NOTAS DA SEMANA-25-09-2020

INNOVATION WEEKEND

Adquira o seu ingresso para a próxima edição do Innovation Weekend 2020 que acontecerá nesse fim de semana nos dias 26 e 27 de setembro. Um festival de Inovação e Negócios em formato 100% PHYGITAL (físico + digital = Evento físico mediado por Tecnologias). Serão inúmeros espaços interativos para que mentes brilhantes se encontrem e discutam sobre Inovação, Tecnologia, Negócios, Marketing e Entretenimento e gerem negócios.

Para adquirir seu ingresso acesse https://ingressos.innovationweekend.com.br/

PODCAST DA COLUNA DO NENÊ

A sétima edição já foi ao ar nessa quarta-feira (23) com o convidado Gabriel Casara, Diretor-Geral do SBT.

A próxima edição conta com a participação de Fábio Bernardi, nascido em Santo Ângelo e trabalha em agência desde que ainda estava no segundo grau. Iniciou na Produart, em 1990, passou pela Blanke, Nova Forma, DCS, DM9 (São Paulo), Upper e Paim, onde entrou como redator, virou diretor de Criação e saiu como vice-presidente de Criatividade em 2010, para fazer um período sabático. Neste tempo, sua carreira não foi linear, tendo intercalado o trabalho em agências com algumas campanhas políticas, como a reeleição de Fernando Henrique Cardoso (1998) e as vitórias de José Fogaça em Porto Alegre (2004 e 2008). Em 2001, foi vice-presidente de Marketing do Internacional e assinou um dos mais longevos patrocínios do futebol brasileiro, o do Banrisul, substituindo a GM nas camisas da dupla Grenal. Em 2003, como coordenador de Publicidade do Governo Rigotto, venceu o Top de Marketing da ADVB com o case ‘As 7 Mulheres’, que trouxe as filmagens da minissérie para o Rio Grande do Sul, divulgando o Estado para todo o Brasil. Conquistou o Prêmio Renato Móttola de Defesa do Consumidor em 2005, foi diretor de Criação do Ano na ARP em 2009 e Publicitário do Ano no Prêmio Colunistas em 2014. De 2012 a 2015, foi presidente da ARP que inaugurou a nova sede, reformulou as premiações do Salão da Propaganda e levou o jantar para a Casa NTX. Desde 2012 abriu, ao lado de Lara Piccoli, a Morya em Porto Alegre, agência do grupo ABC que foi finalista nacional do Profissionais do Ano da Rede Globo em 2015 e é a Agência do Ano no Salão da Propaganda em 2016 e 2019. Em 2016 coordenou a campanha e elegeu para prefeito Nelson Marchezan Jr e em 2018 coordenou e elegeu Eduardo Leite a governador do Estado do Rio Grande do Sul. Atualmente, também é colunista quinzenal do jornal Zero Hora.

Siga o Podcast da Coluna do Nenê no Spotify:

GRUPO RECORD

Na próxima segunda-feira, 28 de Setembro às 17 h00, o Grupo Record realiza a 4ª edição do Insights.

O Convidado é Márcio Port, Vice-Presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste com o tema:

Cooperativismo: Desafios e Oportunidades.

Segundo o Presidente do Grupo Record, Carlos Alves :

“O momento será de grandes aprendizados, tendo em vista que o mundo inteiro ainda está assustado com essa pandemia e seus reflexos. Agora enfrentamos um novo desafio para recuperar e reconstruir tudo aquilo que foi afetado ao longo desses 6 meses.”

Carlos Toillier, Diretor Comercial da Record TV RS afirma estar entusiasmado com a nova edição:

“O Insights é mais uma iniciativa inovadora do Grupo Record RS. Nossa proposta como Hub Multiplataforma que conjuga TV Aberta, Localismo, Digital, Jornal e Rádio é acelerar o futuro.  Observar as tendências e trazer à luz do debate o novo é a nossa Missão.

Afinal de contas, reinventar é a nossa marca.”

NOVO ÂNCORA DA RÁDIO GUAÍBA

Dentro da reformulação de grade iniciada há algumas semanas, a Rádio Guaíba anunciou hoje a contratação do jornalista Julio Ribeiro como novo âncora da emissora. Com mais de 30 anos de carreira, o profissional já teve passagens por Pampa e Grupo Bandeirantes, nos anos 1980 e 1990. Empresário, ele é também publisher de vários veículos de comunicação, entre eles as revistas Press e Advertising. “O Júlio traz a experiência que buscamos e ao mesmo tempo representa uma renovação, uma oxigenação na nossa grade”, afirma o diretor executivo da Rádio Guaíba, Claudinei Girotti.

O profissional assumirá os microfones da histórica emissora no horário compreendido entre as 13h10 e 15h. Com isso, o Esfera Pública – que permanecerá na grade – será transmitido entre as 15h e 16h. “O Julio é um profissional versátil. Que sabe imprimir a seriedade que uma entrevista mais dura exige, mas ao mesmo tempo consegue comunicar com a leveza que determinados momentos permitem. É uma habilidade que nem todos têm”, define o gerente-geral da emissora, Guilherme Baumhardt.

O novo programa ainda não tem um nome definido, embora já exista um conceito estabelecido. “Com as plataformas digitais, os limites de uma rádio foram ampliados, não estão mais restritos ao sinal do FM ou do AM. A Guaíba é uma marca muito forte, com aderência em diferentes regiões do Brasil. A proposta é fazer um programa que tenha apelo nacional, sem esquecer o localismo que as rádios ainda carregam. É um desafio e tanto”, afirma Julio Ribeiro.

O programa terá ainda colunistas, convidados especiais e entrevistas. “Opinião, que é o grande diferencial hoje na comunicação, será uma marca da atração. Informação pura e simples acabou virando ‘commodity’, pode ser acessada em diferentes plataformas e canais, muitas vezes sem custo para quem a consome. O diferencial está na análise, na leitura que é feita daquele fato ou evento”, analisa Baumhardt.

“Sou um sujeito com posição. As pessoas podem gostar ou não, podem concordar ou não. Mas isso é da vida. O que pretendo fazer é um convite para reflexão, provocar no melhor sentido”, declara Ribeiro.

A estreia deve ocorrer na segunda quinzena de outubro.

MOOVE

Adaptação e resiliência nunca foram tão urgentes para as pessoas e para as empresas, principalmente para criar condições de atuação e resposta às necessidades dos clientes e, ainda, às necessidades dos clientes dos clientes. Por isso, a agência Moove iniciou, na última quinta-feira, 17 de setembro, um ciclo de treinamentos internos com todos os colaboradores, que se estenderá por outras cinco manhãs de quintas-feiras até o dia 22 de outubro.

O ciclo de treinamentos ficará a cargo da TargetTrust, escola de TI, Negócios e Inovação, focada em proporcionar treinamentos que aliam teorias e ferramentas com muita prática e aplicações reais, e tratará de assuntos como mindset ágil e os benefícios dessa forma de pensar aplicada aos projetos. O programa abordará também uma das metodologias ágeis mais usadas pelas startups e que tem contribuído para turbinar a carreira de muitos profissionais: o Scrum.

Conforme explica a Head de Relacionamentos e Negócios da Moove, Luana Rodrigues, “o trabalho home office acelerou uma série de processos e exigiu a adaptação a novas ferramentas. Essa combinação sinaliza para a empresa a necessidade de construção de uma cultura mais fluida de geração de valor ao cliente, de entregas em ciclos mais curtos, de alinhamentos mais frequentes, ações que estamos experimentando no dia a dia”. “Agora chegamos ao ponto em que é necessário um alinhamento geral dos conhecimentos e repertório. Assim, o treinamento fornecerá a base para construção da nova forma de trabalhar da Moove”, projeta Luana.

O treinamento todo será online, e cada participante receberá seu acesso aos materiais em PDF que serão disponibilizados em ambiente virtual. A Moove teve ainda o cuidado de oferecer o treinamento em horário comercial, para que os profissionais não precisem dispor de horário fora do trabalho para se qualificar. Ao final do treinamento, os participantes receberão certificados mediante mínimo de 75% de participação.

*Programa de Treinamento*

17/09 – Mindset Ágil e Transformação Digital

24/09 – Conceitos Iniciais – O que é Metodologia Ágil?

1º/10 – Scrum + Kanban

08/10 – Scrum e Kanban – Como obter o melhor de ambos?

15/10 – Squads – Vamos mandar o Product Owner embora?

22/10 – Retrospectiva e Mural de Dúvidas

Durante as manhãs de quintas-feiras, a Moove não terá expediente.

ESPM

A Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) anuncia o curso on-lineFrustrações com a vida profissional? As alternativas para se redirecionar e o papel do endomarketing, que será coordenado e ministrado pelo professor Dennis Giacometti. O curso acontece de 19 a 22 de outubro, das 18h30 às 21h30. Ao final do curso, o aluno terá certificado da universidade. As inscrições podem ser feitas até 15 de outubro, pelo link: https://www.espm.br/educacao_continuada/frustracoes-com-a-vida-profissional-as-alternativas-para-se-redirecionar-e-o-papel-do-endomarketing/

Segundo o professor Dennis Giacometti, o Projeto 30 – pesquisa realizada com 1.200 trintões, moradores de São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre, pertencentes às classes A, B e C –indicou significativo grau de frustração desses jovens diante da vida profissional vivenciada até esse ponto. “Dos entrevistados, 62% afirmaram estar insatisfeitos; 52% dos respondentes afirmaram ter certeza de que estão na profissão errada e na empresa errada. Nesse sentido, o objetivo deste workshop é trabalhar com os participantes para obter a compreensão do motivo dessa insatisfação; mais ainda, levantar possíveis alternativas para superar o momento, tendo como suporte a importante ferramenta do endomarketing”, detalha Giacometti.

Composto por quatro módulos, o curso conduzirá um mapeamento que visa a identificar as principais frustrações de cada aluno com a vida profissional. No segundo módulo, Giacometti conduzirá uma ampla reflexão sobre os resultados; no terceiro, o foco recai nas ferramentas para identificar, resgatar, motivar e reintegrar os profissionais às organizações – para especialistas da área de recursos humanos, o professor deve se ater a metodologias para diminuir o turnover e aumentar a produtividade dos talentos internos. No quarto módulo, o conteúdo será sobre as linhas de força que devemos desenvolver para reter colaboradores na organização.

ESPM + MOOVE

Alunos dos cursos de Design e de Publicidade e Propaganda da ESPM Porto Alegre terão uma experiência de um mês na área de inteligência criativa da agência Moove. A ação faz parte da parceria entre a instituição e a agência que é reconhecida como Agência Madrinha dos cursos, proporcionando aos estudantes a vivência real das práticas do mercado de trabalho.

Até janeiro de 2021, a cada mês dois alunos farão a imersão no departamento e terão a tutela da Head de Inteligência Criativa da Moove, Laura Azevedo. Maria Eduarda Gandara e Leonardo Rocha são os primeiros participantes e que fazem parte da CoDe ESPM, empresa Jr. de Comunicação e Design voltada à criação e produção publicitária e de design.

#TOPMEGABRASIL2020

“Hoje em uma cerimônia virtual recebi com muita satisfação o reconhecimento pela terceira colocação entre todos os profissionais indicados para concorrer da Região Sul na categoria Executivos de Comunicação Corporativa no Prêmio Top Mega Brasil. Ser indicado e estar entre os finalistas é um orgulho pessoal e profissional. Poder representar a Unimed Porto Alegre e o meu Estado como o único executivo gaúcho no Top 5 da Região Sul é uma alegria. Quero agradecer a minha família, aos meus colegas de trabalho e todos os amigos que dedicaram um tempo para votar em mim. Feliz por receber a indicação do mercado. Muito obrigado!” Gerson Luis da Silva

SICREDI

A atuação do Sicredi junto a agricultura familiar e em toda a cadeia produtiva do agronegócio fomenta o desenvolvimento econômico por meio da oferta de crédito e serviços, o que representa um impulso ao crescimento sustentável das economias locais e a consequente geração de renda e emprego, além da melhoria da qualidade de vida nas comunidades onde está presente desde sua fundação, em 1902. Neste sentido, a instituição financeira cooperativa apoiará a Expointer Digital 2020, primeira edição virtual de uma das maiores feiras agropecuárias da América Latina, que ocorrerá entre 26 de setembro e 4 de outubro. No campo ou na cidade, o Sicredi se mantém próximo de seus associados, oferecendo as melhores soluções para cada realidade. “Em 96 municípios gaúchos, o Sicredi é a única instituição financeira presente, o que mostra a relevância das cooperativas de crédito na promoção da inclusão financeira e no fortalecimento econômico local”, destaca o vice-presidente da Central Sicredi Sul/Sudeste, Márcio Port. O cooperativismo de crédito também é um dos mecanismos mais eficazes para promover acesso aos serviços financeiros às pessoas em comunidades menores, mais distantes e rurais do Brasil, conforme estudo que avaliou o potencial da presença de instituições financeiras cooperativas em pequenos municípios brasileiros.
Plano Safra 2020/2021
O Sicredi, uma das principais instituições que fomentam o agronegócio gaúcho, ampliou os recursos para o Plano Safra 2020/2021, importante mecanismo de estímulo à produção agropecuária. No Rio Grande do Sul, a instituição espera acompanhar projeção de crescimento nacional, que é de 10% em comparação ao volume disponibilizado no ano-safra anterior, quando foram concedidos R$ 7,8 bilhões, totalizando mais de 118 mil operações de crédito no Estado. Desse total, o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) representou 73% das operações liberadas pelo Sicredi no RS. “No último ciclo do Plano Safra, o volume concedido a pequenos e médios produtores rurais gaúchos reforça o compromisso do Sicredi com o desenvolvimento das comunidades”, lembra Port.

PLANETA ATLÂNTIDA

Planeta Atlântida não irá acontecer em 2021 Decisão, comunicada nesta quinta-feira (24), tem o objetivo de preservar a segurança do público, das equipes, dos artistas e dos parceiros do festival devido à pandemia O Planeta Atlântida<https://www.planetaatlantida.com.br/> existe, desde 1996, para oferecer experiências inesquecíveis para todas as idades e transformar o litoral gaúcho no palco de uma grande festa, embalada pela música de grandes atrações nacionais e internacionais. Não por acaso, o conceito do festival evoluiu, ao longo dos últimos anos, para “só quem vai sente”. Por conta da pandemia do coronavírus e todos os seus desdobramentos, o Planeta Atlântida não irá acontecer 2021. A decisão, comunicada em primeira mão no programa Pretinho Básico das 13h, tem como objetivo preservar a segurança do público, das equipes, dos artistas, dos parceiros e de toda a sociedade gaúcha, além de manter vivos atributos uniques do festival, não replicáveis nos modelos disponíveis para realização de eventos durante a pandemia.

“O Planeta Atlântida é mais do que um festival de música. É a maior festa do verão gaúcho. É energia, curtição e alto-astral. Sentimentos que, atualmente, não estão alinhados com o momento em que vivemos. Não realizar o evento em 2021 não foi uma decisão fácil, mas tem um objetivo maior, que é a saúde de todo mundo envolvido. Desde o início da pandemia do coronavírus, todas as decisões que tomamos aqui na RBS tem o objetivo de cuidar das pessoas. Com o Planeta, tanto a RBS<http://www.gruporbs.com.br/> quanto a DCSet entenderam que essa era a única alternativa possível nesse momento” afirma o diretor-executivo de Marketing do Grupo RBS, Marcelo Leite.

Ainda que o festival ocorra somente em fevereiro, a notícia foi divulgada nesta quinta-feira (24) como um ato de respeito ao público, que anualmente se planeja para ir ao festival, e se soma ao fato de que um evento como o Planeta Atlântida precisa de ao menos seis meses prévios de produção, o que inviabiliza a definição em um prazo menor. A decisão está alinhada ao posicionamento de grandes eventos nacionais e internacionais, como Lollapalooza, Réveillon do Rio e Natal Luz de Gramado.

“Adiar um projeto como o Planeta é frustrante, mas é o que exige o momento que vivemos. Tenham certeza que em 2022 faremos o melhor de nós. Até lá, esperamos poder receber nossos milhares de Planetários na maior festa do nosso verão” destaca Cicão Chies, sócio da DC Set Group e um dos criadores do Planeta Atlântida.

O maior festival de música do sul do país retornará em 2022 em uma edição especial. Apenas em 2020, o evento, realizado pelo Grupo RBS e pela DC Set Group com patrocínio de Renner, Coca-Cola, Skol e Banrisul, agitou o litoral gaúcho e reuniu mais de 75 mil pessoas em dois dias, quando 51 atrações se revezaram em três palcos e animaram o público ao longo de mais de 22 horas de música. Até lá, os realizadores do Planeta já estão planejando alternativas para se conectar com o público, o maior patrimônio do festival. Novidades deverão ser anunciadas em breve.

ACORDO VULCABRAS/ALPARGATAS

Vulcabras fecha acordo com Alpargatas para comprar operação da Mizuno no Brasil Operação está avaliada em cerca de R$ 200 milhões. Com o negócio, Vulcabras passará produzir e distribuir produtos da marca Mizuno no país.

A Vulcabras fechou acordo com a Alpargatas para a compra da unidade de negócio relativa à operação da marca Mizuno no Brasil, pela qual pagará R$ 32,5 milhões, de acordo com fato relevante das duas companhias divulgado nesta segunda-feira (21).

A unidade compreende os ativos (excluindo os industriais) e as atividades de comercialização dos produtos Mizuno (incluindo e-commerce e as lojas operados exclusivamente sob a marca), bem como a relação contratual com a Mizuno Corporation.

Com a conclusão do negócio, a Vulcabras informou que celebrará um contrato de licenciamento e poderá produzir no país produtos da marca Mizuno, incluindo calçados, vestuários e acessórios, e comercializar os produtos diretamente ao consumidor, através de lojas próprias e do portal www.mizuno.com.br, por um “prazo que será superior a 10 anos”.

A estrutura de pagamento prevê que os recebíveis não serão transferidos para a Vulcabras, enquanto a Vulcabras irá pagar o valor estimado de R$ 32,5 milhões, sendo R$ 10 milhões até o fechamento da operação e o valor remanescente em até 5 dias úteis após a determinação do valor final, ajustado pelo estoque a ser apurado no momento do fechamento do negócio.

“O fechamento da operação está sujeito ao cumprimento de determinadas condições precedentes, incluindo a segregação de tal unidade de negócio em uma nova sociedade, a assinatura entre Vulcabras e Mizuno Corporation de um contrato de distribuição e a aprovação da operação junto ao Sistema Brasileiro de Defesa da Concorrência, e apenas acontecerá após o cumprimento destas”, disse a Alpargatas.

Ainda segundo a Alpargatas, a avaliação base do negócio é de aproximadamente R$ 200 milhões, fundamentada no montante de seu capital de giro.

Segundo a Vulcabras, enquanto operado pela Alpargatas, o negócio Mizuno teve receita operacional líquida de aproximadamente R$ 444 milhões no exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2019. O portifólio atual de marcas da Vulcabras inclui Azaleia, Olympikus e Under Armour.

A Alpargatas informou que a operação está em linha com o planejamento estratégico da companhia que prioriza a expansão global, digital e de portfólio das marcas Havaianas e Osklen.

FRUKI INSTALA MINIMERCADOS

 A Fruki fechou parceria para instalar minimercados em condomínios residenciais. A inovação foi criada em conjunto com a empresa Mercado Quadrado. A estrutura é um contêiner, e o projeto foi batizado de “Quadrado Express”.

A primeira unidade será inaugurada em setembro no condomínio Atmosfera Eco Clube, com 250 casas na zona sul de Porto Alegre. O atendimento será automatizado, sem funcionários na loja. As compras serão feitas com etiquetas eletrônicas e o pagamento, por aplicativo. Serão aceitos cartões de crédito e débito, além de vale alimentação e refeição.

Os cerca de 500 produtos a serem vendidos serão adaptados à necessidade de cada loja. Além das bebidas Fruki, serão vendidos alimentos, artigos de higiene, limpeza e até carne para churrasco, muitas vezes com reposição diária.

CHACOALHA

O “Chacoalha”, programa de debate ao vivo promovido pela FENAPRO (Federação Nacional das Agências de Propaganda), com o apoio dos SINAPROS (Sindicatos das Agências de Propaganda), recebeu nesta quarta-feira (23/09) o sócio presidente da The Heart Comunicação, Valmir Leite, para um bate papo sobre a pesquisa “Criação, Mídia, Planejamento? O que os clientes mais querem de uma agência nesse mundo pós Covid?”. A pesquisa foi realizada em parceria com a consultoria Bistrô, e ouviu 30 diretores de marketing de grandes empresas.

Na conversa conduzida por Daniel Queiroz, presidente da FENAPRO, Valmir contou que os resultados apontaram quatro pontos principais que serão mais demandados pelos clientes: entendimento do consumidor e geração de insights, proposta de ações viáveis de realização no contexto atual, expertise digital e mudança no modelo de remuneração das agências.

No que se refere ao entendimento sobre consumidor e geração de insight, Valmir leite observou que “o desejo dos anunciantes é encontrar uma equipe preparada e com entendimento pleno do consumidor daquela marca, para gerar insights assertivos que o impactem positivamente”.

A pesquisa também mostrou que, com as restrições impostas pela pandemia, os clientes querem ideias factíveis e acionáveis. “O mercado não aceita mais ideias geniais que não podem ser executadas. Este é um ponto central no gerenciamento do time de criação, de mídia e de planejamento para que sejam propostas ações factíveis e realizáveis”, contou.

A expertise digital da agência é outro ponto relevante na avaliação dos diretores de marketing. “Isto significa o quanto a agência é capaz de entender, gerenciar e propor ações dentro de um ecossistema digital, ou seja, não se trata apenas de realizar ações pontuais, mas ter um pensamento digital que seja transversal ao negócio e às ideias da marca”, afirmou Valmir.

Por fim, os modelos tradicionais de contratação das agências feitos por job ou por meio de um fee foi outro ponto debatido. Segundo a pesquisa, com a pandemia, os clientes passaram a questionar tais modelos, e novas formas de contratação serão um dos desafios enfrentados pelo mercado.

A pesquisa completa está disponível neste link. O Chacoalha pode ser assistido no Youtube da Fenapro

PERSPECTIVAS

Foi promovido nessa quarta-feira (23) o 15º episódio da Web Série “Perspectivas – Inovação no setor de alimentos” uma parceria ABA e Grupo Croma, que contou com quase 200 inscritos.
Com a moderação de Edmar Bulla, CEO do Grupo Croma, o episódio contou com a participação de Alejandro Lacorte, Diretor de Marketing e Inovação da Bimbo, e Cecilia Dias, Senior Marketing Director da PepsiCo.
Acesse https://www.youtube.com/watch?v=w_nfUIaFRZ0 e assista na íntegra.

O próximo episódio, que acontecerá em 30 de setembro (quarta-feira), das 17h00 às 18h00, contará com a participação de Claudia Neufeld, VP de Marketing da Walt Disney e Diretora da ABA, e Kellen Silverio, Diretora de Marketing da Hasbro e Presidente do Comitê de Branding & Conteúdo da ABA.
Para se inscrever basta acessar o link:  https://www.sympla.com.br/perspectivas—inovacao-em-conteudo-e-entretenimento__988272

APPCAST

Estudantes: · João Pedro Gac – Faculdade Cásper Líbero – São Paulo · Johnny Vizacri -União das Faculdades dos Grandes Lagos (UNILAGO) – São José do Rio Preto – SP · Wesley Charles Cavalcante – Estácio de Macapá – Macapá – Amapá · Leonardo Monteiro – Universidade de Taubaté – UNITAU -Taubaté · Fernanda Elias – Faculdade: Faculdade Ielusc – instituto educacional luterano de Santa Catarina – Joinville/SC · Livia Faria – Unip – Bauru – SP Convidado: Marcio Oliveira Marcio Oliveira, 46 anos, casado, pai de gêmeas (Maria Luiza e Isabela), baterista, motociclista e corredor. Graduado e pós-graduado em publicidade e comunicação social na ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing). Ingressou em seu primeiro emprego em uma agência em 1995 na AlmapBBDO. Depois mudou-se para a Y&R em 1997. Em 1999 decidiu ingressar em uma agência independente no Brasil chamada Lew´Lara. Marcio passou 18 anos na Lew´Lara que em 2007 foi adquirida pela network TBWA. De supervisor tornou-se diretor de contas, depois diretor geral de contas, depois COO e, em novembro de 2012, tornou-se CEO. Em 2017, mudou-se para DM9DDB, como CEO. Agora, desde agosto de 2019, Marcio faz parte da equipe de R/GA como vice-presidente sênior de desenvolvimento de negócios. Apresentação: Alexandre Luppi Participações: Adão Casares, Silvio Soledade e José Maurício Produção: Silvio Soledade Edição e montagem: Equipe Compasso Coolab https://open.spotify.com/episode/6Of9hQqDWtiYX2A0QcHrNL?si=GDxAE9fFQvmWl57Q2tCehA

AMPRO

A AMPRO – Associação de Marketing Promocional assina, em conjunto com mais 12 entidades ligadas à indústria de Eventos e Turismo, o Manifesto da Indústria de Eventos, preparado pela Câmara Brasileira da Indústria de Eventos (CBIE). O documento, que será entregue aos interlocutores da Câmara nas três esferas governamentais, enfatiza os Eventos como uma das ferramentas estratégicas para impulsionar a recuperação e a renovação da economia brasileira pós-pandemia.

O Manifesto traz, ainda, três pleitos considerados urgentes pelo setor: o apoio governamental para a Indústria de Eventos de imediato; a promoção e o incentivo para atração de investimentos públicos e privados nos próximos anos, com destaque para diversos pontos de execução imediata; e a incorporação de tais medidas nas Políticas e Estrutura do Governo, sem estarem atreladas somente à área do Turismo.

“É necessário reverter imediatamente a situação de total abandono dos Governantes à Indústria de Eventos, como se fôssemos invisíveis, surdos e mudos. Temos sido negligenciados. Desejamos ser atendidos nas nossas reivindicações e ter a possibilidade de trabalhar com mais tranquilidade e de projetar novos negócios. É imperativo ter uma saída para não criar um fosso grande demais e o retrocesso se tornar inevitável e catastrófico. Desejamos seguir em frente e buscar as melhores saídas para o desenvolvimento, junto com os demais setores da economia brasileira”, diz um trecho do documento.

O Manifesto enfatiza que a tarefa de reiniciar as economias devastadas pelos impactos do COVID-19 precisa de ferramentas e plataformas robustas que possam promover ampla base de recuperação. Assim, apresenta pelo menos 10 justificativas de como os Eventos podem executar este papel.

O documento desmistifica também a ideia generalizada de Eventos enquanto “aglomeração de pessoas”, quando cita como eles “ocorrem em um ambiente altamente controlado com fortes medidas sanitárias e de segurança em vigor, com informações detalhadas de rastreamento de contatos disponíveis”. Complementa ainda, que, “devido à natureza altamente estruturada dos Eventos de Negócios e instalações (equipamentos), essas atividades representam uma forma muito mais segura de reunir pessoas, comparadas a outras formas de reuniões públicas”.

O Live Marketing é um dos setores que mais movimenta a economia brasileira. Somente a indústria de Eventos impacta mais de 50 setores da economia e movimenta, anualmente, no país, mais de R$ 930 bilhões, o que representa quase 13% do PIB – índice maior que o das indústrias automobilística, farmacêutica e a petrolífera -, com a geração de 25 milhões de empregos diretos e indiretos. O Brasil organiza e recebe cerca de 590 mil eventos anuais e a paralisação do setor já causou prejuízos estimados em mais de R$ 200 bilhões.

“O manifesto reflete fielmente a posição da AMPRO. Está na hora dos Eventos serem percebidos como atividade estratégica para movimentar a economia e gerar empregos”, afirma o presidente executivo da AMPRO, Alexis Pagliarini.

Junto com a AMPRO, assinam o Manifesto da CBIE: ABEOC Brasil – Associação Brasileira das Empresas de Eventos,  Abeform – Associação Brasileira das Empresas de Formatura, Abrace – Associação Brasileira das Empresas de Cenografia e Estandes; Abrafesta – Associação Brasileira de Eventos; Abrape – Associação Brasileira dos Promotores de Eventos; Academia Brasileira de Eventos e Turismo; Alagev – Associação Latino Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas; Apresenta – Associação dos Promotores de Eventos do Setor de Entretenimento e Afins; Eventpool – Associação de Agências de Turismo Operadoras de Eventos. IFEA – International Festival & Events Association; Unedestinos – União Nacional das Entidades de Destinos e Skal Internacional Brasil.

A Câmara Brasileira da Indústria de Eventos é uma instância de discussão e articulação estratégica de caráter permanente que tem por finalidade o reconhecimento e o fortalecimento econômico, social e político da cadeia de valor da indústria de Eventos junto aos mercados, à sociedade civil e às esferas governamentais.

A Associação de Marketing Promocional representa agências, empresas e profissionais ligados ao mercado do Live Marketing em todo o Brasil. É a única que desenvolve nacionalmente a teoria e a prática do setor de forma ampla. Com sede em São Paulo, completa 27 anos em 2020 e possui cerca de 300 empresas associadas, com representação abrangente em todo o território nacional. www.ampro.com.br

CAMPANHA COTRIJAL

No dia 14 de setembro, a Cooperativa Cotrijal, de Não-Me-Toque (RS), comemorou seu aniversário de 63 anos com uma live nas redes sociais reunindo artistas como Neto Fagundes, João Luiz Corrêa e o Grupo Campeirismo e a Banda Passarela, e lançou sua campanha institucional, criada pela agência Moove.

Com o conceito “Cooperar nos faz grandes”, a campanha desenvolvida pela Moove, enfatiza a importância do trabalho conjunto, da colaboração e da união, que são o espírito do cooperativismo.

Já para o evento de aniversário, a agência desenvolveu a campanha de divulgação, com vídeos, vinhetas, peças de ambientação e peças para a transmissão ao vivo, como anúncios para jornais, spot de rádio e peças para redes sociais. 

Agora, a campanha institucional dos 63 anos da Cotrijal segue com anúncios para jornais e revistas, spot para rádio, videomanifesto, além de desdobramento para endomarketing e redes sociais.

Conforme o Gerente de Marketing da Cotrijal, Benísio Rodrigues, a campanha destaca o espírito cooperativo que faz a Cotrijal a maior cooperativa agropecuária do Rio Grande do Sul e uma das maiores do Brasil: “Cooperar é a nossa essência e nos alegra celebrar este momento compreendendo que chegamos até aqui através da valorosa contribuição de cada associado, cada colaborador, cada parceiro. Somos fortes porque somos unidos, somos cooperados. É isso que nos torna grandes”, afirmou.

Para o CEO da Moove, Gabriel Fuscaldo, a campanha lançada na live de aniversário da Cooperativa é histórica: “Colaborar na construção da bela história da família Cotrijal foi um marco para a Moove. Buscamos criar comunicação como vetor de aproximação entre os associados neste momento atípico. As interações online nos mostraram um bom engajamento da comunidade”, afirmou Gabriel.

HOME OFFICE

O diretor-presidente da Apple, Tim Cook, disse que está impressionado com a capacidade dos funcionários de trabalhar remotamente. O executivo prevê que alguns novos hábitos de trabalho permanecerão após a pandemia.

Durante entrevista durante o The Atlantic Festival na segunda-feira, Cook disse que a Apple desenvolveu produtos, incluindo os novos Apple Watch e iPad, que estão sendo lançados no prazo este ano, apesar da necessidade de muitos funcionários trabalharem fora do escritório devido à Covid-19.

Cook não acredita que a Apple “voltará a ser como era porque descobrimos que existem algumas coisas que realmente funcionam muito bem virtualmente”.

Os comentários contrastam com as opiniões de outros executivos, como Reed Hastings, da Netflix, que recentemente classificou o trabalho remoto como negativo, e Jamie Dimon, do JPMorgan Chase, que alertou para um estrago duradouro se os funcionários não voltarem aos escritórios em breve.

Cook disse que 10% a 15% dos funcionários da Apple voltaram aos escritórios e que espera que a maioria possa retornar ao novo campus da empresa no Vale do Silício no próximo ano.

O CEO disse que vai ao escritório em diferentes momentos durante a semana e destacou que o trabalho remoto “não é como estar fisicamente junto”. Trabalhar no escritório desperta a criatividade, como durante reuniões improvisadas, acrescentou.

O executivo da Apple também afirmou que a empresa se concentra em políticas e não na “política” quando questionado sobre suas discussões com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Cook também foi questionado sobre quanto tempo pretende estar no comando da gigante de tecnologia com sede em Cupertino, Califórnia. “Veremos”, disse. “Em algum momento, claro, todos fazemos algo diferente.”

DIA DAS CRIANÇAS

Nesta semana, terá início a campanha digital “Com publicidade responsável não se brinca”. A ação é fruto da união de 18 associações do mercado de comunicação, lideradas pela Associação Brasileira de Anunciantes (ABA) e pela Associação Brasileira de Licenciamento de Marcas e Personagens (Abral). A iniciativa conta com uma série de 22 posts que serão publicados nas plataformas digitais das entidades participantes e reforçam a importância da ética na publicidade infantil.

Os textos são baseados em regras do Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar). A campanha tem foco nos limites da publicidade infantil e se encerra no Dia das Crianças, 12 de outubro. Além de valorizar a atuação responsável, a ação quer incentivar o uso de valores sociais positivos nos anúncios voltados para o público infantil.

Junto à campanha será divulgado o manifesto “Comunicação responsável de produtos e serviços destinados a crianças”, criado pelas associações. Nele, os signatários orientam anunciantes, agências, veículos, produtores de conteúdo, licenciadores e licenciados a conhecer e aplicar as normas estabelecidas pelo Conar na comunicação destinada as crianças.

BRASIL JÚNIOR

A 27ª edição do maior evento de empreendedorismo universitário do Brasil irá acontecer online pela primeira vez em sua história. Realizado pela Brasil Júnior, Confederação Brasileira de Empresas Juniores, o ENEJ (Encontro Nacional de Empresas Juniores) acontecerá entre os dias 9 e 11 de outubro e já conta com mais de sete mil inscritos, número maior do que na edição presencial do ano anterior.
O encontro ocorre em formato televisivo e traz palestras, cases, workshops, simultâneos apresentados em formato de programa de TV, com temas sobre autoconhecimento, liderança, vendas, engajamento de time, gerenciamento de projetos, metodologias ágeis, inspiração, inovação e impacto. Entre os palestrantes confirmados estão Franklin Luzes, COO da Microsoft e o Mauricio Louzada, mergulhador que ficou preso em uma caverna por 44 horas. Empresas com grande nomes de mercado como o Bradesco, Heineken, XP inc., Movile, Ambev, Natura, Nescau, DHL, Neston, Stone, Azul, Dasa, entre outras, também estão confirmadas.
“Neste ano teremos um evento tecnológico e conectado, para podermos cumprir com o nosso papel de potencializar o impacto das empresas juniores no país. Preparamos trilhas de conteúdos com games, vídeos, podcasts e e-books, em uma plataforma lúdica e gamificada. Além disso, teremos três dias de evento ao vivo, com workshops, palestras e em formato televisivo com programas matinais, game show, programa de variedades e talk shows”, afirma Ana Beatriz Cesa, Presidente Executiva da Brasil Júnior.
No ano passado, o ENEJ reuniu cerca de cinco mil jovens em Gramado/RS e movimentou mais de R$12 milhões. O evento também representa o impacto do Movimento Empresa Júnior (MEJ). No Brasil, existem mais de 1.100 empresas juniores e 22 mil empresários juniores deste perfil em mais de 210 universidades. O movimento já impactou R$70.000.000 na economia brasileira, que são reinvestidas, integralmente, na educação empreendedora dos estudantes e a Brasil Júnior atua com o objetivo de incentivar o empreendedorismo para tornar o país mais competitivo, ético, educador e colaborativo.

LEIA TAMBÉM

DESTAQUE: Transformações Digitais no Brasil

ESPECIAL: TV: Meio líder no Brasil completa 70 anos

VÍDEOS: Novo comercial do Banrisul – Nossa parceria faz a diferença

Tem OPINIÃO, CHARGE do talentoso Cado Bottega e ARTIGOS: de Guilherme Novello; Fernando Garbarski, Diretor da Impresul Gráfica e Editora; Jonatas Abbott, Diretor Executivo da Dinamize; Mônica Schimenes, CEO da MCM Brand Group; Silvio Sibemberg, Empresário especialista em varejo e do nosso articulista José Maurício Pires Alves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *