Adriana Viali – 26-06-2020

COMO A PUBLICIDADE MOBILE E A INTELIGÊNCIA DE DADOS PODEM GERAR RESULTADOS ÀS MARCAS

Por Adriana Viali, Diretora da Oi Soluções

Onipresentes no dia-a-dia, os smartphones mudaram a forma como as pessoas se relacionam, sendo esse comportamento também verificado nas interações com as marcas. Se no passado existia a desconfiança sobre adquirir produtos e a dúvida com relação à solução de problemas via internet, hoje essas e outras ações são resolvidas com um celular em mãos, em poucos cliques, ainda mais nesse momento de isolamento social, onde a conexão é oxigênio. Atentas a esse contexto, as empresas evoluíram, passando a diversificar os investimentos em publicidade mobile, diversificando os canais e formatos, a fim de aprimorar a experiência e ganhar maior relevância com o público-alvo.

A inovação na publicidade mobile é vista graças à digitalização da população, o avanço tecnológico e o acesso e tempo gasto na internet via celular. Segundo o relatório State of Mobile 2020 publicado em janeiro pela App Annie, as pessoas de todo o mundo passaram em média 3h40min por dia usando aplicativos em 2019 – um índice 35% maior do que em 2017. Nesse recorte do consumo de aplicações, o Brasil figura entre os três principais consumidores, com o brasileiro passando 3h45min em apps, atrás somente dos chineses (4h) e indonésios (4h40min). Tempos gastos que chancelam a era do “mobile first”.

Por aqui, marcas e agências de publicidade acompanham esse comportamento através de investimentos. Pesquisa da IAB Brasil, realizada em parceria com a PricewaterhouseCoopers (PwC) indica a consolidação do mobile como a plataforma tecnológica preferida pelos anunciantes. Intitulada “Digital AdSpend 2019”, a publicação aponta que, em 2018, a publicidade digital no Brasil alcançou um investimento da ordem de R$ 16,1 bilhões, sendo o mobile responsável por 67% dessa verba, o que representa duas vezes mais do que o que foi direcionado para o desktop. Em muitos países, o investimento em publicidade mobile, já é maior que os gastos com mídia na TV.

Convergindo com essa tendência, o uso de inteligência de dados, por meio de plataformas de Big Data & Analytics, ganham força melhorando a assertividade da publicidade digital, em especial da mídia mobile. O uso cada vez mais massivo de dados, ajudam a gerar valor para as marcas anunciantes entregando a melhor mensagem, no melhor contexto dos clientes, tornando a mídia muito mais relevante para quem é impactado. Quando gerenciadas, analisadas e utilizadas, essas informações se tornam significativas para a obtenção do resultado esperado. A estratégia de ultra segmentação para alcançar o retorno sobre o investimento de mídia nunca foi tão direto ao mapear gostos e hábitos dos usuários. É fundamental destacar que toda esta evolução deve ser feita respeitando os preceitos, os limites legais e a transparência com o usuário instituídas nas leis de proteção de dados e de direitos do consumidor, estabelecendo os devidos enquadramentos em bases legais e avaliações de risco presentes desde a etapa de concepção destes produtos.

Além da capacidade de ultra segmentar, as plataformas de Big Data e Analitycs, permitem um grande processamento de informações para acompanhamento do resultado das campanhas. Desde a geração de indicares de performance, visibilidade da jornada do cliente e medição de todo o processo de interação com a marca ou produto, gerando novos insights, e realimentando os times de marketing no ajuste das mensagens e definições de novas estratégias de mídia.

Na ótica do Big Data, e num ambiente cada vez mais “mobile only”, os dados coletados podem ser ainda mais adequados a publicidade mobile dada a proximidade ao comportamento do indivíduo considerando mobilidade e tempo real. Os dados se tornam essenciais na otimização de serviços e personalização de ofertas, levando a jornada do consumidor, cada vez mais conectado e demandante de uma abordagem mais customizada, a um outro patamar. O avanço no uso das novas tecnologias na publicidade digital representa uma evolução necessária, já vivenciada por muitas empresas, e importante para o mercado acompanhar em um mundo em constante transformação.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *