A ORLA QUE PORTO ALEGRE MERECE – 24.06.2019

0
31

Seis empresas apresentam propostas para as obras do trecho 3 da Orla

 

Cinco empresas e consórcios nacionais e um internacional (Portugal) apresentaram propostas para as obras de revitalização do trecho 3 da Orla do Guaíba, que compreende a área da foz do Arroio Dilúvio, na Av. Ipiranga, até o início do Parque Gigante. A entrega dos envelopes 1 (habilitação) e 2 (proposta financeira), ocorreu pontualmente às 14h30 desta sexta-feira, 21, na Sala da Superintendência de Licitações e Contratos da Secretaria Municipal da Fazenda, na Prefeitura. A concorrência internacional definirá a empresa ou consórcio que será responsável pelas obras.

“O primeiro trecho da Orla foi um sucesso e rapidamente se transformou em um novo cartão postal da cidade, devolvendo o Guaíba ao cidadão”, lembra o prefeito Nelson Marchezan Júnior. “Agora nosso desafio é seguir elevando a autoestima dos porto-alegrenses e atrair pessoas de fora, oferecendo espaços públicos com segurança e conforto”, destaca. “A recuperação financeira da prefeitura nos abre novas oportunidades em muitas áreas”, diz Marchezan.

Os interessados que compareceram e estão participando do processo são as empresas Toniollo Busnello, Sultepa, Tecon, Construtura Pelotense e os consórcios DT Guaíba (DP Barros e Traçado) e ACA/RGS (Alberto Couto Alves, RGS, Alberto Couto Alves AS), de Portugal. Os envelopes contendo a habilitação foram abertos às 14h43 diante de todos e rubricados por representantes dos grupos. A Comissão terá cinco dias úteis para examinar a documentação.

As vistas ao processo por parte das empresas e consórcios ocorrerão a partir de quinta-feira, 27, disponibilizados no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) – plataforma que integra todos os processos que tramitam no Executivo. Ainda não há data para o inicio dos prazos recursais. Após esta fase, o resultado será definido com base na menor proposta financeira apresentada.

O vice-prefeito e coordenador do Grupo de Trabalho do trecho 3 da Orla, Gustavo Paim, diz que o interesse de tantas empresas e consórcios nacionais e internacionais na revitalização da Orla do Guaíba é uma ótima notícia para Porto Alegre que já tem o trecho 1 como exemplo de sucesso. “Demonstra que todo o trabalho do corpo técnico da prefeitura na elaboração do orçamento e do processo licitatório está sendo exitoso”, explica.

*Projeto* – a área de intervenção é de 14,6 hectares ao longo da Orla com aproximadamente 200 vagas de estacionamento no canteiro central da Av. Edvaldo Pereira Paiva, mais de 550 árvores dos tipos Cedros, Figueira, Jerivá, Cerejeira e Coronilha, três estruturas de bares idênticas às já em funcionamento no trecho 1, quadras para prática esportiva, vestiários e a maior pista de skate da América Latina certificada pela Confederação Brasileira de Skate e pelo Comitê Olímpico Brasileiro.

*Recursos* – Com investimento total previsto de R$ 57 milhões, a prefeitura executará a obra com recursos provenientes do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), do Fundo Municipal de Iluminação Pública, do DMAE e o restante será pago pelo tesouro municipal.

*Junho de 2018* – O Trecho I da Orla do Guaíba, também projetado pelo arquiteto Jaime Lerner, foi entregue revitalizado em junho de 2018. O ato marcou o reencontro da cidade com o Lago Guaíba e registra público recorde no trecho entre a Usina do Gasômetro e Rótula das Cuias durante os finais de semana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here