NOTAS DA SEMANA – 26-01-2018

0
350

BAND

A terceira edição do Pepsi Twist Land, o maior festival gratuito do Brasil, ficou marcada na história do evento. Esse ano um dos fatos inéditos foi a parceria da Band como emissora oficial do Twist Land, realizando a cobertura total e registrando cada detalhe ao longo de seis dias de evento (12, 13 e 14/01 e 19, 20 e 21/01). Cinquenta profissionais da TV, das rádios BandNews e Bandeirantes e do portal do grupo na internet foram mobilizados durante os dois finais de semana. As 13 câmeras espalhadas pelo Território do Incomum captaram não só imagens, mas também toda a emoção vivida na Praia de Atlântida!

Os resultados foram incríveis!

Na internet, mais de 1.500.000 visualizações nas lives dos shows do Pepsi Twist Land, totalizando 3.592.600 pessoas alcançadas durante os 6 dias de transmissões (dados orgânicos);

Na TV mais de 12 horas dedicadas ao festival, entre transmissões, programas especiais, reportagens e drops ao longo da programação;

Nas rádios do Grupo, mais de 20 horas dedicadas, entre transmissões,  programas especiais, boletins e reportagens ao longo da programação;

Segundo um dos diretores da Opinião Produtora, Rodrigo Machado, a união da Band como emissora oficial do evento foi um marco ao Pepsi Twist Land. Rodrigo comentou que o trabalho realizado pela equipe da Band respondeu a altura, tanto na entrega, na curadoria e na produção preparada para o evento.

Ainda segundo o vice-presidente de marketing de não-alcoólicos da Pepsi, Felipe Ghiotto: “o trabalho realizado pelo Grupo Bandeirantes foi extraordinário, superando as expectativas da empresa. A Band trabalhou com profissionalismo e alegria ao mesmo tempo. Foi bonito de ver o brilho no olho de cada profissional envolvido”.

Durante os seis dias de festival passaram pelo Twist Land aproximadamente 120 mil pessoas, resultado que supera todas as edições anteriores.

SUCESSO

A Pepsi está dando um show de mídia exterior no litoral, nas estradas e praias com uma mídia forte e muito bem-feita. Parabéns aos envolvidos.

SKOL

Esculhambando com nosso litoral, coloca tubos para puxar o nordestão para porto alegre e ter um carnaval melhor. Assim desce quadrado mesmo!

 

PRAIA DE BELAS

Depois de mais de vinte anos na gerência de marketing do Shopping, Janine Castellan de Oliveira não desempenha mais essas funções desde sexta-feira passada.

BETO SCHMIDT

O grande criativo, que estava na Moove, já recebeu mais de três convites de agências e estuda a melhor proposta e decidirá nessa semana. A verdade é que quem ficar com o Beto terá garantia de sucesso e um profissional de muito talento.

NRF

Lendo e ouvindo as impressões dos lojistas e consultores que foram a maior feira de varejo do mundo que aconteceu na última semana em, Nova Yorque, chegamos à conclusão que tudo que foi visto e escutado pela delegação gaúcha são ações e ferramentas que há muito deveriam ser empregadas como, atendimento, exposição de produtos e sites do comércio eletrônico. De nada adianta essas visões se não forem aplicadas e desenvolvidas. Falando nisso, teremos duas apresentações, dia 25 no Sindilojas e dia 29 no Ciee, Zoom do varejo do CDL. Na próxima coluna colocaremos a palestra brilhante da visão de um homem de marketing e publicitário Alexandre Skowronsky.

FÉRIAS

Enquanto você paga um hotel nas nossas praias ou na serra para uma família de 6 pessoas de 800.00 a 1.000,00 por dia, ou aluguel de casa por mais ainda, em Orlando você paga 650.00 por dia. Pode isso? Nosso turismo interno é muito caro e desproporcional a renda do brasileiro.

OFICIAL

No último dia 22 Zeca Honorato passou o bastão oficialmente para Liana Bazanela que dirigirá a ARP no biênio 2018/2019.

INDICAÇÃO
Estamos torcendo e querendo que o escritor ,poeta ,publicitário e compositor Luis Coronel esteja contemplado na indicação dos gaúchos para concorrer a uma cadeira na academia brasileira de letras.

FAZENDO CAIXA

Na maior oferta de ações (IPO) de uma empresa brasileira na Bolsa de Nova York (Nyse), o PagSeguro – sistema de pagamentos de compras que pertence ao UOL, do Grupo Folha – levantou pelo menos US$ 2,3 bilhões (mais de R$ 7,4 bilhões) com a venda de seus papeis no mercado acionário americano.

CONQUISTA

Depois de vencer a concorrência realizada nos meses de setembro e outubro do ano passado, a agência Global assume, a partir de 1º de fevereiro, a conta integral de comunicação da Universidade Feevale. A Instituição, que possui cerca de 17.500 estudantes em todos os níveis de ensino, conta com mais de 50 cursos de graduação presenciais e a distância, diversos cursos de doutorado, mestrado, MBA e especialização, além de uma Escola de Aplicação, que oferece Educação Básica e Profissionalizante.

A Feevale possui dois câmpus em Novo Hamburgo e duas unidades do Feevale Techpark – em Novo Hamburgo e em Campo Bom –, com 50 empresas instaladas, que possibilitam o compartilhamento de conhecimento e experiência entre a academia e o mercado de trabalho. A Universidade também se projeta internacionalmente em função de parcerias com 108 instituições estrangeiras, distribuídas em 26 países.

A gerente de Marketing da Universidade Feevale, Joelma Maino, destaca que a Instituição está sempre em transformação e aberta a novas ideias e parcerias. “É importante conhecer propostas estratégicas e iniciativas comunicacionais de grandes e renomadas agências do Estado. Acreditamos que a Global vai atingir as expectativas da Feevale, que figura entre as melhores e mais inovadoras universidades do País”, afirma.

A Global, agência sediada em Porto Alegre, será responsável pela gestão da marca, planejamento, gestão de conteúdo, ativação e estratégias digitais da Feevale. “Estamos muito felizes por iniciar esta nova parceria com uma marca de grande relevância e importância no segmento da educação. Seremos um parceiro estratégico e criativo para impulsionar o crescimento da Feevale no cenário nacional e, até mesmo, internacional”, diz Daniel Skowronsky, diretor de Estratégia da Global. “A Universidade tem uma visão inovadora e uma estrutura muito sólida. Eles estão enxergando lá na frente”, acrescenta.

WHATSAPP BUSINESS

Mais de 80% das pequenas empresas na Índia e no Brasil afirmam que o WhatsApp hoje, os ajuda na comunicação com seus clientes e com o crescimento de seus negócios – (fonte: estudo Morning Consult) – e com o WhatsApp Business, as pessoas poderão entrar em contato com as empresas facilmente, de forma rápida e simples.

O mecanismo já está disponível, é gratuito e pode ser baixado na Google Play na Indonésia, Itália, México, Reino Unido e EUA.

O aplicativo será lançado no mundo todo nas próximas semanas.

FACEBOOK

Ao mesmo tempo que o Facebook passou a priorizar as publicações de amigos e familiares e não mais os das empresas, ele lançou o seu marketplace. Ou seja, quer dizer que o tão vangloriado Mark Zuckerberg só rema a favor da correnteza.

QUEBRANDO A BANCA

O professor e também CMO da Cia Zaffari, Juan Pablo Boeira, lançou seu novo livro falando de Branding pela Gestão da Inovação.

Em seu perfil do Facebook ele anunciou:

“A pré-lista para aquisição do meu novo livro “QUEBRANDO A BANCA” será aberta em breve aqui pelo Facebook. Mas por hora, vejam abaixo 9 profissões que podem desaparecer com a ascensão de novas tecnologias. O livro trata da importância de inovar e como fazer de forma rápida e eficaz para as empresas não desaparecerem do mercado:

* ASSISTENTE JURÍDICO – Motivo: soluções que utilizam inteligência artificial já conseguem realizar tarefas repetitivas de análise de processos e termos jurídicos com eficiência e precisão muito maiores do que quando as mesmas tarefas são realizadas por seres humanos.

* CORRETORES DE SEGURO E ANALISTAS DE RISCO – Motivo: a quase totalidade do que corretores de seguro e analistas de risco fazem hoje já pode ser feito por computadores utilizando big data e machine learning.

* ANALISTA DE INVESTIMENTO – Motivo: Os robôs que operam em alta frequência (HFT) já representam hoje mais de 50% das operações diárias no mercado americano de ações. A competição não é mais pelo melhor analista, mas pelo melhor algoritmo.

* HEADHUNTER E RECRUTADOR (RH) – Motivo: a convergência entre poderosos algoritmos de inteligência artificial especialistas entre traçar o ”match” entre demanda e oferta vai substituir a busca curricular tradicional.

* PILOTO DE AVIÃO – Motivo: o termo ”piloto automático” está longe de soar estranho. Atualmente, na maior parte do tempo, sistemas computadorizados já pilotam as aeronaves. A interferência humana acontece especialmente nas etapas de decolagem e pouso, mas diversas empresas já fazem testes de aviões 100% autônomos.

* ANESTESISTA – Motivo: empresas do setor de saúde já desenvolveram robôs que aplicam anestesias em pacientes que serão submetidos a tratamentos mais simples em clínicas e hospitais. O custo por procedimento cai de US$ 2.000 para US$ 150 e um médico é capaz de acompanhar múltiplos atendimentos em paralelo.

* ENGENHEIRO DE SOFTWARE – Motivo: A inteligência artificial e os frameworks de programação em alto nível permitem que software gere mais software.

* ANALISTAS FINANCEIROS – Motivo: Analistas humanos não conseguem mais competir com softwares de análise financeira que usam inteligência artificial e que podem ler e reconhecer tendências em dados históricos para prever movimentos futuros de mercados.

* CONTADORES E AUDITORES – Motivo: Digitalização dos processos e aumento no uso de blockchain. Contadores ainda estão envolvidos com tarefas que podem ser automatizadas. Além disso, com as criptomoedas e registro de operações em blockchain, o conceito de contabilidade desaparece, visto que todas as transações são públicas e tecnicamente impossíveis de serem fraudadas. O mesmo vale para auditores.

Fonte: Computerworld”

COMPARTILHAR
Artigo anteriorOS LIMITES DA EMPATIA
Próximo artigoIlton Teitelbaum

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here