Inteligência artificial e produtos locais: tendências de consumo para 2020 – 14.02.20

A Euromonitor International, companhia de pesquisa de mercado, apresentou recentemente seu relatório anual com 10 tendências globais de consumo para 2020.

A pedido da reportagem do UOL (onde foi publicado originalmente esta matéria), analistas da empresa separaram 5 destaques para o mercado brasileiro. De inteligência artificial a mobilidade, passando pela preferência a produtos locais, veja as tendências que estarão em destaque no país neste ano.

Mais que humano

A inteligência artificial (IA) vai aumentar o engajamento com o consumidor, com ações de marketing personalizadas e atendimentos automatizados. Os “chatbots” serão o serviço de atendimento ao consumidor do século 21, e o consumo por meio dos dispositivos de voz será de grande impacto para a IA.

Assistentes como Alexa, da Amazon, e Google Assistant ganham espaço como novo canal de compras. O comércio por voz deve atingir 0,3% de todo o comércio digital no país em 2020 e chegar a 2% em 2024.

Conteúdo rápido e multissensorial

A disputa pela atenção dos consumidores nas gôndolas do varejo é cada vez maior. Ganham espaço as marcas que conseguem se destacar não apenas por aspectos visuais, mas também pela comunicação assertiva.

Algumas das principais cadeias varejistas do setor de vestuário, por exemplo, já modernizaram seus pontos de venda para agilizar o acesso aos produtos e às opções em estoque. Provadores com espelhos inteligentes indicam as melhores opções disponíveis, de acordo com as necessidades dos clientes, e vendedores com tablets recebem pagamentos em qualquer ponto das lojas, como caixas expressos.

Orgulhosamente local, ganhando o mundo

A preferência por produtos locais vem crescendo no Brasil. Em 2019, 23,9% dos consumidores preferiram adquirir produtos de marcas locais.

Um exemplo clássico é a expansão das bebidas artesanais, especialmente as cervejas. O Brasil figura como quinto maior consumidor de cervejas artesanais do mundo em volume, crescendo 278% entre 2013 e 2018.

Outro exemplo vem da Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA), que desenvolve projetos para valorização e descoberta dos cafés das diferentes regiões produtoras, tanto no Brasil quanto no mundo.

Mobilidade sem limites

A Euromonitor International estima que 98% do crescimento populacional aconteça dentro das regiões urbanas até 2030. Com isso, a questão da mobilidade será extremamente relevante para as pessoas (e uma oportunidade para as marcas). O surgimento de novas possibilidades de se transportar do ponto A para o ponto B tende a ganhar força ano após ano.

Para se ter uma ideia, aplicativos de transporte como Uber, 99 e Cabify devem alcançar R$ 21,9 bilhões em tamanho de mercado em 2020 —em 2018, o valor era de R$ 13,7 bilhões.

Cuidando de mim mesmo

A indústria de beleza e cuidados pessoais tem trabalhado com destaque a questão da saúde mental dos consumidores. “Antiestresse”, “relaxamento” e “alívio das tensões” são alguns dos atributos reforçados na comunicação de muitos produtos do dia a dia do consumidor.

Segundo os dados da base de ingredientes da Euromonitor International, o volume de fragrâncias apresentou um crescimento médio de 3% por ano nos últimos cinco anos no Brasil. A categoria de “herbal/traditional products”, com uso de ativos naturais e florais, por exemplo, apresentou um crescimento médio de 4,4% ao ano nos últimos cinco anos.

 

Renato Pezzotti – Colaboração para o UOL, em São Paulo – 10/02/2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *