Andrea Preis Corrêa

0
224

Participação em Entidades de Classe – Muitas Realizações e Muito Trabalho

Por Andrea Preis Corrêa – Gerente de Negócios do Grupo RBS

Em 2010, fui convidada pela primeira vez a participar do corpo diretivo de uma entidade de classe, o GAV (Grupo de Atendimento de Veículo). Inicialmente, ocupei a posição de secretária (em 2014 fui eleita Presidente), sem ter muita ideia do impacto que poderia causar e da quantidade de trabalho que teria pela frente. Ao me deparar com o desafio, logo verifiquei, conjuntamente com os demais membros do corpo diretivo, que havia muito espaço para construir coisas novas que gerariam impacto na entidade, nos associados e no mercado.

A estratégia adotada era de valorizar o papel do profissional de Atendimento de Veículo no mercado publicitário, através de um marketing institucional atuante, que comunicasse isso adequadamente tanto para o mercado quanto para os próprios profissionais de classe. Era fundamental estimular esta conscientização nos agentes de mercado. Somente desta forma a entidade poderia se fortalecer e, como contrapartida, estaria fortalecendo os próprios profissionais de atendimento de veículo e o mercado publicitário.

O trabalho foi e continua sendo muito intenso, a busca da qualificação do Atendimento de Veículo como um gestor de negócios, valorizando sua posição no mercado, nos levou a promover regularmente palestras e cursos. Além disso, promovemos uma série de debates com os demais participantes do mercado (anunciantes e outras entidades), no intuito de ampliar o reconhecimento do papel do profissional de Atendimento de Veículo. Neste ponto específico, cabe destaque para o evento “Propaganda Gaúcha, E Agora?”, onde se discutiu o papel da propaganda diretamente com os anunciantes. Os benefícios gerados para os participantes foram e continuam sendo muito tangíveis: networking, troca de conhecimento e ampliação da visão de mercado. O resultado foi alcançado, a entidade cresceu, se fortaleceu, bem como, seus associados e a classe em geral. O mercado publicitário agredece.

Ao final do mandato como Presidente do GAV, em decorrência dos resultados alcançados à frente da entidade e dos relacionamentos criados, tive o privilégio de ter sido convidada pelo Zeca Honorato para compor a gestão da ARP (Associação Riograndense de Propaganda) na gestão 2016/17. Mesmo sabendo que continuaria tendo poucas horas de sono, me senti atraída pelo desafio, que, agora, era mais amplo, afinal a ARP congrega todos os agentes de mercado e não apenas uma classe específica. Para tornar as coisas ainda mais desafiadoras, estávamos (e ainda estamos) passando por uma das piores crises política/econômica da história do nosso país, que teve repercussões inquestionáveis e gerou transformações nos meios de comunicação e, consequentemente, na indústria da publicidade e propaganda. Isso tudo, no momento que a entidade completava 60 anos de uma brilhante trajetória. Ao final, conseguimos pilotar a ARP com maestria, valorizando a sua história, sem perder de vista os desafios do futuro (que já estão se materializando no presente). Obrigada Zeca, Daise e João pela oportunidade.

Concluída a gestão na ARP, nesse ano voltei para o GAV na Diretoria Digital e aceitei o convite do VP da ADVB Mauro Mabilde para integrar a Diretoria de Eventos e Capacitação da Entidade. O desafio é grande e o desejo de continuar contribuindo para o desenvolvimento do mercado, das pessoas e da sociedade também.

Participar de uma entidade e trabalhar por ela é uma contribuição muito relevante para o crescimento do mercado em que atuamos. É uma tarefa que consome nosso tempo e nossa energia, nem todo mundo tem disposição para fazer trabalho voluntário mas garanto que é muito gratificante. O ambiente associativo desenvolve lideranças, estimula o trabalho em grupo, amplia o networking e desenvolve e fortalece a nossa indústria.

Por fim, nesses 8 anos envolvida com GAV, ARP e, agora, ADVB aprendi e continuo aprendendo muito, ampliei minha rede de contatos, conheci pessoas que me ajudaram no âmbito pessoal e profissional e construí amizades para a vida. Uma experiência muito compensadora e que recomendo a todos que acreditam na união das pessoas como fator de transformação.

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here