NEM BOOMERS, NEM MILENIALS: GERAÇÃO Z É A MAIS VULNERÁVEL NA INTERNET E O MOTIVO É MAIS SIMPLES DO QUE PARECE 10/05/2024

depositphotos_123443406-stock-photo-millenials-z-generation

Geração Z é vulnerável na internet

Um estudo publicado pela American National Cybersecurity Alliance surpreende ao revelar que o grupo mais vulnerável a ataques cibernéticos é a geração Z (nascidos entre 1997 e 2010).

Geração Z representa 34% das vítimas de pishing online
Representam 37% das vítimas de cyberbullying

Os Millenials superam em pouco a geração Z no quesito roubo de identidade (20%) e romances falsos ou cafish (18%), mas eles ficam muito próximos, com 18% e 15% respectivamente.

Por que a geração Z é vulnerável online?

Existem uma grande razão. Como você pode ver no gráfico acima, a geração Z é a que mais usa a internet, ou seja, está mais vulnerável por estar basicamente sempre online.

Apesar disso, agora vem a parte mais curiosa: a geração Z é, depois dos Millenials, a que mais tem acesso a recursos de segurança cibernética, como medidas, treinamentos, VPNs, incluindo dicas sobre o assunto e outras formas de auxílio.

Mesmo sendo considerados “nativos digitais”, parece que isso não significa que a geração Z lida com a internet e a tecnologia da melhor maneira possível. Seu uso é focado em diversão e redes sociais, de modo geral.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de acordo com a nossa
Política de Privacidade ao continuar navegando você concorda com estas condições.