ERRAR E ACERTAR-15-03-19

0
1

ERRAR E ACERTAR

Parece que o erro é um assunto a ser evitado por nos tornar fracos ou indesejáveis e não faz parte da nossa caminhada como profissional. Vou além, parece que o erro não combina com a imagem do “super profissional”que muitos idealizam.

A verdade é que invariavelmente todos erramos e estamos sujeitos às consequências. Quanto mais nos expomos, quanto maior nosso nível de responsabilidade, pró atividade ou interação com as pessoas, maior é a chance de errar.

Não há dúvidas que o caminho para o sucesso ou para as conquistas profissionais está apinhado de erros e o crucial não é negar nossas falhas ou encobri-las, mas sim reconhecê-las para prosseguir com aprendizado.

Quantas vezes já se ouviu falar que o primeiro passo para a retomada de um curso ou caminho é “reconhecer determinado erro”? Incontáveis e concordo plenamente!

Mas simplesmente reconhecer é pouco, é uma ação superficial, ainda que necessária. Parar por aí pode não nos levar à direção correta.  É de suma importância também aceitar.

Olhando muito rapidamente, reconhecer e aceitar parecem ser atitudes sinônimas ou muito parecidas, mas na verdade são diferentes. 

Reconhecer é uma postura que tem a ver com a atitude de declarar ou confessar. Passa pelo entendimento, a compreensão acerca de algo que não está correto. É portanto, uma ação necessária no processo de correção.

Já aceitar é mais profundo, é ir além do reconhecimento: aceitar é admitir a situação de fato, suportando as consequências. Quando aceito, eu já entendi que errei, reconheço minha falha e aceito as consequências de minhas ações, ainda que sejam contrárias à minha vontade. Neste caso, mesmo que não haja vontade, precisamos fazer o que é certo.

Aceitar, além de reconhecer é se comprometer com a solução, com a melhora, com a mudança. Aceitar é ser sincero consigo, mas também com todos os envolvidos.

Para reconhecer um erro é preciso admitir, mas para aceitar um erro é preciso ter humildade para retomar, o que convenhamos, é uma atitude nobre.

É aí que está o grande segredo, reconhecer e aceitar pode parecer sinal de fraqueza, mas é sinal de grandeza e de caráter, qualidades que certamente mostram que o profissional é confiável, de boa índole e que está pronto a trilhar o tão sonhado caminho para o sucesso. As pessoas querem ter ao seu lado gente com estas características.

Lamentavelmente, posso afirmar que cada dia mais está difícil encontrar pessoas dispostas a reconhecer os seus erros, quiçá aceitá-los! Pessoas que se valorizam mostrando somente coisas boas realizadas e nunca aquilo que fizeram de errado.

Todos estamos sujeitos ao erro, aliás, diz-se que aprendemos muito mais com os erros do que com os acertos, mas volto a enfatizar, tem gente persistente e egoísta quem ainda não pensa assim?

No atual momento em que as pessoas são mega informadas, super preparadas, parece humilhação ter de reconhecer e aceitar um erro, porém, os profissionais maduros, experimentados e sábios enxergam estas ações como virtudes.

Não sou hipócrita ao ponto de dizer que reconhecer e aceitar um erro é uma tarefa fácil, ou simplificada, muito pelo contrário. Tampouco afirmo que tiro de letra meus erros, mas o esforço por fazê-lo é muito importante para você se tornar um profissional respeitável, de confiança, humano e reconhecido.

Na verdade, quem não reconhece e não aceita seu erro torna-se limitado pelo medo, insegurança ou até mesmo pela soberba, perdendo grande oportunidade de crescer como pessoa e profissional, daí todo preparo e estudo pode ser ofuscado.

Finalmente, após reconhecer e aceitar, é preciso reparar. Reparar é consertar, corrigir a falha cometida! É a ação final propriamente dita. A boa notícia é que se você já reconheceu e aceitou, a parte mais difícil já foi reparar torna-se mais fácil.

Sem sombra de dúvidas, quem está pronto para reconhecer, aceitar e reparar seus erros também está pronto para ser reconhecido pelos seus acertos!

Será que todos pensam e se movem assim? Será que estão pensando? Esse momento, mais do que todos os outros, exige humildade e atitude.

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorNOTAS DA SEMANA-15-03-19

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here