselhos internos de administração, integrando também o comitê executivo da Holding AbrilPar.

 

Giancarlo Civita, presidente do conselho de administração da AbrilPar, ressalta a importância de Walter Longo nesses últimos anos: “Foi fundamental para mostrar ao mercado que a Abril é uma empresa dinâmica e multidisciplinar e que sua força e importância estratégica seguem contando com o total apoio dos principais agentes do segmento de comunicação e mídia”.

 

“Conto com Arnaldo para manter a Abril no papel relevante que sempre lhe coube, e para garantir a continuidade de nossa missão de lutar por um Brasil mais justo, mais íntegro e mais prospero”, afirma Giancarlo.

 

OS DONOS DO MUNDO

STEVE JOBS E ELON MUSK

INOVAÇÃO- Em suas empresas, Elon Musk busca inovações que antecipem o futuro. Com a Tesla, as placas e baterias de energia solar são importantes, mas as maiores atenções são para os carros elétricos e, mais recentemente, os autônomos. A marca saiu na frente no desenvolvimento desses veículos. Fez o primeiro superesportivo elétrico (Roadster, de 2008) e o primeiro popular (o Model 3, cuja produção começou em 2017). Além disso, Musk tem a SpaceX, que fabrica motores de foguetes. Com ela, pretende viabilizar a produção de naves espaciais com custos reduzidos para transportar humanos até Marte. Musk lembra Steve Jobs. Com a Apple, ele detonou o boom do computador pessoal doméstico com a Macintosh em l984. Modificou o jeito de ouvir música com o Ipod em 2001. E, revolucionou as comunicações com o Iphone em 2007. Na apresentação, Jobs falou: “Hoje, a Apple vai reinventar o telefone”. Na boca de outro, seria petulância.

 

PROJETOS – Musk se envolve em outros projetos. Foi cofundador do PayPal e, nos últimos três anos, criou a OpenAl (Inteligência artificial), The Boring Company (perfuração de túneis) e Neuralink  (Neurotecnologia). Também desenvolveu o conceito de um trem elétrico de altíssima velocidade que deu origem à Hyperloop One, empresa na qual ele não tem participação. Já Jobs ficou 13 anos fora da Apple e fundou a NeXT, para fazer computadores, e o estúdio Pixar, que transformou as animações em computação gráfica.

 

FORTUNA – Muito inovadores, mas distantes do topo da lista dos mais ricos. A revista americana Forbes traz Musk em 80º lugar, com l6 bilhões de dólares. E Jobs estava em 110º, com 7 bilhões de dólares quando morreu.

 

FORMAÇÃO – Dois geniozinhos precoces e impopulares na escola. Musk sofria bullying, às vezes violento. Já Jobs não tinha paciência para os colegas da mesma idade e se isolava.

 

BILL GATES E JEFF BEZOS

DOMÍNIO –  Bezos fez fortuna com a Amazon, que começou como site de vendas de livros e hoje também fabrica gadgets, faz armazenamento digital na nuvem, tem serviço de streaming e produz séries de TV e filmes. Mas a Amazon é acusada de monopólio e de práticas predatórias com a concorrência, além de ser desumana com os funcionários. Bezos foi eleito pior patrão do mundo pela International Trade Union Confederation em 2014 por supostos maus-tratos aos empregados. Já Gates foi processado por monopólio nos Estados Unidos e na Europa por causa da quase onipresença do sistema operacional Windows nos PCs do mundo todo.

 

RIQUEZA – Uma elevação nas ações da Amazon numa manhã de julho de 2017 transformou Jeff Bezos no homem mais rico do mundo, com 90,8 bilhões de dólares contra 89,8 bilhões de Bill Gates. Durou pouco. Horas depois, a cotação da Amazon caiu e a fortuna de Bezos foi reduzida para 88,7 bilhões.

 

DETALHISMO – A atenção aos pormenores é uma marca de Bezos. Quer saber de cada detalhe de um contrato ou de um mero comunicado de imprensa. Gates também é obcecado por minúcias, às vezes agressivo e cruel ao desafiar subordinados em reuniões.

 

FILANTROPIA – Bezos foi criticado por parecer não dar a mínima para causas e iniciativas   beneficentes. Para se redimir, começou a fazer doações para instituições sem fins lucrativos e de desenvolvimento científico. Segue os passos de Gates, que começou a praticar filantropia em   1994 e criou uma fundação para isso em 2000, com a esposa Melissa. Com o investidor Warren Buffett, ele lançou uma campanha para convencer outros bilionários do mundo a doar metade de suas fortunas para a caridade.

 

PROJETOS – Além da Amazon, Bezos adquiriu o jornal The Washington Post em 2013 e foi um dos primeiros investidores do Google. Mas seu xodó é a empresa aeroespacial Blue Origin, com a qual aspira colonizar outros planetas. Gates é mais pé no chão, mas também tem um projeto paralelo de olho no futuro – a companhia de design de reatores nucleares TerraPower.

 

SIMERS

 

Neste mês, o Simers, maior sindicato da América Latina, apresenta ao mercado gaúcho o novo posicionamento da sua marca institucional. A entidade médica, que completou 86 anos em 2017, definiu seu novo desafio: crescer, aperfeiçoar e ampliar seu sistema de serviços especializados para os médicos e se tornar, cada vez mais, uma instituição moderna, ativa e envolvida com todos os assuntos relevantes para a saúde. Nessa trajetória, amplia seu escopo de atuação e se propõe a conectar as demandas dos médicos e da sociedade por uma saúde de melhor qualidade.

 

O novo posicionamento do Simers chega com o conceito “Na Luta Pela Vida”, que simboliza três lutas: a da entidade e a sua atuação de defensor incansável dos direitos da classe médica, a batalha incessante dos médicos pela vida e a da sociedade e dos pacientes pela saúde.

 

Além da troca de slogan, o Simers também apresenta uma nova identidade visual, com uma releitura do ícone circular com a letra “s”, que representa tanto a Saúde quanto o Simers. A tipografia também mudou, já que a fonte ficou mais clean, atual e com mais curvas no seu desenho, para transmitir uma imagem mais humana, leve e acessível.

“A renovação e reposicionamento da marca Simers, com o apoio da Agencia Matriz em seu desenvolvimento, teve um cuidadoso trabalho de branding e planejamento de marca e do negócio, fundamentado em extensas pesquisas. Este é apenas o primeiro passo em um caminho que levará o Simers a ser uma das maiores entidades referência em serviços especializados para médicos, inovação em medicina e em lutas pela saúde de todos”, afirma a gerente de Marketing e Comunicação, Priscila Barbosa.

 

Para iniciar a mudança e a série de projetos que estão por vir, a entidade promove o TEDMEDLive2017, evento inédito direcionado para médicos que trata de inovação em saúde e medicina, que ocorre no próximo dia 25, em Porto Alegre.

 

Nas mais de oito décadas de trabalho e dedicação pela causa médica, o Simers consolidou-se como voz ativa em defesa da categoria. Desde sua fundação, investiu em inovação e hoje oferece produtos e serviços especializados para seus mais de 15 mil associados.

 

COLUNISTAS 2017

Matriz é eleita a Agência de Comunicação do Ano

A Matriz recebe, na noite de quinta-feira (23), o GP de Agência de Comunicação do Ano do Prêmio Colunistas Sul 2017. Já o título de Publicitário do Ano vai para Felippe Motta, da Master, de Curitiba. O evento acontece a partir das 20h30, no Salão Belgian do Dado Bier do Bourbon Country, em Porto Alegre.

 

Para levar o prêmio, a Matriz garantiu o melhor desempenho na soma de pontos da premiação realizada pela Abracomp (Associação Brasileira dos Colunistas de Marketing e Propaganda), que chega este ano à sua 50ª edição, englobando os estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

 

O Grande Prêmio de Profissional de Propaganda do Ano será entregue para Diego Wortmann, da J. Walter Thompson; a Empresa de Design do Ano e a Empresa de Promo do Ano é a J. Walter Thompson.

 

Os Destaques do Ano vão ser entregues para o Clube de Criação do Paraná, para o Clube de Criação do Rio Grande do Sul e para a Revista Press Advertising.

O prêmio de Veículo Impresso do Ano será entregue ao Jornal Metro (RS e PR) e o prêmio de Veículo Eletrônico do Ano a RIC TV (SC e PR) e Rede Band (RS)

O Melhor Desempenho em Produção de Comerciais do Ano é da Fantástica Filmes, do Paraná e o Melhor Desempenho em Produção de Fonogramas é da Canja Sound Ideas, também do Paraná.

 

Nesta noite, também serão premiadas as seguintes empresas: Agência Bistrô, Asteróide, Bangboo, Bendito Design, CDA, CMC, D/Araújo, Dr.Smith!, E21, Fosbury & Brothers, Giacometti M/Leite, Grupo RBS, Master, Moove, Morya, Ponto Design e TIF. Serão revelados ainda os vencedores do Prêmio Especial Ricardo Lima para os criativos mais premiados, entre redatores e diretores de arte.

 

RECONHECIMENTO

O especial ZH Ouro, elaborado por Zero Hora durante a Olimpíada do Rio, recebeu reconhecimento internacional na quarta-feira (15). A iniciativa ficou em primeiro lugar na categoria Melhor Projeto de Visualização de Dados na premiação Digital Mídia – América Latina, promovida pela Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias (WAN-IFRA). O prêmio, que valorizou conteúdos publicados entre julho de 2016 e junho de 2017, foi entregue em solenidade realizada na cidade de Buenos Aires, na Argentina.

 

Veiculado em agosto de 2016, ZH Ouro foi um guia para acompanhar a primeira edição dos Jogos Olímpicos sediados na América do Sul. Desenvolvido com base em pesquisas e levantamento de dados realizado pela editoria de Esportes, o especial possibilitou ao usuário ter acesso a informações sobre as principais estatísticas dos esportes olímpicos, com animações e programação inovadora.

 

– Ficamos muito felizes pelo reconhecimento do trabalho e motivados a construir ainda mais produtos esportivos com exclusividade e boa experiência – afirma Andiara Petterle, vice-presidente de Produto e Operações do Grupo RBS.

 

Zero Hora integrou a lista dos finalistas do prêmio pelo terceiro ano consecutivo. Em 2015, o ecossistema Colorado ZH e Gremista ZH – com site, mobile site e aplicativos – foi o vencedor na categoria Melhor Novo Produto. No ano passado, o especial A Vida que eu vejo foi finalista em Melhor Uso de Vídeo. Nesta edição, além do trabalho vencedor, Zero Hora também estava concorrendo a Melhor Projeto de Visualização de Dados com o especial Descubra seu Candidato.

 

INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

Se você ainda tem dúvidas de que lado se posicionar sobre o uso de AI, aqui vão algumas frases que vão te ajudar a, pelo menos, refletir sobre o assunto: “A ideia de que os robôs vão destruir a humanidade é apenas o medo que os humanos têm de si próprios”. Sophia, Robô

 

“Dentro de três anos, haverá mais máquinas inteligentes em circulação do que humanos vivos em todo o planeta”. Jared Cohen, do Google

 

“Seu computador já te deixou na mão? Já imaginou se for um carro autônomo ou um reator nuclear? Por isso, precisamos realmente nos concentrar em estudar possíveis bugs do sistema de inteligência artificial”. Max Tegmark, pesquisador do MIT, sobre a importância de investir em pesquisas sobre segurança da inteligência artificial.

 

“Sou otimista e acredito que podemos criar Inteligência Artificial para o bem do mundo. E que possamos trabalhar em harmonia. Só precisamos estar cientes dos perigos, identificar, gerir e nos preparar para as consequências do seu avanço com muita antecedência”. Stephen Hawking, físico britânico.

 

“Quando te perguntarem por que você, por que agora, por que mudar, responda: por que não? É esse o espírito que abre novos horizontes”.

 

Customer Experience, junção de todos os ‘Customers’ acima, demanda um contato especial, personalizado e mais humanizado, sem linguagem mecanizada. Por mais que eles possam ser úteis no ramo, é essencial o trabalho manual. Demonstrar cuidado e interesse com os clientes é algo que a tecnologia não consegue fazer.

 

Existem algumas plataformas de IA que analisam imagens e conseguem interpretá-las. Isso é impossível? Não. Mas é, no mínimo, questionável. Se nem algumas pessoas conseguem entender as imagens e mensagens nas redes, confiar 100% em uma inteligência que é programada pode não ser a melhor decisão. Ainda mais no momento que vivemos hoje, com os memes e ironias presentes em todas as mídias.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here