NOTAS DA SEMANA-30-10-2020

ARP FAZ O LANÇAMENTO DO SALÃO 2020 NA TERÇA-FEIRA

A ARP está organizando uma coletiva de imprensa via live para fazer o lançamento oficial do Salão ARP 2020. Acontecerá na próxima terça-feira, às 11h.

BOLA…..TOCO…PROPINA….

Houve um tempo que o produtor se remunerava nas gráficas, que as mídias recebiam prêmios e viagens dos veículos, em fim, foram anos que tudo era abundante e fácil.

Nesses tempos bicudos e de muitas dificuldades, um dito bacana e cheio de puxa sacos, que já passou por vários clientes e que está muito bem de vida, graças a essa falsa maneira de se comportar, nessa nova mudança já está chamando seus colaboradores e fornecedores para aumentar seu gordo salário.

Pena que os  empregadores que o acolheram não revelam publicamente seus fracassos e suas falcatruas para bani-lo de vez do mercado.

VERDADE

A máquina insiste em dizer o uso do coletivo, mas só fala em si, não credita nada a nenhum colaborador, não fala quem será seu parceiro.

Campanha estranha e pandêmica que, aliás, também aproveita com mais soberba e arrogância.

A máquina que deveria fazer se licenciar aproveita o troca-troca para receber reconhecidamente.

VAI…VAI

O gaúcho executor na sua plenitude dos protocolos exagera na sua dose e faz com que Estado e municípios estejam economicamente abaixo de todas as previsões.

Claro que existem segmentos em bom nível, mas a maioria chegou a números negativos em outubro.

VERÃO
Com o verão se aproximando, fronteiras se fechando e outros fatores que impedem as famílias de passarem férias, o litoral gaúcho que bombou e triplicou suas populações (muitos transferiram domicilio). Será a grande atração. O feriadão deste final de semana já está apontando para essa constatação.

Máscara, álcool gel e distanciamento devem ser obedecidos. Faça tudo, mas protocolado!

ENA 2020

A ABA-Associação Brasileira de anunciantes promove no próximo dia 17 de novembro, das 9h às 11hs, de forma virtual, o Encontro Nacional de Anunciantes que terá como tema: RECALCULANDO ROTAS.

O ENA 2020 ouviu quase 90 associados à ABA sobre quais deveriam ser os temas mais relevantes para esse encontro.

Aceleração digital, replanejamento e a riqueza dos dados são os destaques desta edição, que tem a particular missão de inspirar para inovar no curto prazo.

PODCAST DA COLUNA DO NENÊ

A décima segunda edição já foi ao ar nessa quarta-feira (28) com entrevista exclusiva do professor, escritor e palestrante Dado Schneider.

A próxima edição conta com a participação de Anna Quadros, Coordenadora de Comunicação e Marketing no sistema Fecomércio, Sesc e Senac. É administradora, especialista em Comunicação Estratégica de Marketing e em docência do Ensino Superior. Atua também como palestrante, consultora e professora em cursos de pós-graduação.

Siga o Podcast da Coluna do Nenê no Spotify:

APP CAST

O jornalismo tem passado por muitas mudanças. Com o advento da internet todo mundo virou um pouco de jornalista. Mas o jornalismo tem uma responsabilidade técnica que vai muito além da opinião. Não é diferente para quem cobre os bastidores da propaganda e do marketing. Discutindo negócios, criatividade e principalmente o que acontece no meio, informando e valorizando cada vez mais a nossa atividade. Convidados: Bruna Calmon – Apresentadora, jornalista e atriz, vencedora do Prêmio Comunique-se 2019 – Programa Reclame/Multishow Adonis Alonso – Jornalista, colunista de Marketing e Publicidade, titular do Blog do Adonis (www.blogdoadonis.com.br) desde 2006, Coordenador de Conteúdo do Fórum de Marketing Empresarial do LIDE desde 2010 Raul Nogueira – Publisher do Grandes Nomes da Propaganda – Diretor da APP Nenê Zimmermann – Publicitário e Titular da Coluna do Nenê – RS Apresentação: Alexandre Luppi APPCasters: Zé Maurício, Adão Casares e Silvio Soledade Produção, edição e distribuição: Equipe Compasso Coolab

SBT

Durante a pandemia, o SBT no Rio Grande do Sul ampliou a cobertura nas redes sociais. Quase sempre no começo da tarde, a emissora promoveu lives na conta do Facebook, para tratar de assuntos de destaque neste momento de insegurança, como o Auxílio Emergencial do Governo Federal – a Live do Auxílio – e o PIX, novidade de transação financeira. 

Também realizou debates sobre a Libertadores da América, cuja transmissão passou a ser feita pelo SBT desde a retomada dos jogos. Foram realizadas 25 lives desde 24 de abril. Seis delas bateram mais de 100 mil views. A mais vista teve 261 mil visualizações.

“O serviço nasceu da necessidade de responder questões que os telespectadores enviavam através das redes sociais do SBT. Como eram muitas dúvidas, principalmente sobre o benefício governamental, optou-se por realizar as lives com os jornalistas Glauco Pasa, Lucas Abati e Gabriela Lerina, em busca de soluções para a população”, explica Israel Fritsch, editor do SBT no RS

Com o sucesso do recurso, o produto se estabeleceu como espaço de informação alternativo para os telespectadores. Agora, a proposta é que outros assuntos ganhem destaque nas lives do SBT.

“Prestação de serviço online. É isso que estamos fazendo numa experiência multiplataforma. Sucesso do Jornalismo e da nossa área digital. A ideia é continuar esse processo e ampliar os serviços com a credibilidade do jornalismo”, define o editor regional do SBT no RS, Danilo Teixeira 

BRIVIADEZ

A carreira de cientista de dados está entre as mais portadoras de futuro do novo mercado de trabalho. Levantamento do Linkedin colocou essa profissão no topo das mais promissoras de todas. No entanto, mundialmente, há um desequilíbrio entre a oferta de vagas na área e a quantidade de profissionais especializados. Para buscar suprir essa carência, a BriviaDez criou um programa de formação gratuito: o Data Training Program. Os participantes que obtiverem as melhores avaliações terão a oportunidade de seguir na agência — que, recentemente, abriu 60 vagas e pretende crescer 60% mesmo em ano de pandemia. 

— O currículo das universidades ainda não está alinhado a essa nova demanda. Fomos percebendo que as pessoas não têm noção sobre o que é essa área, nem a enxergavam como uma carreira viável. Queremos mostrar que essa é uma profissão com muitas oportunidades, que remunera bem, está em alta e vai se tornar ainda mais relevante nos próximos anos — explica Wagner Cambruzzi, head of Data Intelligence da BriviaDez, responsável pelo processo de transformação digital de algumas das maiores marcas do país. 

As inscrições já estão abertas e são feitas online [link: https://briviadez.gupy.io/jobs/519202]. A ideia é capacitar, nesse ciclo, até 15 pessoas em data science — expertise cada vez mais decisiva para empresas, que envolve a análise de dados para tomada de decisões assertivas. Criada como piloto, a primeira etapa do programa encerrou em maio e teve cinco formados, dos quais três já foram contratados pela própria agência de estratégia, experiência e comunicação. A cada ano, no mínimo 40 profissionais devem ser capacitados. 

— Já existia uma demanda gigantesca e crescente pela área de dados no pré-pandemia, com escassez de talentos disponíveis no mercado. Com a aceleração da transformação digital, motivada pela pandemia, essa carência se acentuou ainda mais. As empresas se deram conta de que é preciso automatizar os processos, até por uma questão de sobrevivência. Esse é um legado que será deixado pela crise que atravessamos — aponta Cambruzzi. 

Nomadismo e requisitos

Conhecida pela cultura nômade, com colaboradores trabalhando remotamente de diversos lugares do país e até do mundo, a BriviaDez também não impõe restrições geográficas para os participantes do programa. Com origem no Rio Grande do Sul, a agência possui seis sedes no Brasil e, no ano passado, inaugurou sua primeira unidade no exterior: Portugal. A abertura de escritórios na América Latina e nos Estados Unidos está nos planos para os próximos anos. 

— Quando contratamos alguém, não concorremos com empresas de São Paulo ou Rio de Janeiro. Dependendo da vaga, disputamos talentos com o mundo inteiro. Muitas vezes, um cientista de dados qualificado trabalha remotamente de qualquer lugar do planeta. E essa liberdade, desde que condicionada a resultados, vai se intensificar ainda mais na próxima década — afirma o head of Data Intelligence. 

Com duração de 90 dias e enfoque prático, o Data Training Program é voltado a jovens estudantes da área de exatas. Não é exigida experiência profissional, mas os interessados devem estar estudando um curso técnico ou graduação. A tutoria é toda realizada pelos especialistas da Área de Dados da BriviaDez, onde os participantes poderão atuar após o término da formação. 

De acordo com o Chief Operating Officer (COO) da BriviaDez, Fernando Silveira, o programa também se apresenta como uma oportunidade os estudantes que encontram dificuldades de inserção no mercado de trabalho. 

— Temos a noção de que essa iniciativa tem o potencial de mudar o curso da vida das pessoas, ainda mais num momento de crise econômica e de desemprego em alta. Então, além da competência técnica, também levamos em conta o critério social nessa seleção. Como empresa, temos a missão de ajudar neste momento de retomada econômica e de abrir caminhos para quem está iniciando sua carreira profissional — conclui Silveira, antecipando que a BriviaDez está preparando a abertura de outros programas semelhantes, dentre os quais um voltado a growth hacking. 

Confira a programação completa

– Introdução e recepção

– Ciência de dados – oportunidades

– Power BI

Workshop: Engenharia de dados e visualização

Workshop e tutorias sobre SQL

Curso PowerBi

Tutoria ao longo do curso

Briefing para trabalho de conclusão

Trabalho prático de conclusão

Apresentação do trabalho de conclusão

– Python

Workshop: Python para análise de dados

Curso de Python

Tutoria ao longo do curso

Briefing para trabalho de conclusão

Trabalho prático de conclusão

Apresentação do Trabalho

– Análise de dados

Workshop sobre a importância da análise de dados

FEEVALE

A Universidade Feevale, por meio da Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Extensão, está com inscrições abertas para cursos de pós-graduação stricto sensu – mestrados e doutorados – com ingresso para o 2021/01 As inscrições poderão ser feitas até o dia 17 de novembro, pelo site www.feevale.br/stricto, escolhendo a página de cada curso. A Instituição oferece várias possibilidades de bolsas, para os candidatos que foram aprovados no processo seletivo, que variam de 30% a 100% do custo das mensalidades, além de bolsas Prosuc/Capes. Entre os destaques, está uma bolsa para realização de pesquisa relativa à Covid-19 e cotas para servidores públicos que atuem na educação básica e na rede de assistência social. Confira todas as opções:
Bolsa Covid-19: uma bolsa de 100% para seleção entre os aprovados no processo de fluxo  do curso de Mestrado em Virologia, visa o desenvolvimento de projeto de dissertação que se proponha a realizar pesquisa de cunho científico e/ou tecnológico relacionada à Covid-19, com vistas ao avanço do conhecimento, desenvolvimento de tecnologias para diagnóstico, tratamento, monitoramento, controle, prevenção e atenção à saúde.
Prazo: entre 3 e 5 de novembro, às 12h
Inscrição: envio de documentos previstos no edital para o e-mail strictosensu@feevale.br 
Bolsas do Programa de Suporte à Pós-graduação de Instituições Comunitárias de Educação Superior – Prosuc/Capes: voltadas para os candidatos aprovados no processo seletivo 2021/01 nos cursos de doutorado em Diversidade Cultural e Inclusão Social e mestrado em Diversidade Cultural e Inclusão Social, em Processos e Manifestações Culturais e em Qualidade Ambiental. Os candidatos poderão candidatar-se em duas modalidades: a primeira contempla mensalidade e auxílio e a segunda, apenas auxílio, ambas com valor a ser definido pela Capes. 
Concessão de Incentivo Financeiro Feevale: serão destinadas cotas de bolsas de 30% a 70% aos cursos de mestrado e de doutorado elencados no edital.  Poderão candidatar-se às cotas os candidatos classificados, em primeira e segunda chamada, no processo seletivo 2021/01. São mais de 100 cotas disponíveis.
Concessão de Incentivo Financeiro para servidores públicos que atuem na educação básica e na rede de assistência social:  voltada para candidatos classificados em primeira e segunda chamada, no processo seletivo 2021/01, no mestrado em Diversidade Cultural e Inclusão Social, em Processos e Manifestações Culturais e em Qualidade Ambiental, e que possuem vínculo empregatício formal atuando na educação básica da rede pública ou servidores que atuem na rede de assistência social. A bolsa prevê um desconto de 60% para os que forem selecionados. 
Bolsas Vale: visam contribuir para a formação de profissionais matriculados para 2021/01 nos cursos de mestrado e doutorado em Tecnologia de Materiais e Processos Industriais. Os selecionados para as bolsas irão atuar no projeto de pesquisa Desenvolvimento de Fixações Ferroviárias em Polímero, desenvolvido entre a Vale S.A. e a Universidade Feevale. O benefício consiste de um valor para manutenção mais 50% de desconto nas mensalidades.
Cotas para mestrado Virologia: os aprovados no processo de fluxo contínuo do curso de Mestrado em Virologia poderão candidatar-se a duas possibilidades de incentivos: o Programa de Suporte à Pós-Graduação de Instituições Comunitárias de Educação Superior- Prosuc/Capes contempla as modalidades de mensalidade mais auxílio e somente auxílio, ambas com valor a ser definido pela Capes; já o edital para Concessão de Incentivo Financeiro da Feevale contempla cotas que vão de 50% a 70% de desconto na mensalidade.
Prazo: 25 de fevereiro a 2 de março de 2021, até as 22h
Inscrição: na página do curso www.feevale.br/pgvirologia
Confira os cursos com inscrições abertas: 
– Programa de Pós-graduação em Diversidade Cultural e Inclusão Social – mestrado e doutorado
– Programa de Pós-graduação em Processos e Manifestações Culturais – mestrado e doutorado
– Programa de Pós-graduação em Qualidade Ambiental – mestrado e doutorado
– Programa de Pós-graduação em Tecnologia de Materiais e Processos Industriais – mestrado e doutorado
– Mestrado Acadêmico em Administração
– Mestrado Acadêmico em Psicologia
– Mestrado Acadêmico em Toxicologia e Análises Toxicológicas
– Mestrado Acadêmico em Virologia*
– Mestrado Profissional em Indústria Criativa
*Ingresso em fluxo contínuo 
Mais informações
E-mail: strictosensu@feevale.br  
Site: www.feevale.br/stricto
Telefone: (51) 3586-8800, ramal 9000. Horário de atendimento: de segunda a sexta-feira das 8h30min às 12h e das 13h15min às 19h

FEIRA VIRTUAL DO LIVRO

A fim de incentivar a leitura e o desenvolvimento sociocultural e econômico da região, a Biblioteca Feevale promove a primeira edição da Feira Virtual do Livro. O evento acontecerá de 30 de outubro a 15 de novembro; a abertura oficial será dia 29 de novembro, às 15h30min, com live de Tiago de Souza Bergenthal, escritor e revisor na Editora Feevale. Com programação composta em parceria com professores da Universidade e Escola de Aplicação Feevale, serão realizados bate-papos, desafios, dicas e outras ações com o objetivo de gerar conhecimento, relacionamento, negócios e interação. O evento, on-line, é gratuito e aberto à comunidade. Mais informações: www.feevale.br/feiradolivro
Confira a programação 
Lives Facebook – Páginas da Biblioteca (facebook.com/bibliotecafeevale) e da Feevale (facebook.com/feevale)
– 29 de outubro, às 15h30min –Abertura Escrevi um livro, e agora?, com Tiago de Souza Bergenthal
– 30 de outubro, às 14h – O que é Livro do Artista?, com professora Alexandra Eckert
– 3 de novembro, às 18h30min – Divulgação da obra Alinhamento Construtivo na Prática, com as professoras Paula Luce Bohrer e Marina Seibert Cezar e professor convidado Leonardo Drumonnd Vilaça, do Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH)
– 4 de novembro, às 14h – A idade média de Ken Follet, com professora Gisele Maria Menezes Ribeiro Kosminsky
– 5 de novembro, às 16h – Hora do conto, com Monique Gomes da Silva e Janice Moser Corrêa
– 6 de novembro, às 14h – Por que é possível e necessário conhecer o Bruxo do Cosme Velho: uma introdução à leitura de Machado de Assis, com o professor Luciano Dirceu Dos Santos
– 9 de novembro, às 16h – Utilização da literatura científica na prática clínica, com a professora Denise Ruttke Dillenburg Osorio
– 10 de novembro, às 14h – As comemorações da imigração alemã no Rio Grande do Sul: o “25 de julho” em São Leopoldo, 1924-1949, com a professora Roswithia Weber
– 11 de novembro, às 14h – Por que é necessário conhecer os clássicos da literatura gaúcha?, com professor Luciano Dirceu Dos Santos
– 12 de novembro, às 14h – Processos midiáticos no campo esportivo, com o professor Gustavo Roese Sanfelice
– 13 de novembro, às 14h – A América Latina de hoje, sob o olhar de Eduardo Galeano, com o professor Rodrigo Blasckesi Fernandes 
Lives Instagram – Perfil da Biblioteca Feevale (@bibliotecafeevale)
– 31 de outubro, às 18h – Admirável Mundo Novo, com acadêmico Iago Ramon Möller
– 5 de novembro, às 14h – Mostra Colecionáveis: a 4ª edição, com bibliotecárias da Biblioteca Feevale
– 6 de novembro, às 18h30min – Black Mirror and Recursion (em inglês), com acadêmica Pietra Roig da Silva
– 9 de novembro, às 18h – Alice no País das Maravilhas, com acadêmica Andressa Daniele Santos
– 10 de novembro, às 16h – Ana Terra, com Larissa Bernardi
– 11 de novembro, às 17h – The Lady in the Looking Glass (em inglês), com acadêmica Jessica Faes
Atividades paralelas durante todo o evento
– O que você está lendo? – sugestões de leituras da equipe da Biblioteca
– Mostra Colecionáveis: postagens de coleções no feed do perfil do Instagram (@bibliotecafeevale)
– Promoções das livrarias: painel diário com promoções nos stories do perfil do Instagram (@bibliotecafeevale)
– Quiz: perguntas diárias sobre literatura

SB GAMES

O jogo de prevenção ao câncer infantojuvenil Educa+Saúde, desenvolvido pela Universidade Feevale, é finalista na categoria Serious Game do Festival de Jogos do SBGames Recife 2020 – maior evento de jogos e entretenimento digital da América Latina. O jogo criado na Feevale está entre os seis melhores da categoria em todo o país. Os games ficarão expostos no Festival Virtual a partir do dia 7 de novembro, no site www.sbgames.org. Após avaliação por uma banca de especialistas, o resultado será divulgado no dia 10 de novembro, último dia do festival. 
O Educa+Saúde é fruto de um projeto que contou com a parceria da Universidade do Estado da Bahia (Uneb/BA), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (Icict) /RJ. Voltado para disseminar conhecimentos sobre o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil nos níveis primário e secundário, o trabalho Jogos e saúde – Desenvolvimento de um jogo digital multimodal para capacitação em diagnóstico precoce e cuidado do câncer infantojuvenil integra o Programa Pesquisa Para o SUS: gestão compartilhada em saúde (PPSUS), com fomento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul (Fapergs).
O projeto foi desenvolvido, sob coordenação da professora Débora Barbosa, por meio do Programa de Pós-graduação em Diversidade Cultural e Inclusão Social e do Mestrado Profissional em Indústria Criativa, no Laboratório de Objetos de Aprendizagem da Feevale.  O jogo é multiplataforma, ou seja, pode ser jogado em celulares com sistema Android e em computadores conectados à internet. O game tem como foco a formação de profissionais de saúde, professores de escolas públicas e de classes hospitalares, além de associações de assistência à criança e ao adolescente com câncer.  
Com a narrativa no formato de história visual, o jogo passa por duas jornadas distintas, cada uma relacionada aos dois tipos de câncer infantil mais frequentes no Brasil: leucemia e sistema nervoso central, respectivamente. O jogador acompanha, na primeira jornada, o dia a dia de uma escola e de profissionais da saúde como Agentes Comunitários de Saúde e médicos de Unidades Básicas de Saúde, e na segunda jornada, os profissionais de saúde e o cotidiano de uma família que tem uma criança acometida de câncer no sistema nervoso central.  O jogo propõe que o jogador se conscientize dos sinais relacionados ao câncer infantil, por meio de situações nas quais deve escolher qual seria o caminho a seguir para lidar com os fatos. Saiba sobre o game no site do projeto http://games.feevale.br/loa/educasaude/.

DENTSU

Um novo estudo com mais de 1.350 CMOs em 12 mercados, realizado pela dentsu, grupo global de agências de criatividade e mídia, analisa como os CMOs estão navegando um novo tipo de recuperação, revelando que, apesar de um período desafiador, os CMOs estão recuperando a agenda estratégica com um foco particular no desenvolvimento de produtos.

A pesquisa, realizada em maio-junho de 2020, conclui que o desafio número um enfrentado pelos CMOs é compreender quais comportamentos de consumo mudarão permanentemente e quais cairão no ambiente pós-COVID. Os CMOs relatam que isso é agravado pela dificuldade de alinhar os negócios em torno da mudança das necessidades dos consumidores com rapidez suficiente e da queda dos gastos dos consumidores.

O estudo levanta preocupações de que metade (49%) dos CMOs admitem estar baseando sua resposta à crise do coronavírus em estratégias que foram seguidas durante as recessões anteriores. Apenas um em cada dez CMOs está analisando estratégias inteiramente novas.

Também constatou que, apesar do aconselhamento geral de que as marcas não devem “ficar no escuro” em tempos de recessão, quase dois terços (62%) dos CMOs afirmam que seus orçamentos de marketing estão previstos para diminuir ou permanecerem estáveis durante os próximos 12 meses.

Contudo, o estudo reconhece que está surgindo um novo estilo de liderança de marketing. Os “CMO de fronteira” estão bem posicionados para gerenciar a recuperação e estão fazendo isso concentrando-se em um punhado de estratégias-chave que os diferenciam dos demais:

1. Hiperempatia: Desenvolvimento de inteligência superior do consumidor

2. Hiperagilidade: Rápido desenvolvimento de novas mensagens, produtos e serviços

3. Hipercolaboração: Integração em todos os elementos do mix de marketing

4. Hipertransparência: Assegurar que o propósito permeia todos os aspectos do negócio

Os CMO de fronteira também são significativamente mais responsáveis pela transformaçãodigital do que outros CMOs, provando seu valor e impacto para os conselhos de administração da empresa à medida que navegam pelo futuro de seus negócios e indústria.
Eduardo Bicudo, CEO, dentsu international Brasil, disse: “Tempos excepcionais exigem um pensamento excepcional. A crise de saúde global da COVID-19 produziu uma incisiva crise econômica que cria um ambiente desconhecido e em grande parte imprevisível para a navegação dos CMOs. E nossa pesquisa revela que há um risco de que os CMOs ainda estejam utilizando as abordagens existentes para administrar um desafio sem precedentes”.
“Entretanto, também vemos surgir um novo quadro de CMOs de fronteira que estão conduzindo suas organizações para o desconhecido com confiança. Estes CMOs estão colocando a inteligência do consumidor no coração de suas marcas, acompanhada por uma profunda integração em todos os elementos do mix de marketing e uma colaboração radical como padrão em todos os seus negócios”. O desenvolvimento de produtos também está de volta à agenda, a fim de proporcionar experiências úteis ao consumidor e progresso social. Estes CMOs de fronteira estão recuperando a agenda estratégica de marketing e, em vez de acreditar na ideia e que o papel do marketing foi de alguma forma desnudado, estão agora levando suas marcas à recuperação e ao crescimento”.
CENP

Um terço das agências já retomaram níveis de negócios pré-pandemia. Estudo mostrou também que 88% das 347 agências que participaram da pesquisa têm conhecimento e 71% já integram o CENP-Meios.

O Estudo VanPro da Fenapro, divulgado em outubro surpreende positivamente: o impacto da retração econômica observada no primeiro semestre sobre os investimentos em publicidade está sendo revertido mais rápido do que se imaginava. Segundo o estudo, com participação de 347 agências de 21 estados e do DF, entre maio-agosto, um terço das agências de publicidade já voltaram a níveis de negócios semelhantes ao dos meses pré-pandemia. O resultado é quase cinco vezes superior ao registrado na rodada anterior do Estudo, realizado no primeiro quadrimestre deste ano.
Confirmando o viés positivo, 41% delas veem perspectivas boas ou muito boas para o futuro e caiu de 30% para 11% no mesmo período as agências que assinalam perspectivas ruins ou muito ruins. “Detectamos uma visível melhora na percepção dos entrevistados em relação à recuperação do negócio e das perspectivas futuras”, disse Daniel Queiroz, presidente da Fenapro, ao PropMark.
Ele não minimiza, porém, o grande número de agências nas quais os impactos da crise ainda não foram revertidos. “O que se percebe é que há um grupo que ainda tem percepções similares às do momento inicial da crise, embora este grupo seja bem menor do que quatro meses atrás”, observa Ana Celina Bueno, diretora da Fenapro e que liderou a realização da pesquisa. Entre as agências que tiveram queda de receitas, 48% projetam perda superior a 30%, enquanto 35% acreditam que demorarão mais de um ano para retomarem o desempenho pré-pandemia ou sequer preveem quando poderão fazê-lo.

PROGRAMA DA REGINA

O Programa da Regina, comandado pela jornalista Regina Lima, comemora um ano na grade de programação do Canal Bah! A revista eletrônica, que mistura entretenimento e jornalismo, exibida todos os domingos, entre 18h e 19h, fará em novembro, mês que estreou em 2019, uma série de programas especiais. Já a partir do dia primeiro, apresentará novidades como o lançamento da websérie de humor “Cansei de Ser Fitness” e novos colunistas. “É com muita alegria e satisfação comemorar um ano no Bah!, esse canal que fala diretamente para o gaúcho e que tem o carinho do público, um telespectador que gosta de ver o que é feito aqui no nosso Estado”, afirma Regina.  De acordo com o diretor da atração, o também jornalista Adriano Cescani, estar no ar num ano de pandemia só comprova a aceitação do
telespectador e dos parceiros comerciais em relação ao programa. “Foi um ano difícil para todo mundo, mas tivemos a oportunidade de, com apenas quatro meses no ar, se reinventar no meio de uma pandemia sem reprisarmos programas, trazendo conteúdos inéditos, abrindo espaço para a cultura, moda, saúde, beleza, temas relevantes e de interesse do nosso público”, diz Cescani.
Programas externos já estão programados para o mês de novembro e dá início ao formato itinerante da atração. “Queremos visitar novos lugares, trazer o nosso olhar apurado de jornalistas, o que há de mais bacana da nossa Porto Alegre e do nosso Rio Grande do Sul”, conclui Regina.  Além de entrevistas com personalidades, a atração conta com um time de colunistas. Adriano Cescani aborda moda e lifestyle masculino, Ale Saucer traz as novidades do cinema, Virgínia Lobato Flores comenta assuntos relacionados com o mundo do direito, Silvia Goulart, da UP Models, esclarece todas as dúvidas do mundo fashion e do entretenimento. As novidades ficam por conta das veterinárias Patrícia Tissiani e Cristiane Ritter, da Poa Pet Care,  que abordam o universo pet, e Amanda Reis, decoradora de interiores com dez anos de mercado, que trará dicas de decoração.
O Programa da Regina passa a exibir, no dia 08 de novembro, a websérie “Cansei de Ser Fitness”, criada pelo humorista Roger Luzz, produzida pelo grupo Cinco Muito (Roger Luzz, Kim Arthur, Dedé Leitão, Henrique Pulga e Vini Simões) e dirigida por Raí Benetti e Larissa Coiro. A primeira temporada, com oito episódios, terá como protagonista Ramon Rock Personal (Roger Luzz), que junto de seus amigos Uruga (Kim Arthur), Betty (Dedé Leitão), Davizinho (Henrique Pulga) e Shunga da manutenção (Vini Simões), abordará de maneira cômica, um tema cotidiano do mundo fitness.  No
episódio de estreia, “O primeiro dia de Academia”, Ramon tenta influenciar o aluno novo Davizinho a gostar de Rock através da musculação.
Há um ano o Programa da Regina estreou na grade de programação do Bah! Trazendo informação, entretenimento e leveza aos domingos. A Regina Lima, como uma jornalista ética e responsável, assim como o Adriano Cescani, estão sempre buscando quadros e entrevistas com personalidades e anônimos valorizando nossa cultura e região, que é a origem do canal Bah! Parabéns e vida longa ao Programa da Regina”, afirma Zento Kulczynski, diretor do Bah. O Bah! está nos canais 20 e 520 em Porto Alegre e Região Metropolitana e 26 e 526 da NET, para o Vale do Sinos. A programação também pode ser acompanhada em tempo real pelo site www.bahtv.com.br.

KANTAR

Devido à pandemia da Covid-19, os consumidores passaram a adotar novos hábitos e comportamentos, influenciados pela compra online. Dessa forma, com o objetivo de ajudar as empresas a entender os perfis dos shoppers durante a Black Friday deste ano, contribuindo assim para campanhas mais assertivas para o período, a Kantar realizou uma análise quantitativa.

Para tal, a companhia utilizou a metodologia NeedScope, que usa modelos de arquétipos da psicologia analítica para ajudar a entender qual é a melhor forma de se conectar emocionalmente com consumidores e engajá-los de forma correta. “O NeedScope traz como principal ponto o fato de que cada shopper tem uma particularidade em se relacionar emocionalmente com as compras e, em específico, com a Black Friday”, afirma Karina Collenghi, gerente de contas da Kantar e especialista na solução.

A metodologia agrupa as características dos arquétipos em seis perfis representados por cores: amarelo, pessoas que entendem a experiência da Black Friday como uma super diversão, sendo um evento espontâneo e surpreendente; laranja, consumidor que adora fazer parte de um evento tão grande; marrom, pessoas levadas pela Black Friday e que acompanham de forma passiva; azul, consumidores que, de forma calma, fazem suas estratégias de compra; roxo, perfil que busca os melhores negócios e negociações de forma competitiva; e vermelho, compradores que se jogam na Black Friday e curtem serem estimulados por todo o evento.

De acordo com a análise da Kantar, por meio do NeedScope é possível entender que os compradores buscam canais, promoções e mensagens que melhor se conectam com a necessidade emocional daquele momento. “Um shopper de necessidade emocional vermelha para a Black Friday tende a aproveitar e interagir com todas as ações possíveis, já que sua necessidade é de energia e dinamismo para encontrar boas oportunidades, diferente do shopper de necessidade marrom, que prefere ficar mais tranquilo e tenta encontrar apenas o que lhe convém verdadeiramente nesse período de compras frenéticas” exemplifica Karina, enfatizando que o perfil emocional da Black Friday tende a ser um momento de alta de energia, dinamismo, sendo um período de conexão emocional com o território vermelho.

Ao explicar a análise, a gerente de contas da Kantar revela que para as marcas é importante explorar o arquétipo que se conecta com seu próprio posicionamento. “Se a marca tem uma personalidade mais amigável, feliz, tranquila, que transmite informações genuínas, essa marca já atrai shoppers com essa mesma personalidade. Ao acionar os movimentos da Black Friday, a marca precisa se manter fiel ao seu posicionamento de forma clara e mantendo a clareza para não confundir os seus consumidores”, completa.

Por isso, Karina indica que o maior desafio para as marcas na Black Friday é manter esse posicionamento próprio e não ser levado pelo movimento geral do mercado. “É importante saber ativar as promoções utilizando das simbologias que estão dentro do posicionamento da marca, evitando confundir os consumidores e até mesmo se apagar dentre tantas marcas que acabam falando no mesmo tom e não se destacam entre si”, finaliza.

CAIXA

A Caixa, por intermédio da Comissão de Licitação de Serviços de Marketing Promocional, respondeu à nota de repúdio que a AMPRO Associação de Marketing Promocional emitiu, no último dia 9 de outubro, a respeito das condições de licitação aberta para a prestação de serviços. Perante os questionamentos da AMPRO que repudiou a limitação em, no máximo, 5% para taxa de remuneração das agências, além da exigência de 15 pessoas dedicadas em Brasília a Caixa respondeu alegando que os 5% de teto refletem uma prática de mercado, citando licitações de outras empresas estatais.

Se uma licitação, sem limitações pré-estabelecidas, chega a 5% de taxa de remuneração, é compreensível. A agência vencedora tem o direito de estabelecer uma remuneração competitiva que a faça vencer uma concorrência. Mas ao estabelecer tal remuneração como teto, já se define uma condição em desacordo com as melhores práticas, forçando os concorrentes a propostas em condições desfavoráveis, que só acontecem em função da fragilidade do mercado, assolado por meses sem trabalho, afirma o presidente executivo da AMPRO, Alexis Pagliarini.

É isso que a Caixa quer? Aproveitar-se do momento de fragilidade para impor condições leoninas? Essa prática está compliance com as relações sustentáveis preconizadas nos princípios do capitalismo consciente? De fato, não é ilegal o estabelecimento de remuneração bem abaixo do usual. Mas é leonina e insensível ao atual momento das agências. A AMPRO reitera seu repúdio a tal atitude e ainda espera uma reversão de tais práticas, complementa.

Em sua primeira nota de repúdio, a AMPRO reivindicou à Caixa maior abrangência à faixa de remuneração e maior observância aos Princípios de Valor apregoados pela Entidade. Acompanhe a resposta recebida, na íntegra, em e-mail classificado como público:

Segue abaixo transcrição da resposta fornecida pela equipe técnica da CAIXA envolvida no processo licitatório acima referenciado, sobre a manifestação da AMPRO, em 09/10/2020:

Em relação à manifestação recebida, informamos que o percentual limite indicado para a Taxa de Administração estabelecida no certame LC1699/7066-2020 decorre da análise do mercado e cenário.

Apenas para nos apoiarmos nos exemplos citados, para o Edital do Banco do Brasil (nº2018/02740 (8558)), a contratação do serviço se deu mediante taxa de 5% (cinco por cento)  (Contrato do BB nº2019/8558-0026) e, para o Edital da Petrobras, o certame ainda está em andamento.

Nesse sentido, o posicionamento da CAIXA está alinhado ao artigo 31 da Lei 13.303 que preconiza que as licitações realizadas e os contratos celebrados por empresas públicas e sociedades de economia mista destinam-se a assegurar a seleção da proposta mais vantajosa

Assim, entendemos que o percentual proposto está adequado ao praticado no mercado.

A estrutura mínima requerida, 15 (quinze) funcionários com base em Brasília, é a que a CAIXA compreende como mínimo necessário para garantir a satisfatória prestação dos serviços, sendo compatível com o volume e característica dos serviços a serem prestados. Registre-se que é usual que a CAIXA promova mais de uma ação promocional simultaneamente, devendo as empresas contratadas terem equipe técnica suficiente para boa execução dos serviços.

Continuamos à disposição.

Sem mais para o momento, colocamo-nos à disposição, por este canal, para esclarecimentos.

Atenciosamente,

Comissão de Licitação
APPLE

Pelo oitavo ano consecutivo, a Apple é considerada a melhor marca do mundo, de acordo com pesquisa anual de valor das marcas globais da consultoria Interbrand, do Grupo  Omnicom. Além disso, pela primeira vez uma série de novatas digitais, incluindo Instagram, YouTube e Zoom, alcançaram um lugar no top 100 do ranking.

Amazon apareceu em segundo lugar e Microsoft em terceiro, superando o Google e recuperando um dos três primeiros lugares pela primeira vez desde 2017.

O relatório da Interbrand revelou que a Amazon tem o maior aumento de valor ano a ano de qualquer marca entre as 100 principais, aumentando 60% desde 2019 para uma avaliação atual de mais de US$ 200 bilhões. O valor de marca da Apple aumentou 38% e o da Microsoft, 53%, desde o ano passado. Enquanto isso, o Google, há muito tempo como um dos três principais, diminuiu 1%.

“Liderança, envolvimento e relevância são três temas consistentes que vemos conforme as marcas tentam navegar no cenário de negócios em rápida mudança”, disse o CEO global da Interbrand, Charles Trevail, sobre a pesquisa, cuja metodologia considera a lealdade do cliente, desempenho financeiro e lucratividade futura para classificar as marcas mais valiosas do mundo. A empresa publica seu Relatório de Melhores Marcas Globais anualmente desde 1999.

Embora a ordem tenha mudado ligeiramente em 2020, as dez melhores marcas permanecem inalteradas desde 2019. Depois da Apple, Amazon e Microsoft, o top 10 deste ano é completado por Google, Samsung, Coca-Cola, Toyota, Mercedes-Benz, McDonald’s e Disney.

De acordo com a pesquisa, marcas de mídia social e comunicação se saíram particularmente bem este ano, com nomes digitais de ponta como Instagram na 19ª posição, YouTube na 30ª e Zoom na 100ª, aparecendo no ranking da Interbrand pela primeira vez.

A pesquisa que informou o ranking deste ano abrange dados de julho de 2019 a junho de 2020, permitindo assim que vários meses de mudanças de marca relacionadas à pandemia influenciem os resultados.

A Interbrand observa as consequências do “efeito Covid”, que encerrou muitas operações físicas de varejo no início deste ano. As varejistas de roupas Zara e H&M caíram pelo menos seis posições na classificação deste ano, enquanto todas as marcas de luxo, exceto uma – Hermès, chegando à 28ª posição – viram quedas de valor entre 1 e 9%.

Por outro lado, com um boom de compras online induzido pelo fechamento de lojas físicas, as empresas de logística e transporte viram um aumento geral na valorização de suas marcas, com UPS, FedEx e DHL registrando um crescimento positivo.

Da mesma forma, a “mudança repentina para o eletrônico como principal método de pagamento e a rápida implantação de programas para apoiar negócios locais durante o bloqueio pandêmico” beneficiou empresas de pagamento de alto perfil, afirmou a Interbrand em um comunicado, com Mastercard, Visa e PayPal subindo entre cinco e 12 posições no ranking deste ano.

LEIA TAMBÉM

DESTAQUE: LANÇAMENTO GEXPERIENCE: GLOBO E TORNAK

ESPECIAL: A SOCIEDADE E AS EMPRESAS NA ERA DO PROPÓSITO E DA INOVAÇÃO EXPONENCIAL

Tem OPINIÃO, CHARGE do talentoso Cado Bottega e ARTIGOS: de Guilherme Novello; Analisa de Medeiros Brum, Diretora HappyHouse -Agência de Endomarketing; Anna Karina Silva Pinto, diretora de Marketing da Linx; Carlos Totti, Consultor de marketing, marketing digital e personal branding; Catharina Gaissler, consultora Sênior de Estratégia e Inovação da Play Studio; Sérgio Lima,  publicitário e do nosso articulista José Maurício Pires Alves.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *