NOTAS DA SEMANA-09-10-2020

TÁ NA MESA

Com o tema “IMPACTOS DA PAMDEMIA NO SETOR DE EVENTOS” a live da Federasul na próxima quarta-feira (14/10, das 12h às 13h30) terá a participação dos líderes do Grupo de Live Marketing do RS: Eliana Azeredo (Capacitá), Roberto Rimoli (Duetto) e Rodrigo Machado (Opinião). O evento será online via: FECEBOOK.COM/FEDERASUL

CONCORRÊNCIA

Dentro de uma semana ou um pouco mais, com a montagem da comissão externa julgadora, será publicado o edital da concorrência do Banrisul.

PREFEITO: JÚNIOR DOS VETOS

Mais uma vez o prefeito VETA projetos aprovados na Câmara pelos Vereadores, que propõe desenvolvimento à cidade.

No intuito de se vingar dos vereadores, e agradar a alguém que se beneficiaria com o monopólio, em mais uma atitude infantil e burra, o Prefeito se coloca contra a mídia OOH, empresas exibidores, agências e clientes anunciantes locais, e de importante atividade econômica.

Novamente, a Câmara terá a oportunidade de derrubar o veto do prefeito JÚNIOR, e mostrar pra cidade que o Legislativo é SÊNIOR!

Até quando esse poder de destruir e se vingar vai nortear esse governo?

Que chegue ao fim, logo!

Porto Alegre precisa de(mais)!

PODCAST DA COLUNA DO NENÊ

A nona edição já foi ao ar nessa quarta-feira (7) com a convidada Soraia Hanna, Sócia-Diretora da Critério.

A próxima edição conta com a participação de Fernando Silveira, que ingressou na área de comunicação como criativo (redator publicitário) e ao longo da carreira também atuou como diretor de criação, diretor operacional e, atualmente, lidera a Integrada Comunicação Total. Também atua como Instrutor na ABRH-RS, é Presidente do SINAPRO/RS (Sindicato das Agências de Propaganda do Rio Grande do Sul) e Co-fundador do GMPA – Grupo de Médias e Pequenas Agências.

Em 2018, foi indicado a Dirigente/Empresário de Comunicação do Ano pela ARP – Associação Riograndense de Propaganda.

A partir de dezembro de 2019 passou a integrar a diretoria da FENAPRO – Federação Nacional de Agências de Propaganda (2020/22), assumindo a Diretoria de Assuntos Éticos. Também em dezembro de 2019 recebe a “estrela branca” que simboliza o Prêmio Laírson Kunzler, concedido pela ARP -Associação Riograndense de Propaganda.

Siga o Podcast da Coluna do Nenê no Spotify:

ARP

Visando proporcionar mais benefícios aos seus associados, a Associação Riograndense de Propaganda (ARP) fechou uma parceria com o Grupo RBS. Agora, os sócios da entidade poderão ter acesso ao GZH, plataforma que conecta os gaúchos aos assuntos mais importantes do estado e do mundo, que também conta com centenas de benefícios espalhados pelo estado – desde privilégios e eventos exclusivos até descontos para o dia a dia do usuário.

O GZH completa três anos nesse mês de setembro e surgiu com a proposta de unificar os conteúdos da tradicional Zero Hora com a Rádio Gaúcha nas plataformas digitais. Rapidamente, a plataforma conquistou seu espaço e acaba de se reapresentar aos gaúchos como o lugar de quem se conecta com o que é daqui. Já o Clube do Assinante está há mais de 30 anos completando a experiência dos assinantes dos jornais do Grupo RBS com vantagens em diversos segmentos, como serviços, gastronomia, entretenimento e online.

“Queremos valorizar nosso associado e a importância do seu apoio. Vemos essa alternativa como um caminho para um modelo sustentável da associação, e nada melhor que ter a parceria do Grupo RBS para isso, uma marca que conecta milhões de gaúchos, com relevância e credibilidade”, avalia a presidente da ARP, Liana Bazanela.

Para o gerente executivo de Mercado do Grupo RBS e diretor de Negócios da ARP, Matheus Carvalho, a parceria vai ampliar o acesso dos sócios da entidade a benefícios exclusivos e a conteúdo responsável e relevante, que se torna ainda mais importante em tempos de crise como o atual. “Sabemos que o jornalismo profissional e de credibilidade nunca foi tão importante para os gaúchos, e temos certeza que essa parceria ajudará a gerar muito valor para todos associados”, afirma ele.

Para se tornar sócio da ARP ou para saber mais detalhes sobre como usufruir das vantagens, basta entrar em contato com a entidade pelo arp@arpnet.com.br ou pelo WhatsApp (51) 9 9872-5567.

SECOM RS

A secretária de Comunicação do governador Eduardo Leite demitiu-se nessa segunda-feira (5) para se dedicar à campanha do prefeito Marchezan Júnior. Tânia Moreira fez a campanha de Marchezan e foi sua primeira secretária de comunicação.

 A publicitária Malu Macedo assumirá interinamente a secretaria de Comunicação.

BARRASHOPPINGSUL

Em um ano em que as famílias tiveram que modificar a rotina e entreter os filhos em casa, o BarraShoppingSul lançou na terça-feira, dia 6, uma ação inédita para marcar o Dia das Crianças e levar a diversão para a casa das pessoas! Com o BarraCadabra fechado para atender os protocolos de segurança, o shopping quer garantir as brincadeiras de uma forma diferente e também incentivar a doação de brinquedos e alimentos para beneficiar entidades sociais da capital.

A Rosa Dos Ventos, espaço central do shopping, será decorada em um ambiente lúdico e receberá três vitrines gigantes repletas dos brinquedos mais desejados e também roupas e acessórios infantis com as novidades de primavera-verão. Todos os itens foram selecionados por uma equipe de curadores e divididos por faixa etária de 03 a 12 anos somando um valor de R$ 15 mil em produtos, sendo R$ 5 mil por vitrine.  

Os clientes que gastarem R$ 200,00 em compras nas lojas participantes da ação ganham um número da sorte para concorrer ao sorteio das vitrines. E quem quiser aproveitar e doar brinquedos e alimentos não perecíveis pode deixar sua contribuição em um ponto de coleta que ficará no shopping de 06 a 25 de outubro também na Rosa dos Ventos. Todos os itens arrecadados serão destinados ao Mesa Brasil para beneficiar entidades sociais que trabalham com pessoas em vulnerabilidade social. O Barra vai doar 70 cestas básicas para complementar a ação social de Dia das Crianças.

A novidade da promoção do shopping este ano é que o cliente fará todo o cadastro das notas fiscais exclusivamente pelo superapp Multi, com liberdade para cadastrar quando e onde quiser. O sorteio será pela Loteria Federal, no dia 31 de outubro. O regulamento e as lojas participantes podem se conferido no site www.barrashoppingsul.com.br.

CREMERS

A Moove lançou o novo canal de relacionamento e conteúdo do Conselho Regional de Medicina do Estado Rio Grande do Sul (Cremers) no aplicativo de mensagens Telegram. A agência é responsável pela gestão e pelo monitoramento de interações, pela divulgação do canal e pelo disparo dos conteúdos fornecidos pelo Cremers.

Por meio do canal do Cremers no Telegram, o público tem acesso instantâneo a notícias do Conselho, enquetes, artigos científicos especialmente selecionados, convites para eventos, infográficos e informações gerais de interesse da categoria médica. A meta é alcançar os mais de 33 mil médicos com registro ativo no Conselho.

Os canais no Telegram são uma ferramenta para transmissão pública de mensagens para grandes audiências, com número ilimitado de inscritos. O canal do Cremers é direcionado, principalmente, à comunidade médica, acadêmica, gestores em saúde e formadores de opinião, e tem o objetivo de ser um novo meio de comunicação rápida para aproximar ainda mais o Conselho da população gaúcha.

O Telegram está presente, atualmente, em 35% dos smartphones brasileiros, segundo a pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box, realizada pela Infobip, empresa croata de mensageria.

Segundo a pesquisa, a popularidade do Telegram é maior entre homens (40%) do que entre mulheres (31%), e nas classes A e B (46%) do que nas classes C, D e E (33%). Por idade, sua penetração é maior no grupo de 30 a 49 anos (38%) e na faixa de 16 a 29 anos (36%).

Com relação aos canais, como o novo canal do Cremers, a pesquisa detectou um aumento significativo no envio de mensagens por essa ferramenta: nos últimos seis meses, subiu de 36% para 48% a proporção de MAUs (usuários ativos mensais, na sigla em inglês) do Telegram que enviam mensagens para canais no app.

Ficha Técnica

Campanha: Projeto e Campanha Telegram Cremers

Head de Relacionamento e Negócios: Luana Rodrigues

Atendimento: Caroline Fuscaldo e Juliana Cardoso

Head de Criação: Laura de Azevedo

Redação: Eduardo Pandolfo

Direção de Arte: Daniel Lemos

Planejamento: Calvin Pontel Wallau

Arte-Final: Christian Vieira

Performance: Débora Martins

Mídia: Taila Loureiro e Dulce Weiss

Aprovação (Cliente): Sílvia Lago e Letícia Bonato

GRUPO LIVE MARKETING RS

Nesta segunda-feira, 05 de outubro, a especialista de competitividade setorial, Amanda Benotto Hoffmann Paim [SEBRAE] recebeu, em reunião remota, os representantes do Grupo Live Marketing RS, além dos dirigentes da AGEPES e ABEOC, para tratar da organização e produção de conteúdos que capacitem na retomada do setor de eventos. Ou seja, o GRUPOLMKTRS produzirá palestras e quem sabe um e-book, para ficarem disponíveis aos interessados que constituem esse importante segmento econômico, e que vem enfrentando o desafio também,de a partir dos protocolos, dar condições que as pessoas saibam como aplicá-los.

No entanto, “precisamos correr contra o tempo e com muita agilidade para fazer esta entrega”, afirma Ana Leite. Na mesma perspectiva, Rodrigo Machado entende que, “por estarmos na bandeira laranja há duas semanas, o retorno das aulas, temos que ter este material pronto logo”. Mas, paralelamente, de que material eles falam? Neste primeiro momento, dos vídeos que estão sendo produzidos dos dois eventos-teste realizados em Porto Alegre, nos dias 11 [FIERGS] e 13 [Auditório Araújo Vianna], que devem ficar prontos até a próxima semana. Eles servirão como tutoriais de procedimentos que devem ser respeitados pelos empresários de eventos e de referências nestes conteúdos elaborados pelo Grupo.

Na agenda de Amanda Hoffmann, este programa de capacitação de eventos, depende de um projeto que traga além de seu[s] objetivo[s], a estrutura da proposta, inclusive de sua condição pedagógica, já que esta experiência e conhecimento do setor, estão ligados diretamente ao trabalho desenvolvido até então pelo Grupo Live Marketing RS. Na primeira fase, a concepção destes conteúdos deve atender a um escopo geral, daquilo que é comum aos eventos, independente de seu tipo. E depois trabalhar com as especificidades de cada evento, em outra etapa, constatam os integrantes da reunião.  Agora é preparar o projeto e depois encaminhar ao SEBRAE para verificar a possibilidade de apoio neste propósito e garantir, ainda, a sua distribuição e acesso no próprio portal da entidade. A especialista finaliza, alegando que estas “novas façanhas devem contar com a liderança do Grupo Live Marketing RS neste processo, dada a qualidade de articulação junto aos poderes públicos, demonstrando que dá para fazer eventos de maneira responsável”.

FEEVALE

Infâncias, mídia e violências será o tema da aula aberta organizada por meio da integração do projeto de extensão Cidade Viva: Intervenção Urbana como Ato Comunicacional e o grupo Criança na Mídia: Núcleo de Estudos em Comunicação, Educação e Cultura. O debate alusivo ao Dia da Criança será transmitido ao vivo no canal da Feevale no YouTube no dia 14 de outubro, às 19h30min, e terá como convidados os pesquisadores Dailor dos Santos, professor de Direito da Universidade Feevale e chefe de gabinete da Justiça Federal; Tiago Fioravante, mestrando em Diversidade Cultural e Inclusão Social; e Marina Mentz, doutoranda em Processos e Manifestações Culturais, ambos jornalistas. A mediação será da pedagoga e doutoranda do PPG em Diversidade Social e Inclusão Social, Vitória Santos. 
A aula aberta tem como objetivo ampliar o debate sobre as infâncias na contemporaneidade, bem como refletir sobre o papel importante da mídia enquanto agente propulsor da cidadania e de espaço para lutas sociais no que tange a discriminação e violências sofridas pelas crianças, principalmente no Brasil. As violências contra crianças costumam ser notadas quando deixam na vítima uma marca do mundo adulto, seja uma gravidez ocasionada por abuso, envolvimento em crime hediondo ou trabalho infantil. 
Há violências sutis que acompanham as crianças desde o seu nascimento e que parecem ser parte de uma cultura e, assim, soam naturalizadas e admitidas nas sociedades, mesmo sendo nocivas às infâncias. O debate interdisciplinar propõe um diálogo reflexivo sobre as violências contra as crianças que invisibilizam as infâncias e, recorrentemente, não as enxergam como indivíduos de direitos. Tanto em ações, como em discursos, as violências marcam vidas para sempre.  
Para a professora Saraí Schmidt, dos cursos de Comunicação da Feevale – Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas – e integrante da equipe do projeto Cidade Viva e coordenadora do grupo Criança na Mídia, a live é uma forma de evidenciar a potência do trabalho do ensino, extensão e pesquisa integrados. “A mídia exerce um papel muito importante quando o tema é debater infâncias e violências. Nessa live, teremos a oportunidade de compartilhar os conhecimentos de pesquisadores da Feevale, que estão investigando a relação infâncias, mídia e violências. Essa é uma discussão fundamental no contexto do isolamento social e vulnerabilidade”, explica. 

SENAC

O Senac conquistou o reconhecimento como a marca mais lembrada do Top of Mind nas categorias “Capacitação Profissional”, em âmbito estadual, e “Ensino Técnico”, em Porto Alegre. Promovida pela Revista Amanhã, a cerimônia de premiação será realizada de forma on-line no dia 8 de outubro, a partir das 19h30. Neste ano, vale destacar que a instituição cresceu em “Capacitação Profissional”: de 24,6% em 2019 subiu para uma lembrança de 27% em 2020.

Para o presidente do Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac, Luiz Carlos Bohn, estar entre as marcas mais lembradas é motivo de muito orgulho. “A pesquisa mostra que o Senac-RS é uma instituição reconhecida no meio educacional e, mais ainda, em categorias que têm uma relação muito estreita com a sua missão, que é de ‘educar para o trabalho para atividades de comércio de bens, serviços e turismo’. Estamos orgulhosos e felizes por, mais uma vez, obter esse reconhecimento do povo gaúcho, que reafirma o nosso compromisso de mudar a vida das pessoas por meio da educação”, complementa. 

Na sua 30ª edição, o Top of Mind é pioneiro no Brasil e percorre o Rio Grande do Sul para descobrir as marcas mais lembradas. Neste ano, por causa da pandemia, a pesquisa foi feita de forma on-line. Realizada pela Revista Amanhã, o Top of Mind gera para seus vencedores reconhecimento, afirmação de identidade, geração de valor e aprofunda vínculos com a sociedade.

FENAPRO

Assista o lançamento do livro “COMENTÁRIOS À LEI 12232 – CONTRATOS DE PUBLICIDADE DA ADMINISTRAÇÃO” com a participação de Marçal Justen, mestre e doutor em direito público pela PUC de São Paulo. Autor de diversos livros jurídicos, é advogado, fundador e sócio da Sociedade de Advogados, parecerista e árbitro. Caio Barsotti, presidente do CENP, atuou em agências como Salles, Almap, DPZ, e em veículos como Lance!, Rádio Scala FM, TV Sorocaba e Yahoo.

ACESSE: https://www.youtube.com/watch?v=07jpKFDRm1Q  

INNOVATION SUMMIT

Nos dias 14 e 15 de outubro acontece a segunda edição do Open Food Innovation Summit, maior evento sobre inovação e tecnologia em toda a cadeia de alimentos. Em formato 100% digital e interativo, o encontro reunirá empresários, empreendedores e profissionais para ampliar o debate sobre as soluções e transformações em um dos setores mais afetados pela pandemia.

Sócios da ARP terão acesso ao valor promocional de R$ 99, utilizando o código OFIS/ARP diretamente na plataforma InEvent. Respondendo a este e-mail, também concorrem a 5 ingressos cortesias.

SOBRE O OPEN FOOD INNOVATION SUMMIT 

Organizado por Open Food Institute (https://openfoodinstitute.com/) e Inventa Evento (http://www.inventaevento.com.br/), reúne produção, indústria, tecnologias empregadas no processo e resíduos. Entre as trilhas de conteúdo de 2020 estão: a força da alimentação hiperlocal, a diversidade presente no sistema delivery, a importância do food care, a comida impressa, o conceito de zero desperdício e a reestruturação sustentável de toda cadeia produtiva. 

A primeira edição aconteceu em 2019 em Porto Alegre/RS e reuniu mais de 600 participantes, entre empresários, CEOs, estudantes e painelistas. Mais em: https://www.instagram.com/openfoodinstitute/ 

O evento conta com patrocínio de Tramontina, STIHL e BRFHub, SpLaw como parceira jurídica e patrocinadora da trilha Network 4.0 e Uniagro patrocinadora da trilha Foodcare. Apoio da Anprotec, AgtechGarage, Numerik, Sebrae e Unisinos. 

Veja a programação completa em bit.ly/2YRf0Gk

GRUPO RBS

Os agricultores brasileiros fazem mais compras online do que os americanos, a internet está deixando de ser apenas fonte de informação e passando a ser ferramenta de gestão para os produtores rurais e menos de 1/3 dos brasileiros têm acesso completo à internet em toda a operação agrícola. Esses foram alguns dos resultados apresentados no RBS Talks desta terça-feira (6), em parceria com a empresa de consultoria McKinsey & Company, que se propôs a aprofundar o estudo “A mente do agricultor brasileiro na era digital”. O evento ocorreu de forma online, às 8h30, e foi aberto ao público mediante inscrições.

Os principais resultados do levantamento foram apresentados pelo sócio sênior da McKinsey & Company, Nelson Ferreira, e o sócio e líder do escritório da McKinsey na Região Sul, Sergio Canova. Para chegar aos números divulgados, a McKinsey & Company ouviu 750 agricultores em 11 estados do Brasil, dentre eles o Rio Grande do Sul, para traçar um perfil do produtor brasileiro e verificar o alcance e os impactos da tecnologia no dia a dia do campo, ilustrando como a era digital tem influenciado a rentabilidade da atividade agropecuária.

Embora as entrevistas tenham sido realizadas em janeiro, antes de a pandemia de coronavírus avançar no Brasil, a pesquisa já apontou que 85% dos brasileiros usavam o WhatsApp diariamente para interagir com fornecedores e clientes, mesmo no grupo com menor alfabetização. No Sul, esse índice é de 78%. Com os avanços da pandemia e a necessidade de adaptação, estima-se que esse dado seja ainda maior nos tempos atuais.

– Houve uma aceleração de uso de ferramentas que já existiam e estavam em uma fase de experimentação. Continua-se privilegiando e dando muita ênfase para o relacionamento pessoal. Mas esse relacionamento não precisa ser 100% físico, ele tem que coexistir em diferentes canais – complementa Nelson Ferreira.

Um dos destaques da pesquisa foi a verificação de que a penetração digital é maior no Brasil do que nos Estados Unidos – enquanto 36% dos agricultores fazem compras online para a fazenda, apenas 24% dos norte-americanos têm o mesmo hábito. Apesar disso, nota-se que os produtores ainda relacionam as compras online a produtos específicos:

– O agricultor brasileiro está aberto a fazer compras de peças online, mas não está confortável de comprar um equipamento online. Quando se trata de uma máquina completa, o agricultor quer ver o equipamento e conversar com o vendedor – afirmou Sérgio Canova.

A infraestrutura e segurança digital, além da experiência do usuário, são os principais pontos que impedem de esses dados serem ainda maiores. No Sul, por exemplo, apenas 32% dos gaúchos têm acesso completo à internet em toda a operação agrícola. No Brasil, esse número é ainda menor, de apenas 23%. Ainda assim, 53% dos produtores brasileiros utilizam ou estão dispostos a utilizar ao menos uma tecnologia de agricultura de precisão nas próximas duas safras. A aplicação de insumos em taxa variável (VRA) e os drones lideram a preferência do público.

Após a apresentação do estudo, seguiu-se um painel de debates com a participação do Head de Inovação, Estratégia e Relações com Investidores da SLC Agrícola, Frederico Logemann, do presidente da Cotrijal, Nei Manica, e do pesquisador da Embrapa Edson Bolfe. O evento foi mediado pela jornalista especializada em agronegócio e titular da coluna Campo e Lavoura em Zero Hora e GZH, Gisele Loeblein. 

APP CAST

O novo perfil dos profissionais de atendimento e negócios

Rianni Bertoldo – Diretora Geral da Moringa Comunicação – Diretora do Grupo de Atendimento e Negócios – Brasília

Claudio Kalim – CEO da Tech and Soul – Diretor da APP e ex-presidente do Grupo de Atendimento e Negócios.

Paulo Celso Freitas (PC) – Diretor Geral de Atendimento – Agência África – VP do Grupo de Atendimento e Negócios

Alberto Freitas – Sócio e Diretor da Agência Matriz (RS/SP/RJ)

GESTÃO DE PESSOAS

A gestão das equipes é hoje um dos desafios que mais se acentuam junto às agências de publicidade. A sondagem VanPro, realizada pela FENAPRO (Federação Nacional das Agências de Propaganda), junto a 347 agências de 21 estados e do Distrito Federal, e relativa ao segundo quadrimestre, mostra que quase dobrou o percentual de empresas que apontam a gestão da equipe como sendo a principal dificuldade na gestão dos negócios hoje.

“A dificuldade na gestão das equipes se traduz tanto na constatação de que ficou mais complicado gerenciar o Home Office quanto no percentual de demissões decorrentes da crise econômica”, destaca Daniel Queiroz, presidente da FENAPRO.

Segundo a pesquisa, o percentual de empresas que demitiu foi de 57% – superior aos 50% do quadrimestre anterior -, sendo que 39% delas realizaram os cortes devido à crise gerada pela pandemia, e em 43% dos casos, as demissões alcançaram até 30% do quadro de pessoal. Já 43% das agências mantiveram o mesmo número de colaboradores no período.
“Estes dados indicam que 40% das demissões foram provocadas por outros fatores que não a resposta à crise, diante da necessidade de ajustar o perfil do quadro de colaboradores”, observa Queiroz, ao lembrar que, para as agências, demissões em massa, em termos de cultura empresarial e especialização profissional, significam um alto custo, devido à dificuldade de substituir profissionais de alto padrão.

Por outro lado, sob o aspecto do Home Office, o presidente da FENAPRO observa que “a novidade da gestão remota parecia estar sendo melhor administrada no início da crise, mas este modelo começa a apresentar, com mais intensidade, seu desgaste e suas características mais negativas”.

Ele explica que o Home Office não é apenas uma facilidade logística, mas de uma modalidade de trabalho que tende a ser mais individualizada, impondo restrições às trocas espontâneas, às interações entre profissionais que normalmente não têm contato entre si (interações de vínculos fracos, que têm um efeito bastante positivo em aspectos ligados à inovação empresarial) e ao fortalecimento da cultura empresarial, que é impactada pelo ambiente físico e seus artefatos.

A evolução desta situação, em sua avaliação, tende para a adoção do modelo híbrido, mas o qual também precisa ser desenvolvido para que as ferramentas e modelos de gestão acompanhem as novas exigências, e para que as empresas trabalhem bem desta forma.

Perfil das agências entrevistadas

O perfil predominante dos participantes da sondagem VanPro é de agências full-service (95%), com equipe de até 20 pessoas (62,5%). A maioria das empresas tem mais de 21 anos de existência (39,5%) ou entre 11 e 20 anos (39,5%). Mais de 78% delas é associada ao Sinapro (Sindicato das Agências de Propaganda) de seu estado e mais de 77% ao CENP.

A maior parte das agências ouvidas, ou seja, 41%, têm faturamento de até R﹩ 1 milhão; 24% têm receita anual entre R$ 1 milhão e R$ 3 milhões; 11%, entre R$ 3 milhões e R﹩ 5 milhões, e perto de 15% têm receita de R$ 5 milhões a R$ 10 milhões.

A pesquisa completa está disponível neste link http://bit.ly/Vanpro.

IMPEACHMENT

O presidente do Sindicato das Agências de Propaganda no RS (Sinapro), Fernando Silveira, prestou depoimento, na tarde desta terça-feira (6), no processo de impeachment do prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan, como testemunha de defesa do prefeito. A sessão começou às 17h, durou cerca de uma hora e foi realizada de forma remota.

O processo de impeachment foi aberto pelos vereadores da Capital em razão de gastos da prefeitura com publicidade em saúde durante a pandemia da covid-19, que, para os parlamentares, seriam inadequados.

No depoimento, Silveira falou sobre a atividade publicitária e editais públicos. Segundo ele, quando são abertos editais, o sindicato acompanha o processo e atua para proteger as agências, para que os contratos firmados não sejam prejudiciais nem estejam abaixo do mínimo exigido como remuneração para as empresas. A entidade também desenvolve a guia de valores de custos para o trabalho das agências a nível regional.

Em relação as peças da prefeitura, que foram assistidas na sessão, Silveira avaliou que o material informativo sobre os cuidados em relação ao coronavírus é “adequado”:

— Foi um edital extremamente disputado. Sempre existe questionamentos em todos os editais, ainda mais os importantes, como de uma Capital, mas ele ocorreu normalmente — afirmou.

Segundo o publicitário, o modelo de escolha usado pela prefeitura foi técnica, primeiramente, e preço, que ele avalia ser “uma seleção adequada”.

Silveira também reforçou a importância do uso da publicidade por gestores públicos:

— É essencial. Primeiro pelas questões informativas, todo o governo precisa informar sua população. Fora isso, acho que faz todo o sentido que o governo e as empresas públicas tornem público, pela publicidade e pela propaganda, as suas posições e necessidades.

— Não tenho conhecimento de nenhum outro sindicato no país que teve problema relacionado a publicidade sobre a covid. Pelo contrário, vejo queixas de colegas de outros Sinapros por entenderem que seus governos deveriam comunicar mais — emendou.

Silveira destacou que, apesar de não ser exigência do estatuto da entidade, ele prefere não participar de editais públicos no Estado.

O depoimento com o publicitário estava previsto para a segunda, mas foi reagendado para esta terça em razão de problemas técnicos na apresentação de vídeos das peças publicitárias da prefeitura, que estão no centro do processo.

CONSUMIDOR

No último fim de semana, presidentes e executivos das maiores companhias do Brasil se reuniram para debater “As transformações globais e seus impactos no marketing, varejo, e no consumo brasileiro”, durante o 8º FÓRUM LIDE DO VAREJO E MARKETING, um dos mais importantes eventos do segmento no país. Promovido pelo LIDE – Grupo de Líderes Empresariais, o encontro aconteceu de maneira híbrida no Hotel Unique, na Capital Paulista – seguindo rígidos protocolos de saúde, e com transmissão pelo canal do YouTube, a TV LIDE (www.youtube.com/tvlide).

Painéis e debates compuseram a programação do evento, que contou com a curadoria e mediação de Marcos Gouvêa, do LIDE Comércio, e de Marcos Quintela, do LIDE Comunicação. O primeiro painel discutiu o tema central do evento. Na ocasião, a diretora de consumer health do Aché Laboratórios, Elizângela Kioko, destacou que a pandemia exigiu uma transformação para atender o médico no ambiente digital e trará uma mudança futura nas farmácias. “Nós potencializamos o nosso canal digital, que já visitava o médico, e nos reinventamos para abastecer o médio e pequeno varejo. Com a pandemia, as pessoas deixaram de consumir nos grandes centros e passaram a consumir perto de casa”.

“Enxergamos que o consumidor está muito mais volúvel. A solução é a retenção dos clientes, com a ampliação dos pontos de contato. O transacional tem que ser bem executado, mas a ligação emocional é a chave”, acrescentou o CEO da Telhanorte-Tumelero, Juliano Ohta. Para Roberto Giannetti da Fonseca, presidente da Kaduna Consultoria e vice-presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil, o país deve ficar otimista com os cenários pós-Covid. “O nível de eficiência da comunicação digital passa a ser absoluto e a consciência do consumidor é um fator que melhora muito o futuro desta relação entre fornecedor e cliente”.

“Como a tecnologia e o digital transformam o mercado”, foi o assunto do Painel 2. Na apresentação, o diretor-presidente da VIA Varejo, Roberto Fulcherberguer, compartilhou que a companhia conquistou mais de 12 milhões de usuários em seu app durante a quarentena. “Mais do que um canal de venda, nós humanizamos o digital”, diz. O vice-presidente de Operações de Loja, Multicanal e Expansão da Raia Drogasil, Renato Raduan, defendeu também o conceito que a omnicanalidade dá autonomia e prioridade ao cliente. “São os clientes que decidem onde, quando e como querem comprar”, frisou.

Seguindo o crescimento digital, a Petz também tem muito o que comemorar. “Nosso índice de omnicanalidade cresceu bastante. Quando abrimos uma loja física, aumentamos a loja on-line em seis vezes”, destaca o CEO Sergio Zimerman.

O terceiro painel teve como tema “A revolução nos meios de pagamentos e os impactos no comércio brasileiro” e trouxe a discussão dos benefícios da adoção do PIX, meio de pagamento do Banco Central do Brasil, pelos consumidores e varejistas. De acordo com Angelo José Duarte, chefe do departamento de competição e de estrutura do mercado financeiro do BACEN, “O PIX chega após o Banco Central perceber que existiam alguns gaps nos meios de pagamento, com modelos antigos – como o pagamento por cartão e boletos – que geram custos e fricções na hora da compra. Além de pagamentos pessoais, o PIX é feito também para pagamentos B2B, transações entre empresas e principalmente transações entre o governo e concessionarias de serviços públicos”, explicou.

“A evolução dos meios de pagamento com identificação vai fazer com que o varejo tenha ainda mais uma conexão com o consumidor. Aquela figura do consumidor esperando no fundo da loja para o pagamento vai desaparecer”, explica Marcelo Azevedo, CFO do Grupo Boticário. “Cada vez que gerarmos menos fricção para o nosso cliente, vamos ganhar este jogo, o cliente quer esta comodidade. O PIX vai contribuir muito neste processo”, afirmou Rafael Furlanetti, sócio diretor da XP Investimentos.

PAINÉIS INTERATIVOS

Empresários e executivos trocaram experiências em cases em quatro painéis interativos – pequenos grupos no qual o participante tem a oportunidade de iniciar uma conversa-debate, com o objetivo de estabelecer um diálogo construtivo e de forma coletiva, para o estímulo às trocas de ideias, às novas soluções e aos negócios potenciais dos setores.

Os temas e debatedores deste ano foram: “Repensando negócios com big bang financeiro”, apresentado por Silvia Vilas Boas, vice-presidente da Pernambucanas e Thiago Musa, country manager Latam da Qualys; “O que o digital pode ensinar para as lojas físicas” com Sylvia Leão, conselheira da TOTVS; “Mudanças com a reconfiguração dos shoppings centers”, comandado por Vander Giordano, vice-presidente institucional da Multiplan e “O que muda no varejo de alimentos com o crescimento da alimentação fora do lar”, coordenado por Helio Freddi, gerente-geral da Hirota Food Express.

Os curadores e moderadores do Fórum fazem um balanço dos debates e aprendizados do evento. “Estamos discutindo ideias nesse fórum em um momento muito delicado, especial e importante. É um ato de muita bravura fazer um evento como esse. É disso que o Brasil precisa. Vamos ter que recomeçar”, destaca Marcos Quintela, do LIDE Comunicação. Para Marcos Gouvêa de Souza, do LIDE Comércio, “o evento começou com a expectativa de se aprender muito e isso foi mais que superado. Falamos como a solidariedade, agilidade, foco nas pessoas e capacidade de se reinventar se tornaram parte dessa nova realidade. E o varejo está enfrentando a pandemia de forma criativa e inovadora, com novos negócios. Vivemos uma aceleração de 5 anos em 5 meses. Uma grande capacidade empresarial no setor do varejo”.

PRÊMIO

O Prêmio Lide do Varejo E Marketing reconhece, anualmente, o trabalho realizado por empresas de diferentes setores que contribuem para o crescimento da economia nacional. O reconhecimento é divido em quatro categorias. Os homenageados de 2020 foram: Destaque de Marketing: Burger King; Excelência em Tenant Mix: Barra Shopping (Multiplan); Ominicanalidade: Pernambucanas; Serviços e Soluções ao Varejo e Shopping Centers: Verzani & Sandrini.

A iniciativa, também homenageia executivos pelas suas trajetórias inspiradoras e de sucesso nos segmentos. A homenagem especial foi a Marcelo Silva, presidente do IDV. A noite também contou com um reconhecimento das “Trajetórias inspiradoras”, com entrega de homenagem a Marcos Gouvêa de Souza, fundador e diretor-geral da Gouvêa Ecosystem e presidente do LIDE Comércio, e Marcos Quintela, CEO e sócio do VMLY&R GROUP no Brasil e presidente do LIDE Comunicação.

PROFISSIONAIS DO ANO

Pela primeira vez, a Globo abriu espaço em sua grade de programação para anunciar os vencedores do Profissionais do Ano, tradicional premiação anual que visa destacar os comerciais e trabalhos publicitários mais criativo veiculados em rede nacional e também nas emissoras afiliadas ao longo do último ano.

Por conta da pandemia da Covid-19, em vez da realização de um evento, como faz anualmente, a Globo foi revelando os vencedores das 6 categorias da etapa Nacional, e também alguns das etapas Regionais ao longo da programação do sábado passado (3).

O júri da premiação e avaliação das peças foi realizado de forma remota, ao longo dos meses anteriores. A edição de 2020 trouxe algumas mudanças em relação às categorias e reservou uma especialmente para celebrar as peças que tivessem como tema o período de distanciamento social imposto pela pandemia.

Os vencedores de todas as etapas Regionais podem ser vistos no site oficial do Profissionais do Ano. Confira, abaixo, os trabalhos vencedores da Etapa Nacional:

Categoria: Filmes – Formatos Curtos
“Fresh Rhino”
Wieden+Kennedy São Paulo
Sprite

Categoria: Filme – 30+
“Vida”
AlmapBBDO
Volkswagen

Categoria: Campanha
“Só tem lá”
Talent Marcel
Ipiranga

Categoria: Ações em Conteúdo
“Camisa-Cupom”
Suno
iFood

Categoria: Integrada
“Valorize seu Talento”
WMcCann
Banco do Brasil

Categoria: Ninguém Quarentena Sua Criatividade
“Bonito Assim”
Heads Propaganda
Companhia Müller de Bebidas – 51

ROAD OFFICE

Com a pandemia e a possibilidade de trabalhar de forma remota, muitas pessoas têm buscado refúgio em destinos turísticos que ofereçam segurança e proporcionem estrutura adequada, agregando às obrigações o prazer de estar em um lugar privilegiado. Este é o caso da Hospedaria das Brisas, localizada no Caminho do Rei, na Praia do Rosa. A tradicional pousada, que opera há mais de duas décadas na charmosa praia de Santa Catarina, aderiu a todos os protocolos de segurança impostos pelo novo coronavírus (redução de número de hóspedes, treinamento e acompanhamento saúde dos colaboradores e hóspedes, café da manhã individualizado, higienização permanente das instalações, entre outras), investiu em internet ainda mais potente, adaptou as suítes com espaço destinado ao trabalho e tem recebido turistas que buscam paz em meio à natureza sem deixar de lado as tarefas laborais. Este é o novo conceito de “road office” oferecido pela pousada que tem atraído turistas cansados de se estressarem com as limitações impostas pela pandemia.   

A Hospedaria das Brisas é uma estalagem acolhedora de pequeno porte situada num dos pontos mais aprazíveis do Rosa, no alto do morro em meio à natureza e a apenas cinco minutos da praia e do centrinho e próxima.  O local conta com 17 apartamentos, sala de massagem, restaurante, amplos espaços verdes ao ar livre, sala de estar com lareira, piscina, horta orgânica, entre outras atrações. O café da manhã pode ser servido no quarto ou no restaurante com sistema à la carte. Durante o dia, os hóspedes contam com o serviço de gastronomia do restaurante Refúgio do Pescador para lanches e pequenas refeições e à noite o restaurante está aberto de sexta a domingo com cardápio especializado em frutos do mar e gastronomia local. Primando por uma alimentação saudável, o restaurante utiliza alimentos orgânicos produzidos na horta da pousada e tem Certificado de Excelência do Guia 4 Rodas e do Tripadvisor.

Além da infraestrutura, sua localização oferece ótimas opções para relaxar em meio à natureza com trilhas que saem do morro em direção às lagoas e à praia. Outra facilidade é a proximidade da Hospedaria das Brisas de boas opções de restaurantes da Praia do Rosa. A pousada é reconhecida por seu ambiente amigável e pelo atendimento personalizado, a união perfeita para garantir dias agradáveis aos seus frequentadores.

Acesso o site e as redes sociais e conheça a Hospedaria das Brisas e o Refúgio do Pescador:

LEIA TAMBÉM

DESTAQUE: Gestão empresarial ainda é desafio para as agências de publicidade

ESPECIAL: Dia das Crianças sem publicidade infantil: O que as empresas devem fazer para respeitar a infância nessa data

VÍDEOS: Outubro Rosa – Moove e “Como é formada a Cultura Empresarial? – Por Guilherme Novello

Tem OPINIÃO, CHARGE do talentoso Cado Bottega e ARTIGOS: de Luiz Armando Oliveira; Lucia Moyses, psicóloga, neuropsicóloga e escritora; Taciana Rettore – Head de Programática Latam da Smartclip e do nosso articulista José Maurício Pires Alves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *