GERAÇÃO Z

Geração-Z-valoriza-experiência-e-redes-sociais-para-fazer-compras-1200x675

nspirar, engajar, dialogar, facilitar, respeitar, apoiar, dar feedbacks, serão algumas das ações das lideranças do futuro. Preocupados com diversidade, equidade e inclusão, aprendizados e experiências que impactem positivamente suas vidas e o mundo, os novos perfis de gestão mudarão a forma de liderar pessoas no mercado de trabalho.

Segundo dados do estudo “Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil”, do InstitutoBrasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2022, mulheres representam 37,4% dos cargos gerenciais. A pesquisa também aponta que houve uma queda nessa porcentagem, se comparada com a edição anterior, em que a ocupação delas era de 39,1%. Outro ponto trazido pelo IBGE é que mesmo mais qualificadas, as profissionais recebem só 77, 7% do rendimento dos homens.

Conforme dados do levantamento “Diversidade Ganha”, que abrangeu 15 países e mais de 1.000 grandes empresas, realizado, em 2020, pela consultoria McKinsey e Company – pioneira em estudos sobre diversidade, equidade e inclusão no mercado de trabalho – organizações com mulheres na liderança tem performance de 48% maior e com mais de 25% de possibilidades de um maior faturamento financeiro, do que organizações com mais homens na liderança.

Dessa forma, ainda há um caminho a ser percorrido pelas empresas para aumentar a inclusão de mulheres na liderança, de forma plural. Algumas executivas, que já atuam seguindo muitos dos propósitos das futuras lideranças, dão algumas dicas para empoderar jovens que querem iniciar a carreira nessa área.

Confira:
 

1. “Não tenha medo e, se tiver, vai com ele mesmo. Grande parte da sociedade sempre vai te dizer que a liderança não é um lugar para as mulheres, principalmente as mais jovens. É importante se munir de exemplos de mulheres que chegaram à liderança sendo elas mesmas para poder hackear o sistema. Se aproxime de algumas delas para ter uma rede de apoio, aprendizados e união.” – Fernanda Ribeiro, CCO co-fundadora da Conta Black, empreendedora e Presidenta da Afrobusiness. 

2. “Se inspire nas mulheres que você conhece, principalmente as que estão mais próximas a você. A idade não nos define, então, procure sempre ler ou fazer cursos sobre lideranças de diferentes áreas. O interessante é que nesse mergulho de conhecimento você conhecerá novos assuntos e começará a desenvolver uma das principais soft skills das lideranças do futuro: a curiosidade e o aprendizado contínuo, o famoso lifelong learning”. – Lisiane Lemos, Especialista em Transformação Digital e co-fundadora do Conselheira 101

3. “Acredite em você. Nós, mulheres, podemos ser líderes, médicas, empreendedoras, cientistas, desenvolver aplicativos, liderar startups sociais e estar em qualquer espaço. Durante a sua trajetória para chegar nesses locais, não esqueça de olhar ao redor e ajudar mulheres em situação de vulnerabilidade social a chegarem também. Juntas vocês serão mais fortes, construirão redes de apoio, colaboração e oportunidades.” – Adriana Mallet, médica especialista em inovações para o acesso à saúde, CEO e co-fundadora da SAS Brasil 

4. “Persista, você é plenamente capaz, mesmo que o mundo masculino ao seu redor diga que não. Digo isso porque é por meio da nossa persistência que ajudaremos outras mulheres a alcançarem seus objetivos. É um caminho longo, mas possível.” – Marcela Flores, diretora executiva da Associação Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento das Empresas Inovadoras (ANPEI)

5. “É importante para uma líder ter conhecimento de temas gerais, então estude diferentes áreas e tendências, sem se limitar ao seu campo de atuação. Também é fundamental investir em autoconhecimento e ferramentas de inteligência emocional e relacionamento interpessoal. Um bom líder tem a combinação da dimensão técnica da sua área e as soft skills, habilidades fundamentais para exercer a liderança em qualquer lugar, que combinam gestão de conflitos e comunicação não violenta.” – Gabriela Mendes Chaves – CEO e Fundadora da NoFront Empoderamento Financeiro

6. “A grande mensagem que quero deixar para quem deseja viver uma jornada de liderança é entender de gente. Pessoas interessadas são pessoas interessantes, portanto, sua disposição em conhecer a equipe os aproxima de você. Saber engajar pessoas diversas e potencializar talentos é um grande desafio, e ser capaz de se relacionar com autenticidade é uma competência ímpar para conquistar confiança e formar equipes harmônicas e coesas.” – Lorelay Lopes, head de Negócios do UP Consórcios

7. “Converse com as pessoas e as ouça, tenha trocas de experiências e reflita em todas as colocações e visões distintas durante as conversas. Outro ponto importante é estudar sempre, não há um estágio de estagnação de aprendizado, o mundo é dinâmico e os negócios também, então precisamos muito estar a frente buscando qualificação e aprimoramento. Dê valor ao tempo, tanto o seu quanto o das pessoas. O tempo é o novo petróleo e principalmente seja organizado, tudo é possível com uma boa organização e planejamento.” –  Marta Celestino, CEO da Ebony English 

8. “A primeira dica que eu daria para uma mulher que quer ser líder, pode parecer clichê, mas é confie no seu potencial e na sua capacidade de realizar, de alçar voos altos, sem ir atrás de corresponder às expectativas a todo momento. Essa busca por provar capacidade é bem comum em líderes jovens e acaba se tornando uma pessoa mais formal do que na verdade é e sendo mais assertiva para conviver em ambientes masculinos. Com o tempo entendi, que eu podia ficar confortável como eu sou, e que as brincadeiras, zoeiras e a maneira que me visto não mudaria minha capacidade de execução. ” – Laura Salles, co-fundadora da edtech Plurie br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de acordo com a nossa
Política de Privacidade ao continuar navegando você concorda com estas condições.