YEDA CRUSIUS

0
543

“VIVA NOSSO CAIS MAUÁ”

 

 

Por Yeda Crusius, Deputada federal e ex-governadora do Rio Grande do Sul

 

 

Quando plantamos uma semente, é preciso esperar a ação do tempo. Não será de imediato que surgirá uma árvore frondosa e repleta de frutos. Às vezes temos de aguardar um pouco mais, um pouco menos, cuidando sempre para que tenhamos, enfim, a colheita desejada. Esse é o caso de nosso Cais Mauá — que, enfim, terá suas obras de revitalização iniciadas, para em alguns anos oferecer um horizonte totalmente novo para Porto Alegre.

 

A semeadura foi feita no final de 2007, quando optamos por um caminho inovador, como desejava a cidade. Nosso governo fez um concurso internacional, seguido de um edital público, conforme exigia a legislação referente ao setor. Três anos depois, assinamos o contrato de arrendamento do Cais com a iniciativa privada, em uma cerimônia que devolveu uma esperança à nossa capital.

 

Mas, como quase tudo o que acontece no Rio Grande do Sul, o Cais sofreu com a ação do balde de caranguejos. Aqueles tipos que só andam de lado, criando toda sorte de obstáculos para quem tenta ir adiante. Muitas dificuldades surgiram no meio do caminho, prejudicando o avanço ideal do projeto. O barulho e a articulação de uma minoria retardaram os benefícios que seriam de todos os cidadãos.

 

Anos se passaram. Tempo precioso perdido até que as barreiras fossem removidas. Mas isso deve ficar no passado. Celebremos o futuro! Essa obra elevará nossa capital a outro patamar. Teremos um espaço com vida e alegria em plenitude, aproximando a população do lago Guaíba e tornando Porto Alegre ainda mais reconhecida no Brasil e no Exterior. O cais será, além de um belo cartão-postal, impulsionador do desenvolvimento e do turismo gaúcho.

 

Um feito que só terá sido realizado graças à persistência de muitas pessoas. De nossa equipe de ouro e altamente competente, que teve a coragem de dar o primeiro passo há mais de dez anos. Dos agentes do governo do Estado e da prefeitura de Porto Alegre, que lutaram para vencer os desafios e os caranguejos no período que se seguiu, independentemente de ideologias. E dos parceiros privados, que acreditam e tornarão possível essa iniciativa.

 

O tempo é o senhor da razão. As sementes que plantamos estão sendo colhidas. E os frutos virão na forma de um novo momento para nossa capital, realizando um sonho de décadas e devolvendo aos porto-alegrenses um de seus mais importantes e belos patrimônios. Viva nosso Cais Mauá!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorJOÃO BRANCO
Próximo artigoNOTAS DA SEMANA

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here