TENDÊNCIAS PLATAFORMAS DIGITAIS – NZN – 13.11.2020

Segundo pesquisa realizada pela NZN, com a chegada da Covid-19, houve um aumento de 68% no consumo de conteúdo dentro de plataformas digitais. Esse resultado comprova como a população buscou por novas formas de absorver assuntos e notícias no meio online. Além disso, os materiais oferecidos pelas marcas se tornaram uma forma de entretenimento. Durante o evento NZN Talks, promovido pela NZN, grandes profissionais da área do digital, comunicação e audiovisual debateram as mudanças e estratégias que as marcas podem fazer para ganhar e manter seu público fiel.

Conteúdo

Tudo na internet é conteúdo, mas é preciso entender seu público, quais as dores e necessidades, para produzir algo de qualidade que possa ser realmente relevante que gere valor para trazer resultados. Para isso, é fundamental conhecer com quem está falando, por que tipo de informação ele busca, por quais meios ele consome, etc.

Para Andreza Aguiar, Content Director na Leo Burnett, por exemplo, para construir temáticas relevantes para o público é preciso entender que no digital, não dá para estar fora. “Não dá para construir nada para a marca sem passar a verdade dela nesse canal. Isso porque o esses temas aproximam as pessoas e essa conexão só acontece quando gera uma conexão com algo”, conta.

Diversidade em alta

De acordo com pesquisa feita pela NZN, cerca de 53% dos brasileiros afirmam não consumir produtos ou seguir empresas que apresentam comportamento preconceituoso e 47% dizem que não tem lembrança de fatos ou conteúdos relevantes capazes de conectar as marcas e causas em questões humanas.

Licínio Januário, fundador da Wolo TV, ressalta que falar de diversidade, é falar da questão social e da parte econômica também. “Não é inteligente economicamente não falar de diversidade. O Brasil só vai crescer quanto indústria se investir em diversidade”, conta fundador da Wolo.

Estratégias precisam ter foco no cliente

Ainda de acordo com pesquisa feita pela NZN, 32% das pessoas acreditam que as marcas poderiam estar fazendo alguma coisa por elas durante a pandemia. Isso levanta o tema para saber qual a importância que as marcas devem ter de pensar em estratégias para o consumidor. Luiz D’Elboux, diretor de marketing da Godaddy Brasil, destaca o quão é relevante ter o foco no cliente e como ajudar a passar pelas dificuldades da pandemia.

“Disponibilizamos muitos conteúdos para ajudá-los. Além dos produtos gratuitos, promovemos materiais com orientações para saber como resgatar o contato com o seu cliente, como falar, vender e entregar para as pessoas o seus serviços”, conta.

Streaming cresce durante a pandemia

Entre as tendências que se consolidaram nesse período de isolamento social, foram as plataformas de streaming, pois se tornaram a alternativa para uma nova forma de entretenimento dentro de casa, com um grande aumento no consumo desse formato. Segundo levantamento do NZN Intelligence, a pandemia fez com que 30% dos brasileiros assinasse algum serviço de streaming.

Para Fernand Alphen, CO-CEO FBIZ, quando fazemos comunicação para a marca pensamos em três momentos: construção e percepção da marca: quando falamos de maneira mais emocional para o consumidor; consideração: onde o consumidor começa achar o que faz sentido naquela mensagem, despertando interesse; e conversão: quando o cliente já está convencido e começa a comprar.

Engajamento

Patrícia Gravalos, Head de Marketing na Desinchá, destaca que muitas marcas no mercado falam sobre conteúdo, mas com a pandemia, a produção e a forma de consumo desses conteúdos nunca foram tão absorvidos como no ano de 2020. Os consumidores se mostraram estar aptos e mais abertos a interagirem com ele.

Entende-se que para acertar na mensagem com seu cliente, é preciso entender qual é o direcionamento estratégico para conectar com seu público. De acordo com Luiz Henrique Ferreira, Gerente de Digital e Branding na Selfit academias, é preciso conhecer a própria marca, saber quem são, o que querem passar, qual a missão, qual o propósito e como vão resolver a dúvida de seu público.

“Decidimos realizar o NZN Talks para levar as pessoas temas e assuntos que fossem pertinentes com a fase que estamos vivendo. Passando por uma pandemia, muitas empresas enxergaram a necessidade de mudanças nas marcas, nos conteúdos e em ações que fossem ajudar seu cliente a passar por esse momento. Assumimos o compromisso de apresentar essas novas iniciativas e tendências para os consumidores entenderem como anda o mercado de comunicação” explica Tayara Simões, diretora de marketing e vendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *