FERNANDO RÖHSIG-30-11-18

0
267

Essa semana vamos destacar um profissional que há mais de 25 anos atua em gestão empresarial, buscando resolver questões estratégicas e de governança em empresas de diferentes segmentos de atuação. Contaremos a história de Fernando Röhsig, Sócio Diretor da Consultoria F&F Allegra, que dedicou sua carreira para contribuir com empresas que tenham foco no crescimento, na busca de resultados superiores e no desenvolvimento de novos mercados. Discreto, detalhista e adepto das boas práticas, busca aliar em sua trajetória os referenciais teóricos da academia à execução das atividades do dia a dia empresarial.

FERNANDO RÖHSIG

Fernando atuou como executivo de finanças em empresas de diferentes segmentos, iniciando em agência de publicidade e propaganda, passando por instuições financeiras, empresas de construção civil e de infraestrutura pesada, indústria de alimentos, logística, tecnologia e recentemente decidindo empreender com a sua própria consultoria. Formado em Administração de Empresas pela UFRGS, possui Mestrado em Controladoria, também pela UFRGS, e diversas especializações. Tem também MBA pela HEC em Paris, outro pela Northwestern nos EUA e uma Especialização in Company pela Standford University. Participou em agosto passado da Jornada Técnica de Inovação e Tecnologia pelo Vale do Silício por meio do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) e, em maio de 2019, deverá acompanhar nova missão, também pelo IBGC, desta vez para conhecer o ecossistema de inovação de Israel.

Casado, pai do Frederico, acredita na família e no diálogo como a melhor ferramenta para dar e receber as informações para se chegar às melhores decisões. Não abre mão da prática do esporte, preferencialmente o futebol com os amigos. Dorme no mínimo sete horas toda noite. E, por morar em Lajeado e fazer deslocamentos semanais entre a cidade e a Capital, transformou a estrata em aliada: o trajeto ajuda a organizar as ideias e a encontrar as melhores soluções para os problemas do dia a dia.

“Sempre acreditei que a administração das e nas empresas pode fazer muita diferença, isto desde os tempos do colégio. A oposição entre a prática e a teoria, ou entre a teoria e a prática, sempre serão objeto de estudo, mas não importa o que vem primeiro. O certo é que uma não vive sem a outra.

Iniciei minha carreira na construção civil, atuando diretamente com o engenheiro e dono da empresa. Cinco anos depois conheci o negócio da comunicação, atuando numa das maiores agências de publicidade e propaganda do RS. De uma agência regional, conseguimos transformar a empresa em um negócio nacional, com operações em diversos estados brasileiros. Marcas líderes em seus segmentos, diversos veículos e fornecedores, várias ferramentas desenvolvidas e implantadas na gestão da agência, muitos anos de crescimento sustentável e margens saudáveis de lucro garantiram muito sucesso ao empreendimento. Também atuei em instituição financeira de crédito cooperativo, onde aprendi muito sobre governança cooperativa, um mundo à parte da governança corporativa e que tem um enorme potencial. Da mesma forma a governança foi muito útil durante o período em que atuei em associações de classes empresariais, tanto para empresas de comunicação, como de infraestrutura pesada.

Ainda exerci a função de diretor estatutário no setor da infraestrutura pesada atuando numa sociedade anônima de controle familiar, experiência ímpar, na qual utilizei muitos conceitos de gestão empresarial e de governança corporativa. Na indústria de bebidas não alcoólicas consegui compreender o que significa desafiar marcas líderes do mercado internacional e também questões relacionadas à gestão familiar nas empresas.

Depois de anos como executivo, decidi empreender naquilo que mais fiz ao longo da carreira: gestão empresarial e governança corporativa. Ao longo dos últimos anos, busquei no Instituto Brasileiro da Governança Corporativa a fonte dos ensinamentos e a teoria para garantir as melhores práticas junto aos clientes da consultoria. A última Jornada Técnica no Vale do Silício foi fundamental para o entendimento da cultura da inovação, sobre a capacidade que temos que desenvolver para errar, para reverter eventuais perdas de rumo, mas acima de tudo aceitar que o erro faz parte do processo de aprendizagem e que é ele que nos faz crescer. Corrigir o rumo e encontrar novas alternativas só será possível a partir de uma cultura que aceite errar, que esteja propensa a uma certa rebeldia.

Isso não significa desperdiçar dinheiro, mas aceitar que eventuais perdas financeiras acarretam ganhos maiores no longo prazo a partir de alguns ajustes de curto prazo. Se não compreendermos essa necessidade, talvez não tenhamos tempo para enfrentar o que virá em termos de inovação. E o desenvolvimento dessa cultura dependerá sempre de pessoas que estejam atentas e com a cabeça aberta para esse novo mindset. Se olharmos somente para os resultados obtidos no passado, tenho certeza de que não resitiremos. Espero que tenhamos a coragem para enfrentar esta necessidade de mudança.

Em maio do ano que vem iremos conhecer o ecossistema de inovação de Israel, numa imersão equivalente ao último aprendizado no Vale do Silício. É por meio desta busca da teoria e das melhores práticas que poderemos compartilhar com os clientes da consultoria os aprendizados.

Com a consultoria da F&F Allegra tenho atendido empresas de design, logística, tecnologia de transmissão de dados, varejos e atacados comerciais, serviços de educação e tantas outras como consultor. Também continuo atuando com educação, como professor de futuros conselheiros de administração e conselheiros fiscais em cursos de governança corporativa (e cooperativa) e profissionais em MBAs ou em nível de pós graduação. Outra frente aberta é a atuação como voluntário em organizações sem fins lucrativos que tenham projetos sociais ou culturais. Hoje atuo em três organizações com esta finalidade.

Em breve devo anunciar a participação como acionista numa empresa de mídia exterior e de soluções digitais com atuação nos mercados do RS, SC, PR, DF e SP, a partir de Porto Alegre. Será uma experiência nova, no outro lado do balcão. Tenho a confiança que a vida empresária me deu. Tenho sócios experientes e que compartilham dos mesmos valores. E temos muitas oportunidades, com muito trabalho e inovação pela frente.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here