Silvio Silva-20-07-2018

0
277

O destaque dessa semana é um cara que se supera a cada instante. Por onde passou sempre desempenhou com muita garra o cumprimento de suas metas e vitórias. Hoje, Silvio Silva é uma referência de mercado e um vencedor.

Tudo começou no curso Técnico em Publicidade e Propaganda do colégio Protásio Alves, em Porto Alegre.

Trabalhava em um banco na capital, e nesta época, bancário era uma profissão com grande prestigio, porém a publicidade e propaganda não saía da minha cabeça.

O colega de curso e grande amigo, Luis Carlos Cardias, trabalhava no jornal Zero Hora e certo dia chegou no banco onde eu trabalhava e disse: “sai daí e vem trabalhar na rádio Gaúcha, tem uma vaga de trainee”. Fiquei eufórico e ao mesmo tempo preocupado: como dizer em casa que iria trocar o status de bancário para ser trainee de uma emissora de rádio.  Foi um verdadeiro caos.

Assumi como trainee da rádio Gaúcha e seis meses após fui promovido à contato comercial. Dois anos depois estava sendo desligado da emissora quando o Ricardo Gentilini, então gerente da TV Gaúcha, convidou-me para trabalhar com ele no atendimento da TV.

Foi neste período em que conheci minha esposa, a também publicitária Rosa Maggioni. Na TV Gaúcha atuei como contato, gerente comercial e gerente executivo das doze emissoras do Grupo RBS. Através desta experiência foi possível conhecer todo o estado, valorizando e respeitando os profissionais oriundos do interior. Muitos deles consumando carreira em importantes veículos de comunicação por todo país.

Posteriormente, assumi a gerência executiva de comercialização nacional, responsável pelos escritórios da RBS em São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. Quando esta área foi transferida para São Paulo optei por não ir. Naquele momento não estava em meus planos a mudança para a capital paulista, mas aceitei o desafio de conduzir o escritório da RBS no Vale do Sinos, desta feita como representante. A sorte me fez companhia no início do projeto quando pude contar com apoio irrestrito dos diretores José Mauricio Pires Alves (RBS TV) Ricardo Gentilini (RBS Rádios) e Madruga Duarte (Jornal Zero Hora),

Com o crescimento da representação no Vale dos Sinos chegamos a ocupar um andar inteiro de um dos mais privilegiados prédios comerciais da cidade de Novo Hamburgo. No escritório além da colega Marta Araújo atuar como correspondente da rádio Gaúcha, também tínhamos um estúdio de televisão que diariamente entrava no ar direto de Novo Hamburgo no telejornal apresentado pelo jornalista André Haar. Havia ainda uma equipe do jornal Zero Hora contando com repórter e fotógrafo. Nosso time comercial era composto por uma gerente, Lucia Maggioni e outros cinco profissionais de atendimento.

Neste período realizamos uma série de eventos como o Jornal do Almoço ao vivo, Galpão Crioulo, Reveillon, também criamos o Troféu Rádio Gaúcha/ Fimec , realizamos transmissão de programas como o Sala de Redaçao além de  ações com a parceria  da TV Com, na ocasião emissora do grupo RBS.

Recebemos em nossos estúdios o autor do livro “Terceira Onda”, Alvin Toffler. Na oportunidade o escritor norte-americano concedeu entrevista exclusiva à colega Renata Amaro.

Embora tivéssemos preparado um completo café colonial para recepcioná-lo, o consagrado escritor surpreendeu a todos quando disse: “I’d like a beer”.  Apressados corremos até o boteco da esquina e trouxemos a cerveja mais gelada que havia.

Representando a RBS no Vale do Sinos acompanhei diversas comitivas de empresários e políticos gaúchos em eventos e seminários realizados no Canadá, Estados Unidos da América e Hong Kong, na China, sempre com a cobertura jornalística da rádio Gaúcha.

Após dez anos de RBS no Vale dos Sinos, recebi o convite do Paulo Sergio Pinto para ser o representante da Rede Pampa de Comunicação também em Novo Hamburgo. Alegrias e ótimas relações comerciais não me faltaram enquanto estive na cidade.

Na Rede Pampa, além do trabalho de vendas que, posso garantir, foi extremamente vitorioso, também pude praticar minha formação acadêmica concluida na PUC com pós-graduação na UFRGS, o jornalismo. Como já tinha experiência de acompanhar várias coberturas pela RBS, não foi difícil produzir matérias durante as missões Internacionais organizadas pelas Universidades do Vale do Sinos (FEEVALE e Unisinos). Boletins ao vivo no programa de Adroaldo Streck na rádio Pampa assim como matérias publicadas no jornal O Sul e algumas participações no telejornal da TV Pampa contemplaram pautas produzidas durante nossa estada em países como Irlanda, Inglaterra, França, Portugal e Espanha.

Esta fase durou quatro anos.

Em 2007 a Rede Record adquiriu a Empresa Jornalística Caldas Junior quando o colega Rigoberto Gruner assumiu a direção comercial da Record TV no estado.  Rigo convidou-me para gerenciar o departamento de vendas nacional, função que exerço até hoje e com grandes realizações profissionais alicerçadas por uma equipe entrosada, engajada e competente. Tudo em consonância com a equipe comercial de São Paulo e com as demais emissoras que compõe o Grupo Record. O modelo de operação da Record TV oportuniza uma relação bastante próxima com artistas do elenco nacional da emissora como as apresentadoras Ana Hickmann, Sabrina Sato, Rodrigo Faro, Gugu, Ticiane Pinheiro, Marcos Mion entres outros através das ações de merchandisings negociados pelo nosso departamento.

Tenho me pautado pela seriedade e pelo compromisso permanente na construção de um mercado empreendedor, profissional e ético. Pretendo continuar nesta maravilhosa empresa onde exerço a função de gerente Nacional de Vendas há onze anos, fazendo o que sempre gostei: “vender”.

Quero agradecer a todos que contribuíram com esta minha caminhada e que foram, cada um a seu tempo, determinantes para que hoje me sinta realizado e ao mesmo tempo inquieto e entusiasmado com os muitos desafios profissionais que ainda estão por vir.

Obrigado a todos que cruzaram pela minha jornada.

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here