NOTAS DA SEMANA-31-08-18

0
264

NOTÍCIA DA SEMANA

A grande notícia da semana foi a conquista da conta da PANVEL pela W3haus. Patricia Angeletti começa muito bem na vice-presidência da Agência. Grande conquista.

PESQUISA

O Grupo de marketing de clientes que se formou há pouco tempo e está dentro da ARP, apresentou nessa terça feira (28-08) para a diretoria da entidade uma mostra do que será a pesquisa que indicará como se comportam os nossos profissionais de marketing e seus respectivos clientes e parceiros. Trata-se de uma pesquisa de alta profundidade que dará uma visão do mercado RS em relação a comunicação, faturamentos das diferentes empresas e outros dados relevantes.

DEVENDO

Quem pega o dinheiro que não é seu e depois tem que devolver, não pode ficar bravo com quem de verdade era o dono do dinheiro Histórias reais da vida ….gente que se faz de triste e inocente na hora do vamos ver…vai plantar batata e deixa o orgulho de lado….

SHOPPING TOTAL
De volta à casa onde tinha desempenhado com muita competência a área comercial, a excelente profissional Silvia Rachewsky está assumindo duas gerencias, comercial e marketing.

JORNAL METRO
Desde a sua chegada a Porto Alegre, os 40 mil exemplares diários do jornal Metro estavam sendo impressos na gráfica do Grupo Sinos, porém, fazem 30 dias que o jornal está sendo rodado no parque gráfico da Zero Hora. O mais curioso é que, tanto na capa como no expediente, ainda consta que o Jornal é impresso no GES e com papel especial…

Maicon Bock, editor executivo do Metro Jornal: Gostaria de esclarecer que hoje nós imprimimos a última edição na gráfica do Grupo Sinos, que sempre foi um grande parceiro nosso desde 2011. A partir da edição de segunda-feira vamos passar a imprimir o jornal na gráfica UMA. Essa informação estará na capa e expediente a partir de segunda-feira. Um grande abraço!

DIREITO DE RESPOSTA

Oi, Nenê! Tenho que discordar, amigavelmente, da tua opinião. Sou o diretor da Bistrô, a agência que criou este anúncio para uma marca historicamente ousada e provocadora do nosso estado. O anúncio em questão é uma sacada brilhante de um estagiário da agência, um estudante de comunicação que encontrou um gestor que lhe ouviu e um cliente que apostou no trabalho: não é justamente disso que o mercado precisa, de renovação e espaço pra jovens talentos? Esse anúncio atualiza, de forma muito interessante, o pressuposto do clássico comercial da Folha (qual o problema de usar uma referência histórica da propaganda e homenageá-la?), porém trazendo para o centro do debate as fake news, especialmente no meio digital. Um assunto que tem aderência TOTAL com o público jovem da marca. A propósito, a repercussão foi um sucesso, sobretudo entre jornalistas e profissionais de comunicação, sendo levado a aulas e debates, com uma maioria avassaladora de comentários positivos, que entenderam a crítica profunda presente no anúncio. É um trabalho que valoriza o meio jornal e o papel do profissional da informação, inclusive. Não pode ser mais OPORTUNO, sobretudo em tempos difíceis, de informações mal interpretadas e mal-intencionadas, fracionadas e de flerte com o fascismo, lembrar que a idolatria cega a um líder (qualquer que seja) é sempre perigosa. Ninguém representa historicamente melhor isso do que a figura de Hitler. Por fim: eu sou judeu. Abraço!

BAND/DIEGO CASAGRANDE  

O Grupo Bandeirantes segue abrindo espaço para o conteúdo produzido no Rio Grande do Sul, inclusive com jornalistas gaúchos que trazem um olhar diferenciado de outras partes do mundo. Fernanda Zaffari, de Londres, já apresenta, diariamente, o 90 Minutos com André Machado na Rádio Bandeirantes e participa todas as quartas-feiras como comentarista do Band Cidade, na tela da Band TV. Se as notícias e o olhar Europeu estão presentes nos veículos do Grupo, chega a vez de sabermos o que acontece na América do Norte. O jornalista Diego Casagrande estará todos os dias informando os ouvintes das Rádios Bandeirantes e BandNews FM direto dos Estados Unidos.

Essa nova fase também marca o retorno da parceria entre Diego Casagrande e Guilherme Baumhardt. Os dois estarão juntos no Rádio Livre e no Primeira Edição da BandNews FM. Além dos assuntos que interessam aos brasileiros, Diego Casagrande também vai dar destaque aos exemplos americanos que podem servir no dia a dia dos gaúchos. Com residência em Orlando terá também espaço na Band TV.

Duas vezes por semana os telespectadores vão ver, de perto, como é a vida dos gaúchos que largaram o pampa para se aventurarem na terra do “Tio Sam”, além de curiosidades e assuntos de uma das maiores potências mundiais.

“O Grupo Bandeirantes não poderia deixar de contar com um dos mais importantes jornalistas do Brasil. Acreditamos que este novo modelo, ao vivo dos Estados Unidos, vai ser ainda mais produtivo para nossos telespectadores e ouvintes.”, termina Sergio Cóssio, diretor geral da BandRS.

RESPOSTAS CAPITAIS

Edição especial na Expointer destacou relevância do crédito para o produtor rural.

De pequenos a grandes municípios, o Sicredi tem presença física em 92% das cidades gaúchas. Crescendo 20% ao ano – enquanto o mercado avança cerca de 3% –, é o 10º maior grupo financeiro do país. A cooperativa combina uma trajetória centenária, que começou em 1902, com a tecnologia – tendo lançado há poucos meses uma plataforma digital para abrir e movimentar contas, além de dar assessoria aos clientes. Essa história foi contada nessa quarta-feira (29), na Casa RBS na Expointer, em edição especial do Fórum Respostas Capitais.

A jornalista Marta Sfredo, da coluna +Economia, conduziu a conversa com João Tavares, presidente-executivo do Banco Cooperativo Sicredi, e Gerson Ricardo Seefeld, diretor-executivo da Central Sicredi Sul. Para Tavares, a lógica do ambiente digital tem muitas similaridades com o conceito do cooperativismo, o que ajuda a explicar a evolução da empresa.

— O movimento cooperativo nasceu porque era a alternativa que existia: se juntar e resolver problemas comuns. Isso tem tudo a ver com o que acontece no mercado digital. Ninguém espera a solução de uma grande organização. São as pessoas que se unem, compartilham e fazem acontecer — destacou. Ele acrescentou que o Sicredi faz hackathons para criar projetos com impacto social positivo. A próxima maratona de programação ocorre a partir desta sexta-feira (31), na PUCRS.

Customização para o cliente — A proximidade com o associado também é um dos diferenciais do Sicredi, segundo Gerson. Para ele, isso permite que o atendimento se adeque a necessidades específicas.

— Numa cooperativa, o crédito é formatado para atender o associado. Nossa preocupação é que ele seja customizado para as demandas locais. Em uma grande instituição financeira, isso é feito de forma generalizada — disse o diretor-executivo, explicando a importância disso no contexto da produção rural.

Ele também destacou que o direcionamento desse recurso busca priorizar a promoção do desenvolvimento local. E, para que o crédito seja bem utilizado, a empresa realiza ações de educação financeira entre os associados.

Passado e futuro — Para Marta Sfredo, o Sicredi é um bom exemplo daquilo que se vê na Expointer: “um pé na terra e a cabeça no futuro”.

— Foi um bom momento para conversar sobre uma empresa que todos gostaríamos que fosse a síntese da economia do Rio Grande do Sul. Tem uma tradição muito forte, nascendo quase no século retrasado, mas que também conseguiu fazer sua evolução para o futuro e hoje tem um banco digital — sintetizou a colunista de Zero Hora.

Reunindo empresários e convidados, o Fórum Respostas Capitais já está em sua 15ª edição. O evento promove uma entrevista interativa com personagens que pensam e fazem a economia. Desde novembro de 2015, foram entrevistados nomes como José Galló, presidente da Lojas Renner, Ricardo Vontobel, sócio da Neugbauer, Clóvis Tramontina, presidente da Tramontina, Nelson Eggers, diretor-presidente da Fruki e Julio Mottin Neto, CEO do Grupo Dimed.

REELEITO

O vice-presidente Editorial do Grupo RBS, Marcelo Rech, foi reeleito presidente da Associação Nacional de Jornais (ANJ) nesta quinta-feira (30), durante evento realizado no teatro do Hotel Renaissance, em São Paulo. Na ocasião, representantes de jornais e do mercado publicitário se reuniram para debater o futuro da mídia impressa e o papel do jornalismo no combate à desinformação. Um dos painéis, focado nas estratégias de alguns dos principais jornais do Brasil para a cobertura eleitoral, contou com a presença da diretora de Jornalismo de Jornais e Rádio do Grupo RBS, Marta Gleich.

– Diante do cenário desafiador na economia e na política, os jornais produzem, em última análise, confiança na informação, que é um produto cada vez mais escasso. Na ANJ, buscamos reforçar esse posicionamento de defesa da informação confiável, vital para garantir a perenização dos valores da sociedade – destaca Marcelo Rech.

Rech assumiu a diretoria da entidade pela primeira vez em 2016, quando passou a ser o quarto executivo da RBS a presidir a ANJ. Antes dele, estiveram à frente da associação o fundador da RBS, Maurício Sirotsky Sobrinho, de 1984 a 1986, o presidente emérito Jayme Sirotsky, em duas ocasiões – em 1988, quando assumiu interinamente após a renúncia de José Antonio do Nascimento Brito, afastado do Jornal do Brasil, e de 1992 a 1996 –, e Nelson Sirotsky, de 2004 a 2008.

FEEVALE 

A Universidade Feevale lançou na noite desta terça-feira (28-08) os dois primeiros desafios do Programa de Inovação Aberta, que tem como objetivo dar condições para o surgimento de startups e spin-offs. A ideia é incentivar a comunidade acadêmica e a sociedade a criarem a sinergia necessária para o desenvolvimento de projetos voltados a soluções inteligentes para problemas reais da Instituição e de empresas instaladas no Feevale Techpark.

Um dos desafios, chamado de Plataforma Onn, busca parceiros que tenham potencial para o desenvolvimento de uma ferramenta capaz de administrar a inovação aberta, desde a concepção de desafios, gerenciamento e avaliação de ideias, até o armazenamento destas. Ou seja, o sistema web servirá para fazer a gestão da inovação aberta.

O outro desafio, o Feevale Create, é voltado a pessoas que tenham potencial para constituir uma empresa capaz de criar uma linha de produtos da marca Feevale, com possibilidade de utilização da infraestrutura da Universidade. O produto resultante desse desafio deverá ser uma proposta de posicionamento de produtos e o portfólio de produtos a serem desenvolvidos para a marca Feevale, contemplando itens de vestuário, decoração, perfumaria e calçadista, entre outros.

A premiação, tanto para a Plataforma Onn como para o Feevale Create, será de R$ 80 mil, distribuídos em bolsas de graduação e/ou pós-graduação na Instituição. As propostas deverão ser enviadas até o dia 16 de outubro, por meio de cadastramento em www.feevale.br/onn. Mais informações podem ser obtidas no site ou pelo e-mail dinova@feevale.br.

45 ANOS

A Escala acaba de completar 45 anos e sempre está em transformação. Incorporou a City, empresa especializada em inteligência estratégica, e lança uma campanha por meio de uma metáfora na frase “A Escala acabou”. As novas diretrizes são apresentadas a partir da afirmação “Acabamos de lançar um novo negócio chamado Escala”. Tudo está alicerçado em três pilares: brilho criativo, consultoria de negócios e pessoas. E para celebrar esses acontecimentos realizou, nesta terça-feira, 28 de agosto, um café da manhã para convidados no Instituto Ling, onde comunicou as mudanças de forma mais aprofundada. A mudança no modelo alia uma consultoria de negócios, porém com criativos.

O modelo aponta a reestruturação proposta nos últimos meses e que alterou a dinâmica de trabalho, a mentalidade e os processos. “As mudanças sempre foram necessárias para a evolução. Então, esta construção valoriza tudo que foi feito ao longo desta trajetória, mas reconhece a ruptura como uma transformação positiva do mercado de comunicação. A Escala se mantém na liderança do mercado publicitário da Região Sul há 45 anos, justamente pela capacidade de se reinventar”, explica o diretor da Escala Fernando Picoral. “Somos, agora, uma agência que combina toda a força criativa e estratégica da Escala com a inteligência analítica da City. Criatividade e negócios juntos para quem acredita nos processos em rede”, conclui.

Este formato converge criatividade e negócios dentro da mesma cadeia de valor. “A Escala sempre entregou criatividade com um olho nos negócios, e a City orienta negócios com um olho na criatividade”, afirma Martin Haag, o fundador da City e agora também diretor da Escala. As condições dessa convergência já estavam ratificadas na declaração da Escala “É tudo sobre pessoas”. Afinal, não há valor na tecnologia se não fizer sentido para as pessoas.

Sobre o posicionamento “A Escala acabou”, Picoral conta que nasceu do exercício de olhar para a própria empresa e os movimentos de negócio: “Percebemos que a mudança já estava em curso, mas precisava de uma virada. Assim, decidimos mostrar que mesmo depois de 45 anos do nascimento temos muito ânimo para nos arriscar e implementar dinâmicas mais eficazes”.

A criatividade com propósito e métricas já colhe os primeiros frutos. O novo posicionamento do Ibravin, desenvolvido pela Escala, atingiu, em um mês no ar, 20,6 milhões de impactos. São mais de 2,8 milhões de views, que ultrapassam a meta de impressões e visualizações. No Facebook e Instagram, contabiliza cerca de nove milhões de pessoas alcançadas e mais de 13 mil engajamentos (reações, comentários e compartilhamentos).

GRUPO ATIVA

O Canal Você está completando 10 anos e a partir de setembro iniciará suas comemorações com diversas ações e promoções em suas plataformas.

Com uma audiência de cerca de 8.000.000 (oito milhões de pessoas /mês) e com mais de 500 monitores de vídeo espalhados pelas estações e trens do metrô, na rodoviária de Porto Alegre e nos Catamarãs, o Canal Você envolverá ainda mais seus usuários na sua programação e nas promoções desenvolvidas, que já recebe um grande retorno usualmente.

Os ganhadores serão premiados com ingressos de cinema, parques, shows, aparelhos de TV e celulares durante as ações, prevendo também, a participação de profissionais do mercado publicitário e anunciantes do RS, de forma que eles possam interagir na escolha dos vencedores.

A Diretora do Canal Você, Daniela Sulzbach, acredita que as ações terão um retorno positivo no relacionamento com os usuários: “A ideia é estimular os usuários a interagirem mais com a programação e aumentar o vínculo deles com o Canal Você, tendo novas experiências, além de inseri-los de forma intensa nas comemorações dos nossos 10 anos.”

As comemorações se estenderão durante 2019 e finalizarão em meados do mês de abril com a apresentação de uma nova pesquisa de audiência em um evento para o mercado publicitário gaúcho.

ABA

A Associação Brasileira de Anunciantes irá distribuir o Guia para a Representação Responsável de Gênero na Publicidade, que busca inspirar profissionais de marketing a trabalharem com menos estereótipos em suas campanhas, uma discussão que está cada vez mais ganhando relevância global, com a adesão de grandes anunciantes como Unilever, P&G, Mars, Diageo, J&J e Mattel, também suas associadas.

FASHION FILMS

Casa da Janela Filmes nasceu no final de 2016 como o trilhar natural do casal Bárbara Graziela Santos e Rafael Barbieri – Bá & Rafa, como são conhecidos – a partir do sucesso do projeto autoral 15 Segundos de Coisa Boa.  O casal já tinha um fiel público formado por mais de 500 mil seguidores nas redes sociais que acompanhavam vídeos e fotos que simbolizam o cotidiano com sensibilidade e, hoje, ultrapassaram a marca dos 600 mil.

Em pouco mais de um ano a produtora – que nasceu em Porto Alegre (RS) – cresceu, se consolidou no mercado gaúcho de produção fashion e ganhou projeção nacional, sendo responsável, inclusive, por campanhas estreladas por nomes de peso do cenário artístico brasileiro.

O gênero fashion film que surgiu com as grandes grifes internacionais para apresentar conceito das coleções, ganhou fôlego no Brasil, nos últimos anos, e vem se tornando uma das principais ferramentas das marcas locais.  Como apresenta a possibilidade de ser veiculado em diversas plataformas de mídia, o fashion film se transformou em um produto versátil e extremamente valorizado.

Com um portflólio formado pela produção de filmes com Fernanda Lima, Isis Valverde, Luan Santana entre outros, a Casa da Janela vem desenvolvendo campanhas para marcas como Coca-Cola Shoes, Rafitthy, Petit Jolie,

Bárbara, diretora de cena, fala com paixão “é uma linguagem diferente da propaganda comercial, pois tem um olhar diferenciado, bem mais conceitual. Trabalhamos com mais liberdade, com uma narrativa abstrata e aquele olhar lúdico, de sensibilidade”. Rafael também é um entusiasta, para ele o fashion film permite que o consumidor vivencie mais a fundo a marca, ele consegue ter a sensação da experiência que vai além do nome ou embalagem do produto.

MOOVE

O Banrisul lança campanha para divulgar o cartão Banricompras. Assinada pela Moove, de Porto Alegre, a ação diferencia o Banricompras como um cartão único, sem similar no mercado, por meio do conceito ‘Igual ao Banricompras, só outro Banricompras’.

O posicionamento é apresentado em filmes para TV, anúncios para mídia impressa, spots, mídia externa e alternativa, hotsite e forte presença nas redes sociais.

Para fortalecer o conceito de que parecido não é igual, os protagonistas da campanha são duplas de gêmeos, já que o Banricompras tem benefícios exclusivos para os clientes Banrisul.

Os filmes têm um tom bem-humorado e começam com os irmãos fazendo os mesmos movimentos, dando uma ilusão de espelho. O elenco é formado por gêmeos idênticos, de 25 a 30 anos para divulgar o cartão Universitário; de 30 a 35 anos para os cartões com as estampas da dupla GreNal; e de 35 a 40 anos para os cartões Afinidade e Standard.

Redes sociais

A campanha para o digital se divide em duas frentes. A primeira é a captação de leads para prospecção de novos clientes, por meio de cadastro no hotsite ‘MeuBanricompras.com.br’. A segunda é a geração de visibilidade (anúncios de alcance e engajamento) para os diferenciais do Banricompras para quem já é cliente Banrisul.

A estratégia abrange Facebook, Instagram, Google Display (sites e YouTube), Mídia Programática e Native Ads.

NOVA IDENTIDADE VISUAL

Para comemorar seus 2 anos, a Agência K3 mostra ao mercado sua nova identidade visual! Com o conceito O mundo muda muito rápido. Nós também estamos mudando!, os sócios Caco Keller, Francine Grosselli e Gabriela Letti decidiram renovar a identidade visual da marca, apresentando para o mercado uma imagem mais moderna, limpa e adepta a mudanças.

Na nova identidade foi utilizada a flexibilidade como principal critério técnico, já que os veículos Off e Digital estão pedindo marcas que se adaptem, sejam de fácil leitura e facilmente reconhecida como marca e conceito. A paleta de cores está ligada ao conceito, personalidade e característica que a agência construiu e adquiriu ao longo desses dois anos: Experiência de mercado, paixão pelo que faz e juventude/modernidade. A tipografia escolhida é uma San Serif (sem serifa), caixa alta e espessura regular. Uma tipografia moderna e simples, o que acrescenta positivamente em qualquer aplicação de marca.

O selo digital é uma peça importante na marca. Ela completa todo o sistema de identidade visual no meio digital. Facilitando e enfatizando a aplicação e presença da marca no meio institucional. O sistema de imagem construído junto com sua identidade visual, serve para trazer uma mensagem aos nossos clientes e parceiros: Confira em: agenciak3.com.br

ARP 1

Profissionais que se associarem até o dia 30 de setembro poderão escolher os melhores do mercado em 2018

Incentivar a participação ativa dos profissionais no ecossistema criativo é um dos focos da gestão da Associação Riograndense de Propaganda (ARP). De olho nisso, a entidade oferece uma oportunidade única: quem se tornar sócio da ARP até o dia 30 de setembro poderá votar na edição deste ano do Salão da Propaganda. Assim, os novos associados conseguirão colaborar de forma atuante na escolha dos melhores profissionais e empresas do segmento em 2018.

Realizado durante o tradicional Jantar da Propaganda, o Salão da Propaganda tem entre os principais troféus “Agência” e “Empresário ou Dirigente de Comunicação”, entre outras. Este ano ainda serão lançadas duas novas categorias de premiação: “Young do Ano” e “Professor do Ano”. Atualmente, o Salão homenageia representantes do mercado com o “Prêmio Lairson J. Kunzler”, lançado em 2014, em referência ao ex-diretor da Paim Comunicação.

Desde o início do 2018, a entidade trabalha para atingir esse propósito, por meio de diversas novidades para os sócios. Exemplo disso foi o lançamento da nova campanha institucional, que teve os associados como protagonistas. A ARP empenha-se ainda em qualificar os profissionais e prepará-los para as mudanças da comunicação. Por isso, a associação realizou e apoiou, em seis meses, mais de 25 eventos com 18 parceiros. As ações têm como objetivo aquecer e alavancar o mercado da propaganda.

ARP 2

Inovação e economia criativa podem ser um caminho para ajudar Porto Alegre a superar dificuldades e se colocar no mapa mundial mais uma vez. Este foi o entendimento geral após uma discussão aberta no Janela ARP, que aconteceu nesta quarta-feira, dia 29, e reuniu 60 pessoas no auditório da entidade. Com apoio do Sinapro-RS, o evento colocou poder público e sociedade frente a frente. Um dos líderes do coletivo Porto Alegre Inquieta, Cesar Paz, e o secretário de Comunicação da Prefeitura de Porto Alegre, Orestes de Andrade Júnior, falaram sobre o tema e os reflexos transformadores que projetos inovadores têm na vida dos porto-alegrenses. A presidente da ARP, Liana Bazanela, sublinhou a importância de ações desta natureza: “O janela ARP tem como proposta trazer questões que estão em pauta no mercado para uma discussão mais próxima e dirigida aos interesses dos sócios”.

O empreendedor Cesar Paz começou a apresentação, introduzindo ao público o coletivo Porto Alegre Inquieta, movimento que propõe alavancar a Capital por meio de projetos inovadores, assim como construir discussões sobre governança. “A economia criativa como aplicação social e com diversidade conecta pessoas”, destacou. O empreendedor ressaltou, ainda, que o projeto é um movimento apartidário e descentralizado. “De forma líquida e orgânica, precisamos ocupar os espaços da cidade”, disse.

O empreendedor serial mostrou exemplos de como a inovação pode ser a chave para mudar a realidade dos lugares. Um deles foi Medellín, segundo maior município da Colômbia, que passou por um projeto coletivo, criativo e cultural de ocupar e revitalizar espaços. Com isso, a cidade deixou de ser uma das mais violentas da América Latina e se tornou benchmark de inovação. “Medellín foi transformada pela economia criativa. Hoje, é um lugar colorido”, relatou. O propósito do POA Inquieta é ambicioso. “Queremos colocar Porto Alegre como uma das capitais da economia criativa do mundo”, afirmou.

Depois, foi a vez de o secretário de Comunicação da Prefeitura de Porto Alegre, Orestes de Andrade Júnior, comandar a conversa. O jornalista, que assumiu o cargo em agosto, fez questão de ser realista e apresentar a situação da capital gaúcha. “O cenário é ruim. Porto Alegre está quebrada. Mesmo assim, conseguimos fazer muitas coisas boas”, disse. Além disso, destacou a importância da mobilização da sociedade civil. Segundo o secretário, a cidade conta com dezenas de iniciativas que mostram que a sociedade pode ajudar e muito os cidadãos, citando projetos como POA Solidária e Start.Edu. O responsável pela pasta de Comunicação anunciou, ainda, que o novo edital de licitação de agência da Prefeitura será aberto em setembro. E também deverá ocorrer uma seleção para a equipe de profissionais da secretaria. “Vamos receber currículos pelo Banco de Talentos até o dia 05 de setembro. Quem quiser colaborar com uma Porto Alegre mais inovadora está convidado”, declarou.

Para finalizar o evento, os dois palestrantes subiram ao palco ao lado da presidente da ARP, Liana Bazanela, para um bate-papo sobre as questões abordadas durante o Janela ARP. A publicitária destacou a importância da atuação das entidades e de conectar pessoas, indo além de um público específico e falando com o mundo. “Precisamos fomentar esta aproximação entre pessoas e iniciativas. Vamos trabalhar juntos para tornar Porto Alegre melhor e mais alegre”, encerrou Liana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here