JORNADA VALE DO SILÍCIO 2018 – POR FERNANDO RÖHSIG

0
46

 

10 motivos pelos quais a Apple merece valer 1 trilhão de dólares

1. Crescimento de dois dígitos

Um número restrito de empresas nos Estados Unidos consegue apresentar um crescimento recorrente da receita maior que 10%. A Apple, em sua história, foi capaz de crescer seu faturamento na ordem dos dois dígitos e não desacelerou, com previsão futura na mesma magnitude, estimada em 14% para o próximo trimestre.

Esses resultados expressivos são puxados por duas linhas de negócio:

A primeira é referente ao iPhone, que nos últimos períodos impulsionou os resultados devido ao aumento do preço médio, uma vez que o volume de vendas subiu apenas 1%. A linha do IPhone X conseguiu obter sucesso independente do custo maior para o consumidor.

A segunda é a linha de serviços, composta pelo iTunes e App Store, que entregou forte evolução de 30% no último trimestre, impulsionando a receita da companhia.

2. Forte geração de caixa

Um dos principais indicadores da qualidade de um negócio é sua capacidade de gerar caixa. A Apple é um dos negócios que mais gerou caixa na história da humanidade, sendo que hoje possui 120 bilhões de dólares em caixa líquido no seu balanço, fato que a torna única.

Diferente das empresas da bolha do “ponto com” que queimavam caixa, a Apple gera quantidades extraordinárias.

3. Alocação de capital

Aloca com consciência o dinheiro do acionista, tomando decisões de investimento apenas quando entende perfeitamente a repercussão das mesmas. A companhia não costuma fazer grandes aquisições, sendo que a maior delas foi referente à Beats, comprada por 3 bilhões de dólares.

O capital próprio é usado majoritariamente para recompra de ações (US$20 bilhões no último trimestre) ou direcionado para o caixa. Como disse Warren Buffet:

“Quando eu compro Apple, eu sei que eles vão recomprar várias ações. Nós possuímos 5% da companhia, mas eu sei que não preciso fazer nada e provavelmente em dois anos nós teremos 6% de participação sem colocar 1 dólar a mais sequer.”

4. ROE elevado

A empresa possui uma rentabilidade de mais de 40%, 3 a 4 vezes maior do que a média das empresas listadas na bolsa americana, mesmo carregando 120 bilhões em caixa. Esse montante líquido reduz a rentabilidade pois são aplicados a pouco mais de 2% ao ano, o equivalente a títulos de longo prazo do governo americano.

Portanto, o ROE operacional da Apple é ainda maior do que os impressionantes 40%.

5. Ainda não está cara

Um dos indícios que mostra o quão plausível é a Apple superar a marca de 1 trilhão de capitalização de mercado é que a companhia não está supervalorizada. Com um índice preço / lucro atual pouco maior do que 19 vezes, e um P/L projetado de 15x, patamar abaixo da média das empresas do S&P500, é visível um potencial de valorização.

6. Marca muito Forte

A marca costuma oscilar junto com o Google (NASDAQ:GOOGL) na primeira posição do ranking da marca mais valiosa do mundo. O nível de devoção do consumidor e dos colaboradores é notável. A marca é associada a uma ideia de qualidade e diferenciação, que facilita o trabalho em inúmeros aspectos: na fidelização do consumidor, na redução do custo de aquisição do cliente e na venda de novos produtos. A Apple não é a primeira a lançar o algo no mercado, ela é excelente em inovar conceitos existentes, entregando algo melhorado.

7. Alta fidelidade do cliente

Importantíssimo. Faz com que o indivíduo, na hora que for trocar o seu celular e computador, opte novamente por produtos da Apple. Minimiza o investimento em marketing que seria necessário para lembrar o consumidor das opções da marca. A Apple se destaca como empresa pois em geral é a que fornece a melhor experiência ao usuário.

8. A companhia executa cross sell, up sell e down sell como ninguém

Grande parte dos consumidores que compra um celular adquire concomitantemente, por exemplo, uma capa de proteção, um cabo auxiliar de 2 metros, um carregador extra e uma película para a tela. Também é altamente suscetível a futuramente comprar outros produtos de maior valor. Talvez seja a empresa mais competente do mundo nesse aspecto, rivalizando somente com a Amazon (NASDAQ:AMZN). Possui rentabilidade altíssima por usuário.

9. Produto muito relevante na vida do usuário

Segundo estudo, o adulto médio aciona o iPhone cerca de 135 vezes ao dia, demonstrando sua relevância na vida das pessoas. O cidadão pode passar mais tempo no iPhone do que no carro. Essa importância exacerbada na cotidiano do sujeito permite que a marca cobre ainda mais pelo produto, eleva a fidelidade e a reposição (compra iPhone 5, 6, 7, 8, X).

10. Escala

A Apple investe por volta de 15 bilhões de dólares por ano em pesquisa e desenvolvimento. Quando você possui uma vantagem de escala, isso permite que você invista ainda mais em P&D. É uma barreira competitiva dificílima de ser quebrada pois gera um efeito bola de neve. Como investe mais, inova mais. Com mais inovação, melhora o produto. Produto melhorado vende mais. Vendas elevadas, mais recurso para investir, e assim vai. Vantagem árdua de ser superada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here